segunda-feira, maio 17, 2010

As amigas que a gente faz nesse Mundo de Au Pair! por Srta Daniela

A palavra do dia é APOIO.

Sim, depois do que aconteceu com a Monick (também integrante deste blog), de ela entrar em rematch em uma semana depois de um guri de 6 anos tirar sangue dela, e ver todo o apoio que deram para ela, e o pessoal oferecendo a casa para ela ficar, o APOIO não passou despercebido aos meus olhos. Eu mesma já tive meus momentos de fraqueza, durante os quais precisei entrar naquele confessionário, desabafar só para ler alguém falando que tudo ia dar certo, porque às vezes a gente precisa que alguém fale para começar a acreditar que as coisas vão se acertar.


As pessoas do nosso dia a dia nem sempre entendem 100% de tudo que nos acontece emocionalmente nesse processo de au pair, mas as meninas que estão na mesma situação que a gente, ou até as que já passaram por isso, têm uma compreensão maior do turbilhão de sentimentos pelo o qual passamos.


As afinidades vão se formando ao longo da caminhada e a gente consegue se sentir feliz pela vitória umas das outras, essa semana eu tive o meu match e teve gente que demonstrou tamanha felicidade como se a própria tivesse feito o match, e eu fiquei tão feliz com isso de saber que essas pessoas que só tem um nome, ou um apelido, e um rosto em 3x4 no Orkut já são essenciais para eu me sentir apoiada.


Me pergunto, em algum ponto ao longo do caminho vai ficar fácil?


Talvez sim, talvez não, algumas ficam tão ótimas que se dão “alta” do confessionário depois de um tempo, algumas somem depois do match, algumas somem depois de receber o visto, outras depois do treinamento em NY, outras depois de chegarem na família, às vezes voltam quando têm alguma crise, ou quando a homesick bate forte, e outras ficam dependentes dele do começo ao fim do processo.


Já faz parte do meu dia-a-dia saber como vai o processo de cada uma, se teve contato com família, se recebeu ligação, email, se teve match, e é legal ver as meninas que ainda nem se inscreveram se projetarem nas que estão indo ou estão lá, ficando mais ansiosas ainda, às vezes lêem tanta informação que chegam na agência sabendo mais do que as funcionárias das agências.


Lá tem tratamento de ansiedade a coração partido, e é um teste de paciência constante quando lemos aqueles comentários fora de hora, ou negativos. Meninas que estão online há três meses sem contato tendo que aguentar meninas que estão online a uma semana reclamar que não tem família...


Mas faz parte, e é extremamente reconfortante saber que onde quer que você vá ou esteja haverá pessoas lá prontas para estenderem uma mão amiga numa hora de sufoco, e isso definitivamente não tem preço!

Se você quiser ler mais sobre minha saga particular leia meu blog: http://srtadanidaquiparaomundo.blogspot.com/ e siga-me no Twitter.

13 comentários :

  1. Ter pessoas para nos apoiar definitivamente nao tem preço, e cada dia conheço pessoas disposta a estar me apoiando, e sei como isso é importante, tlvz se estivesse só nessa parada seria mais complicado...tlvz impossivel...

    Obrigada Dani pela nova amizade, e obrigada a tds as au pairs por aqui estarem pra mim e/ou para muitas outras!

    ResponderExcluir
  2. Isso aí, pode conta pro que precisar. Como au pair, cada uma sabe pelo que a outra tá passando e pode ajudar!
    Mas como assim, o que aconteceu com a Monick?! A mais por fora ever...

    ResponderExcluir
  3. Ai que lindo essse post *-*
    É verdade, no confessionario uma apóia a outra..
    Eu me agarro nas que mais me identifiquei, que quando entrei tavam na mesma que eu...e espero ver elas *-*

    ResponderExcluir
  4. Dani, que lindo! É legal mesmo saber que a gente pode contar umas com as outras mesmo sem ter nos visto uma unica vez! Nem sabia do seu match, fico feliz por você, muito sucesso, felicidades e que sua familia seja MARA!

    ResponderExcluir
  5. Pois é, Dani. Como você citou no início, graças a Deus eu pude perceber que existem pessoas que se importam, que querem nos ajudar sem nem conhecer. Isso é reconfortante, sabe? Você tá em outro país, nem sabe ao certo onde tem outras brasileiras, mas quando precisa, elas estão lá, prontas para ajudar. Só tenho a agradecer a todas que deixaram sua indignação ou sua ajuda, depois do acontecido. Sem esquecer quando ainda não sabia a agência, não entendia o app, a fotocolagem e que todas foram tão pacientes comigo. :)

    ResponderExcluir
  6. Otimo post! Eh como vc falou, muitas meninas se dao alta do confessionario...Inclusive eu! Ainda leio todo dia, mas nao posto mais com tanta frequencia...Eh a vida!
    Beijooo

    ResponderExcluir
  7. Eu não vou esquecer das amizades que fiz nunca, e olha q ainda nem sou au pair.

    ResponderExcluir
  8. Pois é, acho que somos muito mais amigas do que muitas meninas que se conhecem por ai
    E falando em match, eu fiquei MEGA feliz pelo seu :D
    já te dei parabéns, mas vale ressaltar

    ;* Dani, que a nova etapa desse processo seja linda pra você. Você merece!

    ResponderExcluir
  9. Daniiii *-* que lindo tudo que voce falou! é um misto de emoçoes que se confundem e fica TENSO! rsrsrs.

    Muito bom a gente saber que tem com quem contar quando alguem de fora ou ate mesmo da familia diz que essa historia nao vai dar certo, ou nao te apoia ou nao entende suas angustias durante o processo.

    Confortante saber que pessoas que voce conhece so por uma 3x4 se sentem felizes por suas vitorias e sao sim AMIGAS pra estarem com voce te dando carao, ou carinho.

    Estou sim feliz por voce, pelo seu post, pelo seu reconhecimento e pelo seu MATCH! \o/

    Te desejo tudo de bom, sorte, paz e uma familia abençoada!

    Ps:. desculpem o big post ;**

    ResponderExcluir
  10. Acho impressionante essa união que as brasileiras tem via orkut...sei la, vai ver se as au pairs da europa se ajudam assim, duvido!
    Eu já dei até dinheiro de presente, fui despedir no aeroporto, sei la, não tem como não se envolver com quem está na mesma que vc.

    E eu sempre digo isso: por mais legais que sejam nossos familiares e amigos, ninguem tem saco pra aguentar os pepinos e rolos do processo todo. Eu sinto isso nos encontros, parece que vc achou pessoas que falam a mesma lingua que vc!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Dani, mandou mto bem!!! Essa realmente é uma palavra chave principalmente qdo se fala em intercâmbio! E tb é impressionante como mtas vezes uma pessoa q está do outro lado do país ou do mundo pode nos entender melhor que nossa própria família ou amigos, simplesmente pq essa pessoa tb é au pair!!

    Adorei!! Principalmente a parte de "se dar alta do confessionário" huahuahuahuuha

    bjos!

    ResponderExcluir
  12. É verdade, o apoio é fundamental, acho muito legal as coisas que eu leio lá na comunidade, eu quse não participo, até porque pretendo ir ano que vem, mas acho muito legal e vcs estão de parabéns! :)

    ResponderExcluir
  13. AHHH SE NÃO FOSSE O APOIO DE ALGUÉM!!
    acho q ja teria desistido...
    Amei a posição de vcs se unirem pra fazer esse blog!
    o simples fato e vcs postarem experiencias aki nos ajuda pacas!!
    é mto bom nãose sentir a unica marinheira em um barco q vc não sabe se vai afundar ou não no meio dessa tempestade de sentimentos q é essa angustia por procura de host family ...e depois q acha a familia vem aa ansiedade de como vai ser com a vida nova...!

    ``NA ARKIBANCADA ADA VIDA EU ESTOU TORCENDO POR TODAS VCS!´´

    ResponderExcluir