domingo, agosto 29, 2010

A partida, a chegada e a vida...

Exatamente 2 domingos atras eu estava mais ou menos essa hora abracada com meu pai perto da entrada dos embarques internacionais no aeroporto de Guarulhos. Eu tentava exaustivamente engolir as lagrimas e o desespero que comecou a bater depois que fiz o check-in. Nao tinha mais volta, ali era o ponto maximo que ele poderia ir junto comigo. Na tela meu voo aparecia como embarque proximo e eu nao queria entrar, queria ficar o maximo possivel ali curtindo meu pai, sentindo seu cheiro, sua voz...

Quando olho na tela "embarque imediato" me deu um gelo no coracao e eu so consegui dizer "eu tenho que ir". Naquele momento eu ja nao conseguia segurar as lagrimas, comecei a solucar e deixei que elas caissem. Quem me via deveria achar que eu estava indo pro matadouro de tanto sofrimento. Abracei meu pai e perguntei "e se nao der certo?" Ele me abracou e disse "vai dar certo, conquista a america, ela e sua!"
Claro que isso so me fez chorar ainda mais e perguntei quase sem conseguir falar "vc vai estar aqui nesse mesmo lugar me esperando daqui 1 ano?" Ele respondeu "com toda certeza que sim". Abracei mais uma vez e entrei na fila. Quando entreguei o papel pra moca pra entrar na area do raio-x ele me chamou do lado de fora, pegou minha mao e deu um beijo e disse "vai". Naquela hora eu so queria voltar, desistir de td e ir pra casa. Afinal, pra que tanto sofrimento? E se nao desse certo, seu eu comesse o pao que o diabo amassou como minha mae desejou? E se minha kid fosse terrivel, e se nao gostasse de mim? E se a familia fosse uma dessas familias monstro que a gente ve falar por ai? E se eu tivesse feito meu pai gastar tanto pra voltar antes de 1 ano?

Certamente eram perguntas demais para respostas pouco concretas. E se vc tem esse mesmo medo, so posso dizer o que vc certamente ja sabe; vc so vai saber as respostas quando chegar aqui. Enquanto estamos no Brasil, conversando com a familia por email, skype, telefone, nada e concreto. Eles podem dizer que vc vai ter carro e quando vc chegar aqui nao ter. E eles podem fazer isso, afinal nao tem nada escrito em contrato que eles sao obrigados e na conversa que a lcc faz quando vc chega na familia ela deixa bem claro que dirigir e um privilegio e nao um direito. Enfim, tudo pode ser diferente do acordado.

Passei super mal no aviao, estava quase tendo um ataque de panico, queria sair correndo dali. E pra minha sorte o aviao demorou seculos pra decolar. Estava com uma dor de cabeca dos infernos, possivelmente de ficar segurando as lagrimas. Nao consegui comer a comida do aviao, so tomei uma coca. Logo no aviao todas as aeromocas falavam so ingles. Acabei pedindo um remedio pra dor de cabeca, meus remedios estavam na mala despachada.

Logo de manhazinha o aviao chegou a NY. Tive sorte de pegar voo direto, a CC e dona de fazer embarques com escalas em lugares bizarros. Fui pela delta sem tvzinha nem nada mas cheguei inteira.

A semana de treinamento foi otima, quando chegamos em NY estava fazendo um calor dos infernos, foi o dia mais quente. Ouco todo mundo reclamar do treinamento mas eu achei otimo e nem foi tao cansativo como as pessoas costumam dizer. As aulas sao um pouco chatinhas as vezes, mas minha mesa era otima, a gente tava sempre se divertindo. Eu nao queria ir embora do treinamento nunca mais. Minha intencao era nao ficar com brasileiros mas acabei ficando com eles. Eu iria sei la pra onde e sabe-se la quado eu falaria portugues novamente (faz 3 semanas que nao falo em portugues pessoalmente com ninguem).

Chegou a sexta, dia de ir pra casa. Mas eu ainda nao iria pra minha familia, ficaria 1 dia mais em NY e so no sabado pela manha pegaria o trem pra chegar no meu destino. Nao vou contar td a novela senao vai ficar muito grande mas tenho td anotado no caderninho da polly.

Sabado depois de mais de 5 horas no trem, eu cheguei no meu destino. De longe avistei uma mulher dentro de um carro que acenou. Fingi que nao vi mas a menina que estava junto comigo foi pro lado do carro e eu acompanhei. Coloquei a mala e a mochila no porta-malas e entrei. Ela olhou pelo restrovisor e falou um "hiiii!". Olhei pro lado e a kid estava sentada me olhando. Olhei pra ela, dei um hi e um abraco. Um amor de menina pra minha sorte. Pelo caminho ela foi me mostrando as coisas, as escola, etc. Aquela paisagem parecia coisa de outro mundo pra mim - mato e mais mato, montanhas e coisas do tipo.

Nao demorou muito e chegamos em casa. Ela me mostrou a casa e meu quarto que nao, nao e lilas como eu acharia que fosse ser. Dei uma olhada e nenhum sinal de presente por la. Nao que fosse uma obrigacao, mas como gastei um tempao fazendo os presentes delas, eu me senti no "direito" de esperar por algo. Fiquei meio sentida, quis voltar pra casa (nao por nao ter ganhado presentes mas por ter caido a ficha do o que to fazendo aqui). Nesse dia saimos pra jantar e eu so queria dormir pra esquecer que o mundo existia.

Resumindo minha vida aqui: tudo vai excelentemente bem, obrigada. Estou feliz, a host me trata bem, nao passo fome, minha kid e bem educada com limites e etc. Falta saber como sera quando as bebes nascerem, mas isso so no proximo post. Meu unico problema por enquanto e nao ter amigos por perto, nao conhecer ninguem e o meeting vai ser so final de setembro. Estou otima mas um pouco sozinha e perdida. Mes que vem e meu niver e eu estava pensando em comemorar em Boston, se alguem tiver afim de fazer algo, email me (suellen.kyl@gmail.com). E se alguem em Massachussets, Connecticut, Vermont, Maine arrumar algo e quiser me convidar, estou a disposicao.
Meu blog esta trancado apenas pra mim, quando tiver meu pc volto a escrever la e libero td mundo.

Bjos, ate a proxima

10 comentários :

  1. hiiiiiiii
    achei lindo o post meus olhos no começo quase encheram de lágrimas muito cute o que você escreveu toco fundo
    mais saiba que tudo vai se encaixando
    sorte pra vc linda
    kisses

    ResponderExcluir
  2. su amiga sumida
    que deus te abençoe e sim seu pai tem razao a america é nossa!!!!

    ResponderExcluir
  3. Hiii!!!
    Nossa flor ... lendo seu post me passou um turbilhão de sentimentos, quase chorei, pensei en desistir, pensei no amor, compreensão e apoio que tenho tido dos meus pais e familiares, etc, etc etc ... Mais muito obrigada por me fazer pensar em coisas q muitas vezes esquecemos (e nos perdemos no sonho de uma vida perfeita como turista nos states neh ... rss).
    Agora pondo os pés no chão sei que tenho q me esforçar bastante, pedir muuuuuuito a DEUS uma boa familia e curtir a familia ao máximo, pk jaja acaba.
    Deus te abençoe linda!!!
    Bjinhux

    ResponderExcluir
  4. feliz pelo blog atualizado e mais feliz com o post emocionante! Que Deus te abençoe =) e força ai!
    =*

    ResponderExcluir
  5. Suuu
    Minha xará!
    Aii que lindo seu post.
    Eu quase chorei!
    Mas meu, vai em frente, seu pai é o mais fofo do mundo e está te apoiando...A América é sua!
    E meu, sua host te trata bem, sua kid é educada e tal.. e qdo chegarem as bebês, com certeza vai continuar td bem, pois o ambiente já parece ser ótimo.
    Depois da reunião tenta já planejar algo com as meninas da região, assim vc se sente menos sozinha.. e com o tempo terá amigas para o resto da vida aí.
    Estou torcendo pra dar td certo.

    Td de bom!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. alô alô Kylzete! Fico mais confortado depois de ler o final desse post =D ... Torço demais por ti, aproveita bagarai aí pq no futuro vc vai sentir saudades. Fico feliz em saber que está bem. Te cuida hein moça! Boa sorte! Bjs do Kamusett =D

    ResponderExcluir
  7. Nossa, chega eu chorei aqui ao lembrar da sensação de ter que entrar no avião. No meu caso, eu chorei mais quando tive que sair da minha cidade pra São Paulo. E de verdade, aqui é bom, mas não é pra mim. Não vejo a hora de voltar.

    ResponderExcluir
  8. Eu lembro até hj da sensa'ção de quando o avião levantou voo...foi minha primeira viagem de aviao, e eu choraaaaaava que só.

    Mas tamos ai, vivas e felizes, que é o que importa :D

    ResponderExcluir
  9. AI ai vio...
    Vai batendo um medo e uma vontade de ir logo!
    ANo q vem estarei por ai!
    ;)

    ResponderExcluir
  10. Nossa, chorei! Me vi na cena :')
    Mas vai dar tudo certo!

    ResponderExcluir