terça-feira, março 29, 2011

É, Roberto Carlos no meu post...

Roberto Carlos resolveu entrar na minha cabeça hoje e eu fiquei pensando naquela música “se chorei ou se sofri, o importante é que emoções eu vivi”.

Estou sempre me deparando com a mesma pergunta no Orkut e Facebook: “mas esse negócio de ser au pair vale a pena?”, também li uma menina dizendo que já não sabia se queria ser au pair, porque ela estava lendo muitas histórias de rematch e coisas que nós passamos por aqui.

Resolvi dar os meus two cents.

Eu completei 6 meses nos EUA no dia 13 de Março. Durante todo esse tempo, coisas legais aconteceram, coisas ruins aconteceram, claro, porque nem tudo é carnaval de Salvador, coisas inesperadas também aconteceram: eu pedi rematch, fui para a Flórida (host mom que tem um noivo, um filho só de 8 anos, a família era ótima e tenho certeza que a próxima au pair vai aproveitar muito, mas não deu certo), da Flórida voltei para New Jersey, o matagal. Sim, voltei para a primeira família que eu sempre reclamei, acho que é aí que a frase “não cuspa no prato que você já comeu” se encaixa. Até hoje me pergunto se foi a decisão correta, but… we never know. Agora eu já estou de volta e vou tentar aproveitar tudo o que eu não aproveitei nesses 4 meses restantes - é, meu ano vai acabar no início agosto e não em setembro.

6 meses que não foram fáceis e eu não esperava que eles seriam, foram 6 meses de muito amadurecimento e encontrei uma paciência que até hoje eu me pergunto de onde veio. Enfim, eu aprendi muita coisa durante esse tempo e com certeza vou aprender mais nesses meses restantes e me cansar muito, porque ser au pair cansa! Depois de um tempo, você já brincou de tudo, já leu todos os livros, já trocou 29382093823980923827 fraldas, já fez tudo.

E então, me perguntam: “valeu a pena?”, sim! E continua valendo muito a pena! Nunca vou desmotivar ninguém que quer ser au pair.

Ler as histórias que não deram certo, não deve ser motivo para fazer alguém desistir, elas servirão de alerta para o que pode acontecer enquanto vocês estiverem aqui e mostrar que ser au pair nem sempre é festa, promoções, Victoria‘s Secret Annual Sale, etc. E ler as histórias que deram certo, servirão de motivação e para mostrar que ser au pair, também tem os lados positivos.

Vem gente, vale a pena sim! E você vai lembrar que “se chorou ou se sofreu” durante o seu ano, “o importante é que emoções” você viveu!

0 comentários :

Postar um comentário