quarta-feira, novembro 21, 2012

"Brincadeira de criança: como é bom, como é bom!"

(olha eu toda trabalhada no pagode old school!)

Oi, gente linda! Mais um dia 21 (quase 22, eu sei, desculpem!!) e hoje eu venho aqui falar sobre um assunto que me intriga um pouco... Deixem-me explicar:

Você, querida au pair, ficou viciada no F5 por um tempo e pensou que ia morrer de ansiedade até que... TEVE SEU MATCH. Alegria, alegria! Pensou que não fosse conseguir preencher o DS 2019 e, enfim, conseguiu o visto! A vida tá boa, fez muitas amigas que embarcam no mesmo dia, chorou muito ao se despedir da família, foi pro treinamento e tirou muitas fotos, até que chegou na casa da host family. 

Você que pensou que a parte mais difícil já tinha passado, e que a partir daquele momento você estaria living a dream: em algum momento parou pra se perguntar se você REALMENTE gosta e sabe cuidar de crianças?

Sejamos sinceras: eu minto, tu mentes, ela mente, as agentes do Brasil fingem que acreditam nas 35252525248505878 horas de childcare experience do app.

Não adianta gostar de crianças, achá-las fofinhas e ter 20 fotos com elas (19 tiradas pro app, provavelmente); o lance é gostar de estar com elas.

Também não digo que seja o maior bicho de sete cabeças, e são coisas que só se aprende na prática; mas eu (ALERTA: OPINIÃO PESSOAL!) acho foda tenso ver umas meninas pelos grupos a fora enchendo a boca pra falar que tiveram as referências assinadas por parentes e nunca passaram mais de algumas horas na presença dos priminhos e vizinhos. Acho que essas, em vez de correrem atrás de horas com crianças, deveriam ter tentado conseguir horas de bom senso, porque é complicado...

Você já pensou direito o que fará pra entretê-las durante o dia? Ok, tem as obrigações pré determinadas pelos pais e cumpri-las será relativamente fácil, mas é óbvio que em algum momento da semana você terá que BRINCAR com elas.



Parece legal, né? Agora eu imagino um dia de TPM fodida, em um lugar que não é sua casa, em uma cidade que não é a que você conhece como a palma da sua mão e pessoas na rua falando uma língua que não é a que a sua mãe e o seu pai falam na sua orelha desde o dia que você começou a desenvolver a audição; junta tudo isso com ter a OBRIGAÇÃO de BRINCAR com crianças. Não, não deve ser fácil.

Claro que existem os brinquedos para salvar a nós, babás cansadas e com a cabeça no boy ou nazamiga, mas que tal usarmos aquela tal criatividade que tanto demos ênfase no app?!

Sei que o Mr. Google tá aí pra isso (e não mata, eu juro!), mas a fim de fazer um post instrutivo, eu separei uns sites que eu já usei e recomendo na hora que a criatividade parece que toma Doril e some.



Desse site eu já usei a “Donald, Donald, Goofy” numa festinha de aniversário de um primo meu, que o tema foi Disney. (Claro que usei “Pateta” em vez de “Goofy”, né, vocês entenderam...) Foi sucesso!
 
 
Nesse tem umas brincadeiras mais “brasileiras”, que eu não tenho certeza como adaptar ao estilo americano, mas fica aí a dica!
 
 
Esse é legal por ter muitas brincadeiras pra mais de 4 crianças, o que eu imagino ser bem útil pra algumas au pairs guerreiras que vão pra famílias de coelhos!
 
 
Tá aqui um bom pra quem cuida de crianças pequenas e tem bastante espaço livre com elas.
 
Espero que esse tenha sido de alguma forma útil e que a preguiça lhes deixe usar pelo menos alguma dessas dicas no seu ano nos States, gente!
 
Pra quem lembrar da minha história e tiver curiosidade, informo que já sou uma pessoa HABILITADA e quase na fase da espera de ficar on. #todascomemora
Linda AND absoluta como eu, beijos.
 
Obrigada por todos os likes na página do Blog no facebook e não esqueçam de se inscrever no nosso canal do youtube.
 
Beijos!



5 comentários:

  1. Adorei o post! já copiei os links e vou usa-los com certeza!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi!! Concordo com tudo! :)
    Agora, as horas certificadas com crianças possuem uma validade? Tipo, pretendo ser au pair só em 2014...mas tenho umas 80 horas já, só que em atividades, obviamente, de 2011 e 2012. Eu posso usá-las daqui a dois anos sem problema para completar as 200 necessárias??
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Adoreeeeeeeeeeeeeeeeeii o post!
    tava pensando nisso hoje, como eu iria entreter minhas futuras 4 bençãos (yeahhh sou um das guerreiras ishasha) .. super útil!
    thanks ;)

    ResponderExcluir
  4. isabellaks25/11/12

    Oi Bi, tudo bom?


    Sim, você pode usar essas horas pra complementar, PORÉM, você tem que ter no mínimo 200h que tenham sido feitas no máximo 2 anos atrás.
    Se você pretende ir só em 2014, aproveita que tem tempo e já vai acumulando horas até lá, não deixe pra acumular só o necessário quando der entrada no processo pq só 200h não são suficientes pra conseguir uma família boa!
    beijos!

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Isabella!! Com um estágio que pretendo ter ano que vem, acredito que as horas vão ficar legais até o fim de 2013... quando me formo! :) bjs!

    ResponderExcluir