domingo, outubro 24, 2010

Mais um desabafo!

Vida de au pair e uma coisa engracada! Passamos pelas maiores desavencas, somos pisadas, maltratadas, enroladas mas se alguem pergunta se voce desistiria do programa sempre arrumamos uma desculpa para nos prendemos a ele.

Meu post do mes passado foi logo seguido da minha mudanca de familia, eu estava toda empolgada com a nova regiao, novos ares e schedule fixa. Pois bem, a lua de mel acabou. Nao existe familia perfeita, nao existe mesmo. Gosto mais do meu trabalho aqui do que com a minha familia anterior, meus dias aqui sao mais sossegados, o que nao quer dizer que nao seja explorada.

Sou a terceira au pair na casa, entao nao existe a desculpa de nao conhecer as regras. Minha agenda comeca todo dia meia hora antes do que deveria, o que a principio nao achei que fosse me encomodar, mas sendo insatisfeita como sou, estou ficando farta. Principalmente porque agora minha host deu pra atrasar na volta para casa. O que eram 2 horas passaram a ser 5 no fim da semana.

Problema numero 2: a gasolina! Na minha familia anterior nao tinha carro aqui eu o tenho, mas a minha familia "esquece" que o carro que precisa de combustivel para se movimentar. E nem estou falando de gas para o meu bel prazer! Levar criancas para praticas esportivas, ir ao supermercado e aos playdates do pequeno tudo por minha conta e 15 dolares que recebi na primeira semana!

Mais um e a educacao. Estou fazendo um ESL, o que e otimo para socializar e aprender mais com os erros alheios do que com o que se tem na sala em si. Comecei esse curso porque nao queria ficar parada por mais um semestre mas tenho duvidas de quao efetivo ele e no meu processo de aprendizado ou na minha vida. Estou fazendo um outro curso aos sabados o dia inteiro ( e estou tao feliz que esta acabando porque ninguem merece passar o pouco tempo que temos efetivamente free dentro da sala o dia inteiro). E nenhum desses era o que eu queria, afinal aqui a gente aprende que as nossas vontades ficam em segundo, terceiro, quarto plano ou onde elas couberem.

E por falar em planos e vontades me lembrei o que queria falar no principio desse post: Eu sou o tipo de pessoa boazinha/ troxa mesmo. Se voce for assim tambem: TOME MUITO CUIDADO E APRENDA A ABRIR A BOCA, caso contrario, voce se dara muito mal, porque o povinho pra tentar se aproveitar da inocencia alheia!!!

Nao sei dizer nao, se alguem precisa estou eu la fazendo das tripas coracao pra ajudar o necessitado. Neste caso, a host family. Toda vez que eles me pedem pra fazer uma horinha no fim de semana, babysitter por uma noite, acordar mais cedo porque eles precisam sair antes do horario la estou eu que nao sei dizer nao para ajudar, afinal me ensinaram que ser solidaria e bom!

Aqui, no entanto, mesmo conhecendo as regras o povo abusa da sua boa vontade, se fingem de desentendidos pra te fazer trabalhar mais, ou te pagar menos - hora extra no valor de hora de au pair estou na campanha diga NAO - E se voce e do tipo boazinha so vai se foder = a mim!
Portanto, se tenho um conselho hoje e o ABRA A BOCA porque aqui nao existe semancol! Sabe, aquele que esperamos ja que agimos de boa vontade, ele nao vem. Ninguem vai te recompensar por ser a au pair mais boazinha da face da terra, suas vontades, planos, desejos estarao sempre em segundo plano. Somos coadjuvantes mas temos direito a falas, entao usemo-nas para tornar as nossas vidas menos sofrivel.

Enfim, queria ser do tipo estimuladora, aquela que vem e ajuda as meninas que estao no processo, mas sou assim do tipo pessimista/ realista(?). Essa e a minha vida, fora da minha vida real, mas se voce me perguntar se eu desistiria agora a resposta e nao! Nao tenho desculpa concreta, nao tenho nada que me prenda aqui, somente a esperanca de que isso possa melhorar, mesmo sabendo que isso e improvavel! Entao me pergunto ha todo momento: Por que estou aqui? e a resposta e por que nao gosto de desistir!

Esse foi mais um diario de bordo de Lucas Silva e Silva diretamente do mundo da lua... Vejo voces no proximo veado!!!

8 comentários:

  1. Valeu pela sinceridade...

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Tenho certeza que vou sofrer muito também, tenho a necessidade de ser boazinha sempre, não consigo dizer não com muita frequência. É um ponto que acho que irei aprender aí, preciso mudar, todo mundo fala que au pair aí tem que ter voz, senão já era.
    Adorei seu post, será muito útil para minha vida auperiana.rs

    ResponderExcluir
  4. Mas olha, se vc nao falar tudo isso pra sua host family vc vai terminar o ano com OS MESMOS problemas de agora do comeco. Escrever no blog eh bom pra avisar as outras au pairs, mas nao resolve seus problemas... Ser boazinha eh uma coisa, ser trouxa eh outra! Nao deixe sua hf se aproveitar, pq enquanto vc acha que ta sendo solidaria pq foi educada assim, sua host mom ta linda e saltitante com uma au pair que trabalha de graca pra ela. A unica solucao eh sentar, e conversar, explicar pros seus hosts que essa situacao nao eh certa pra vc. Nao adianta ter vergonha e medo da reacao deles. Aqui vc ta sozinha, tem que aprender a speak up for yourself! :)

    ResponderExcluir
  5. Meuuu... perfeito teu post... se nao fosse vc eu ia me f*** bonito! Sehrio... tb faço tudo o q me pedem, gosto de ser boazinha e tals... valeu mesmo!

    ResponderExcluir
  6. Muitissimo útil... Também sou do tipo boazinha (trouxa mesmo) e sempre me f***.... Esse post me deu uma sacudida e tentarei me impor qdo chegar aí.. Afinal, como disse a Lolô: "Aqui vc ta sozinha, tem que aprender a speak up for yourself!"

    Obrigada mesmo!!!

    ResponderExcluir
  7. Abandonaram de vez isso aqui ne..

    ResponderExcluir
  8. Obrigada por todos os comentarios meninas, e como disse no titulo esse e mais um desabafo. Por mais que eu tente sempre o lado bom samaritano pesa mais na minha vida! Lolo voce esta certissima! Acho que coloco no papel (ou no blog rsrs)para conseguir visualizar quao idiota sou de vez em quando e como as pessoas conseguem se aproveitar disso. Nem digo que seja um problema de mal caracter, mas pelo que eu percebi da minha experiencia e das meninas que conheco por aqui, a host family ta sempre tentando te empurrar unzinho a mais. em geral eles acreditam que estao fazendo o maior servico de caridade, que estao nos dando a oportunidade das nossas vidas, sendo assim temos que nos mostrar agradecidas. Pois bem, preciso speak up for myself. depois comento os resultados!
    Pois eh Laura, estou surpresa com os ultimos nao posts! mas espero que logo isso se regularize.

    ResponderExcluir