sexta-feira, outubro 29, 2010

O tal do feeling, uma stay at home mom e a vida nas montanhas

Ha alguns posts atras eu tinha comentado que nao tinha sentido o tal do feeling pela minha familia e que isso me deixava um pouco preocupada visto que e uma das coisas que a gente mais ouve por ai. Mesmo sem feeling resolvi arriscar pois ja era minha 45 familia. Por varias vezes pensei em dizer nao, que nao me sentia confortavel em ter que cuidar de gemeas, pensei em mandar email pra mom dando aquela velha desculpa de que nao eramos um good match e ate mesmo quando recebi o email da cc falando do meu match eu pensei em ligar pra la dizendo que eu nao queria.

Por algum motivo que eu nao sei explicar, digamos que algo mais forte do que eu fez com que eu deixasse as coisas rolarem, confirmei o match e aceitei vir pra Vermont. O que? Vermont? Isso fica nos EUA? Fiquei meus 2 meses pre embarque com esse bendito nome batucando na minha cabeca, as vezes nem mesmo me deixando dormir. E com uma cidade cujo nome eu ao menos conseguia pronunciar (tente pronunciar Brattleboro e me diz se vc achou facil depois ;p).

Resumindo para nao ficar muito extenso e cansativo: Sim, eu vim pra Brattleboro, VT cuja area esta sem LCC e meu cluster tem 3 meninas contando comigo. Ainda nao tenho amigos aqui e meus passeios de fds se resumem em ir fazer compras sozinha ou com a host (sim, ela eh minha super amiga). Minha host esta em licensa maternidade ate dezembro, ou seja, tenho uma stay at home mom em casa ate dezembro. Isso foi uma das coisas que me deixaram meio preocupadas quando li o app deles ja que ao menos 90% das au pairs dizem que fazer match com stay at home mom eh a maior furada.

Pra mim tem funcionado excelentemente bem e se fosse por mim eu gostaria que minha host ficasse em casa pelo resto do meu ano (mas se isso acontecer significa que ela nao teria emprego, logo nao poderia me pagar, logo eu nao ficaria mais aqui). Minha host eh super divertida, um espirito jovem e super mente aberta. Acho que combinamos tao bem pq realmente somos bem parecidas no modo de pensar e agir. Conversamos o dia inteiro sobre os mais variados assuntos, indo de assuntos de casa ate homens. Ela faz de tudo para que eu me sinta bem aqui, compra o que eu gosto de comer e me convida pra ir onde ela vai. Essa semana mesmo ela saiu perguntando pros amigos sobre halloween parties que eu poderia ir e talz.

Enfim, trabalho sem schedule definido aqui. Acordo as 10 da manha, tomo meu cafe e dou mamadeira pra uma das bebes enquanto a mae da pra outra. Troco a bebe que dei mamadeira e ponho pra dormir. Elas comem de 3 em 3horas entao no intervalo eu subo pra fazer a laundry minha, das bebes e da kid (assim mesmo, tudo junto misturado sem frescura de cores e etc). Depois de tirar da secadora eu dobro do jeito que eu quiser(os lencois eu geralmente amasso ao meio, aquela dobrada feito minha cara - ela nao liga pro jeito que eu dobrar). Nos intervalos to sempre no orkut/facebook (ela nao liga que eu fique no pc). A ultima mamadeira eh as 9 da noite, quando colocamos no berco e a mom vai dormir. Eu fico ate meia noite pra dar outra mamadeira e vou dormir tambem. Sabados off e domingo so dou a mamadeira da meia noite e 1 fds inteiro off por mes.

Acabei escrevendo um livro aqui. Eu sempre me empolgo demais quando comeco a escrever... Minha vida tem sido otima aqui, o que nao significa que nao tenho homesicks ou penso em ir embora no proximo voo. Pra mim essa vida tem funcionado bem mas tenho consciencia que pra outras pessoas nao funcionaria. E o feeling? Se a familia te oferece todas as condicoes que vc considera essencial para seu ano aqui e a familia parece ser open-minded, nao tenha medo ;)

www.suhproject.blogspot.com

2 comentários:

  1. Você teve que esperar 45 famílias até achar a que se encaixava... E foi a família perfeita PRA VOCÊ. Cara, pra quem está no processo de escolha da família, como eu, é importante poder ver esse tipo de depoimento... Assim, se eu fosse pra essa familia provavelmente eu não encaixaria... Mas ela estava reservada pra você, como eu espero que a minha também esteja reservada pra mim...

    Agora quem escreveu um livro fui eu
    :p
    huahuahaa

    ResponderExcluir
  2. gostei de ver seu depoimento. Para nós que estamos aguardando o status online ou as que já estão, ficamos naquela empolgaçãocom a tal família e etc... e as vezes nos esquecemos que temos que prestar mt a atenção em quem escolhermos e quem nos escolhem... 1 ano é muito e muita coisa acontece em apenas 1h, quem dirá 1 ano né?
    Boa sorte por aí!

    ResponderExcluir