quinta-feira, agosto 16, 2012

Prazer, aqui é a Sra Priscilla de "Não sei"

Chegou meu dia! \o/ 

Já vou começar dizendo que todos os dias 16 de todos os lindos meses do ano eu estarei aqui, pra falar de mim e dos meus pequenos sonhos.
Meu nome é Priscilla, tenho 19 anos e moro na mais maravilhosa cidade desse BRASIL SIL SIL (Florianopolis, okay, sou meio babona mesmo,acostume-se.) E trabalho atualmente sendo secretaria de uma ginecologista. 

Feita as apresentações, vou explicar o porque do "Não sei"...

Como sempre dizia e ainda diz meu melhor amigo:  " Se um dia existir um homem com sobrenome Não sei você provavelmente casará com ele." se você espera encontrar no dia 16 alguém super segura de si, tendo completa certeza do que quer, vish, pula meu dia por que eu não sou assim não. Sou totalmente indecisa. Uma hora eu quero verde e não dá dez minutos prefiro azul, dá mais quinze prefiro preto e mais quarenta já não quero mais nada. Quando comecei com essa historia toda de au pair, eu nem sabia o que era isso. Entrei no Mrs Google e comecei a fuçar algumas coisas de emprego (isso na metade do ano passado) e quando eu estava lá apertando freneticamente os links achei o site da cultural care que aparentemente faz com que você pense "Que intercambio maravilhoso! E é tão barato! " Não é? Vai dizer que não é? E ai você fica encantada e quer ir naquela mesma hora... É, eu sei bem como é isso. Na epoca eu tinha 19 aninhos recém feitos e uma vontade imensa de gritar " ADEUS MÃE! " mas, como nem tudo é gostoso como salaminho, não é bem assim que funciona as coisas. Eu tinha o emprego perfeito, tinha uma vidinha toda planejadinha e esse sonho simplesmente nasceu em mim me fazendo pensar "Será?" então, já tomei posse do meu sobre nome e comecei a pensar "Ah, mas 1 ano? Não sei não ein..." Na época eu namorava um menino do RJ que me deu um super apoio pra ir então comecei a correr atrás das coisas, contei pra minha mãe que também me deu maior força pra correr atras disso e eu comecei a minha insana luta pelos requisitos. CNH, Passaporte, Horas com Kids e tudo mais... Só que chegou fim do ano passado parei e pensei " Ah, será que não é melhor eu prestar vestibular? Não sei se quero ir mais" E o que eu fiz? EIN? Parei de correr atrás das coisas, não passei no vestibular e no fim nem fiz nada da vida. 

Esse ano, voltei com a vontade repentina de ir e estava terminando a cnh (que não consegui passar na prova ainda, 3 VEZES E NADA EIN, É PRECONCEITO ISSO) mas cai de cabeça mesmo, só faltava a cnh pra ir em uma agencia e... ah, agencia, então deixa eu falar que eu fechei com a APC (a Cultural Care é linda no folder, mas na minha humilde opnião as meninas da World Study me deram muito mais atenção. ) ... entregar a papelada toda. Tomei a decisão de começar o processo logo de uma vez pra não ter chances de desistir. Até começo de julho tudo tava lindo, mó legal e eu bem decidida. Nada me impedia de ir, nem meu trabalho, nem minha mãe, eu não tinha namorado nem era afim de garoto nenhum. 

Numa bela noite de sabado frio, resolvi ir numa festa a fantasia aqui da minha cidade com meu amigo gay gatissimo e eu vestida de xena (sim a princesa guerreira) super feliz por que eu tava solteira mesmo, ia viajar e "Foda-se os Homens Brasileiros, meu negocio é States mesmo..." Até que, o que acontece? O que? Vamo lá, chorem comigo... Conheci um cara, me apaixonei estou namorando e me fudi. Isso mesmo. No meio de toda a felicidade de naquele momento estar totalmente decidida a ir, me aparece um ser humano totalmente lindo e perfeito e querido e... Enfim, aparece ele e eu volto pra aonde? "Putz e agora?" Dai vai vim varias meninas pra mim depois de ler isso e dizer "Você não ta pensando em desistir por causa de um garoto né?" Então, não.. Quer dizer... Não sei. Eu sempre estive meio "Não sei" pra tudo isso, por que por um lado eu queria ir logo pra voltar logo mas tem toda aquela coisa linda de você ir de menor e não poder fazer muita coisa. Sinceramente? Não quero ir pros USA e não curtir tudo o que eu puder lá e enfim, quem sabe esperar um pouco até fazer 21, seguir tentando tirar a maldita da CNH e sendo futura au pair. 


Mas me digam, por que fui ser tão indecisa? 

Nem eu sei.. 

Beijo meninas, até dia 16 onde eu vou contar a minha saga do passaporte :* 

2 comentários:

  1. Larissa16/8/12

    De indecisa para indecisa:

    Complete 21 anos, mantenha o relacionamento com seu boyfriend mas não se esqueça de comentar com ele sobre esse sonho, o passo a passo e tal.

    Me identifiquei contigo pois desde os 18 anos eu pesquiso AuPair, intercâmbio e até então nada definido, medo, indecisões e tudo mais, porém hoje, com 24 anos, graças ao empurrãozinho da minha melhor amiga [que também irá,rs] e depois de me deparar com orçamentos absurdos de outros intercâmbios eu decidi: serei AuPair.

    Atualmente duas diferenças nossas: eu já tenho CNH a um tempo e consegui me decidir: Eu vou,rs. Mas te compreendo e acho que os dias 16 serão os que eu mais visitarei o blog,rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Cíntia Ferreira22/8/12

    Pri que loucuraaaaaaaaaaaaaaa O.o
    Justo quando você decide voltar com tudo kkk Essa vida de aspirante a au pair não é fáil msm.. Mas fica calma, vc tem muito tempo ^^ eu tô querendo super que ir logo pq já tô véia, com 25 anos e aí já viu, né?!?! Queria ficar os 2 anos lá, e depois quero voltar aí casar e tudo aquilo HAHAHA mas você tá em tempo e eu acho uma ótima você esperar os 21 aninhos mesmo! Poderá curtr + lá e por enqto curtir seu namô por aqui :)
    Mas essa é a minha humilde opinião.. Olha honey, quer um conselho certeiro? Conversa com Deus e Ele te dará uam LUZ!

    Xoxo
    Goooood luck!
    http://maisumaaupairnoseua.wordpress.com

    ResponderExcluir