segunda-feira, novembro 12, 2012

E quando eu for embora?


Olá minhas (meus) queridas (os)!

Estou passando por uma fase de depressão pré-embarque. =(
Faltam exatos 55 dias para eu embarcar, no próximo domingo irei retirar meu passaporte no CASV com meu lindo visto (valeu correios por me deixar na mão) e não paro de pensar em uma coisa: E quando eu for embora?
E quando eu for embora? Pra quem meu pai vai abrir a porta e falar: Vai com Deus gatinha!
E quando eu for embora? Com quem a minha melhor amiga vai sair no sábado a tarde para fazer o nosso passeio habitual?

E quando eu for embora? Pra quem os meus sobrinhos e sobrinha vão chorar dizendo: Titia, minha mãe é chata e brigou comigo, vai lá brigar com ela?

E quando, e quando e “e quando”?
 
 

Comecei já a colocar as roupas de inverno que não vou mais usar dentro das malas e a cada peça que me lembro de colocar lá me aperta o coração.
Não digo que penso em desistir, muito pelo contrário, estou contando os dias pra começar a minha nova vida. Mas homesickness at home eu nunca imaginei ter haha =P

Ouvi dizer uma vez que para nós não é tão difícil como é para quem fica por aqui. Nós vamos viver o novo e quem permanece continua com a mesma rotina.
O que será mais difícil? Uma única pessoa (nós) sentindo saudade de várias pessoas ou uma pessoa (ex: pais e amigos) sentindo saudade de uma só pessoa? (Deu para entender meu raciocínio? Hahaha)

Infelizmente quando eu for embora as coisas, as pessoas e os lugares permanecerão aqui. Quando eu for embora a minha antiga vida vai continuar e eu não vou fazer mais parte dela.



                  Como o Coldplay diz: “Nobody said it was easy it's such a shame for us to part

 
E assim eu vou seguindo, contando os dias para ir embora, vivendo cada dia como se fosse o último e amando intensamente quem faz parte da minha vida.
Desculpem o post depressivo, mas não é só de flores que se fazem um intercâmbio. Só quando chega a hora que você descobre isso. Hahaha

Até o próximo mês que será meu último post aqui do Brasil! Nesse eu garanto que vou estar bem animada. =D
 
 

 

Foco, Força e Fé aupaizada. =)

4 comentários:

  1. É vizinha, eu sei como você está se sentindo. Eu embarco em duas semanas e meu coração está apertado. Comecei a fazer a mala e tenho que dizer que não consigo sozinha! A parte boa é que um adeus significa que um novo olá está próximo!

    PS: cada dia mais vejo como somos parecidas, dá para acreditar que meu post é mais ou menos sobre isso? Veremos manhã.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Sara Magewski12/11/12

    Amiiiga, nem fala viu? eu tbm penso nisso td dia. Quando eu tiver na mesma situação que vc.


    Mas aqui, a gente vai ficar juntinhas pra passear sábado a tarde tá? ahaahaha

    ResponderExcluir
  3. Nossa, quase, quase chorei com isso, chega deu um nó na garganta... Boa sorte flor ae... Beijo

    ResponderExcluir
  4. Olá! Aconteceu a mesma coisa comigo antes de sair do Brasil... eu contei 80 dias, 75, 40, 20, 14... 7... 1... no ultimo dia eu abracei tanto minha sobrinha em casa e chorei tanto, q nao cabia dentro de mim. No aeroporto entao, da uma tristeza vc passar pelo portaozinho e ver todo mundo de dando tchau e vc indo embora sozinha. Estou aqui na Alemanha como AP há qse 6 meses, e a saudade nao diminui, mas vc acostuma. E qto à sua questao: tenho certeza q é mais dificil pra nós sentir falta de várias pessoas, do q eles. Pq como vc mesma disse, a gente deixa uma vida pra trás, mas as deles continuam iguais - só não tem a gente mais pra conviver. É triste, mas sao sacrificios q fazemos pelo nosso proprio bem! Nao da pra ter tudo na vida... e a gente tem q construir a nossa! bjobjo, lindo post, força e boa viagem!

    ResponderExcluir