quarta-feira, julho 07, 2010

Vir namorando e as pessoas que conhecemos - por Monick Vasconcelos.

Como a Mari Guterman falou no post passado, a gente pensa em várias coisas para postar, mas quando o chega o dia, acaba se perdendo. Então como sempre, vou fazer do meu post uma bagunça, e falar um pouco de tudo.

Eu vejo muita gente se questionando se vale a pena vir namorando.

Cada caso é um caso, mas posso falar por mim. Eu já namorava a distância no Brasil, então é uma coisa que tenho experiência. No Brasil, a TIM e o Infinity facilitavam as coisas, mas aqui tudo é diferente, você paga até para receber ligações (não é mentira). Graças à tecnologia, as pessoas podem se sentir mais próximas. MSN às vezes é um tédio, então aderimos ao Skype.

Nos falamos sempre que eu estou off ou ele não está ocupado e até dormimos juntos no Skype. (:

Se você não ama alguém, talvez pareça uma coisa absurda, mas quem namora, entende. E que fique bem claro que não é porque eu namoro que deixo de sair e de conhecer os cantos, sou apoiada para ir em todos os programas de turista, shopping, filme etc, mas é claro que se for pra uma boate, a conversa muda. Não que não deixe, mas é óbvio que o outro lado sempre fica inseguro. Estou aqui há 2 meses e já fui para uma festa ou outra, mas respeito muito o meu namoro, porque quero ser respeitada também.

Isso envolve o tema: as amigas que fiz aqui. Se meu celular toca, só podem ser 3 pessoas. Uma au pair que embarcou uma semana depois de mim, uma ex au pair que mora aqui há 8 anos e está desesperada atrás de um marido, e uma outra que é babysitter, americana, mas filha de brasileiros. Essa última é casada. O que eu escuto aqui o tempo todo é: homem. Às vezes, abusa. Se você como eu, gosta de papo mais cabeça, se prepare. A maioria das au pairs pensam que porque estão em outro país têm que sair dando a torto e a direito para qualquer um. Isso vai da índole de cada, eu nunca fui assim, não vou ser assim só porque ninguém me conhece.

Eu não julgo, mas não faço. Mesmo que não namorasse, não faria. Certas pessoas têm a tendência de colocar areia em sua relação, querem te ver curtindo, ficando, então falam que é melhor o namoro acabar logo.O que é uma tremenda falta de respeito com seus sentimentos. Outra coisa que acontece quando você conhece uma pessoa que está aqui há mais tempo: as pessoas esquecem de onde vieram. Não sei se é porque um dia passaram por isso, mas ao invés de te ajudar, te machucam. Falam mal do seu inglês, da sua falta de noção no trânsito e riem quando todo mundo sabe de algo que você nunca ouviu falar. Isso te faz ter saudade até dos seus inimigos no Brasil.

Eu não me arrependo de ter vindo namorando, porque seus amigos seguem seus rumos, às vezes não têm tempo de te ouvir... E quando chega a noite, quando ninguém tem paciência de ouvir suas reclamações, é seu namorado(a) que estará ali. Às vezes você tem sorte de pegar uma área boa, cheia de au pairs e que dá para escolher a dedo suas amizades, mas às vezes você acaba no meio da floresta e termina andando com as pessoas só para não ficar só. Até isso é questão de sorte. Mas para quem tem dúvida se vem ou não namorando, eu aconselho a vir.

Até próximo mês.

Monick Vasconcelos

7 comentários :

  1. muito bom seu topico Monick!!

    ResponderExcluir
  2. Eu vim deixando meu noivo no Brasil e nao me arrependo... morro de saudade, mas sei que posso contar com ele, muito mais do que em algumas pessoas que conheci por aqui...realmente mto bom o post..Bjinhus

    ResponderExcluir
  3. ehhh monick arrasa...
    eu vou namorando tnm embarco sabado meia noite, ta dificil a despedida....

    ResponderExcluir
  4. Tenso... Acho chato ir pra caçar marido/homem. O comportamento das pessoas deveria ser o mesmo em qualquer lugar do mundo. :/

    ResponderExcluir
  5. Eu espero ir namorando... mas meu namorado é hiper mega ciumento, não sei como serão as coisas qdo eu chegar aí...
    Ouvi uma história de uma au pair que engravidou de um cara que saiu na balada e nem sabia da onde ele era... agora fala sério não... cada uma!!!
    Legal o post... bjokas

    ResponderExcluir
  6. Ola, arrasou Monick, nao sabia que voce escrevia pra um blog, te achei por um acaso.Super apoiada na questao vir namorando e respeito. mandou muito bem!

    ResponderExcluir
  7. Cada um eh cada um, tb conheci au pairs q vieram namorando e voltaram e estao casadas, outras terminaram porque a relacao nao era tao forte assim. Eu havia terminado um namoro de 5 anos, mas foi antes de ficar sabendo do programa e meus amigos me zuavam falando q eu ia arranjar um gringo, eu na minha cabeca achava q eles teriam o maior preconceito com uma brasileira pobre, baixinha, velha (26 anos!!). Depois quando fiz o processo de visto de noiva entrei na comunidade no orkut e vi que 90% ou mais dos relacionamentos comecaram na internet e o cara foi pro Brasil 1 ou 2 x!!! Nao precisa ir pros States pra arranjar marido, da pra fazer isso no Brasil usando a internet como agencia casamenteira.
    Sinto muito Monick pelas amizades por interesse, eu tb tive algumas, mas gracas a Deus tenho umas verdadeiras tb, alias 2 japonesas muito legais tb.
    O amor eh lindo e nao conhece distancia!!! Pensa tb nos militares q ficam fora e deixam esposas, filhos, fala isso pra elas quando essas invejosas vierem jogando areia, q odio de gente assim.
    Fique bem, beijos

    ResponderExcluir