segunda-feira, dezembro 24, 2012

Jewish Xmas!


Eae galere, bão?
Preparados para mais uma aventura nessa incrível jornada que é a leitura dos meus posts? Puxa a cadeira, senta no chão e HERE WE GO!




Geralmente escrevo os meus posts com uns 20/15 dias de antecedencia. Mas dessa vez deixei pra escrever em cima da hora. Por quê? Porque eu queria escrever quando ja estivesse sentindo o Christmas Feeling! Essa mágica data onde tudo é branco e lindo nos USA e quente e feio no Brasil! (Brinks, Brasil. Te amo!)


(Ah, a neve! Linda e perfeita nos 3 primeiros dias!)

To aqui pra contar como foi minha experiência de Natal vivendo com uma host family judáica.


Primeira coisa: Fomos pro estado de Montana, no topo do país, onde a neve no inverno é linda e onde habita a maior e melhor montanha pra se praticar skiing ou snowboarding, a Big Sky!
Como meus hosts são judeus, eles não comemoram o Natal, por isso a idéia de todos os anos ir pras montanhas com as kids, um jeito fácil e divertido de reunir a família e de deixar as kids longe das decorações natalinas/cristãs. Porque, querendo ou não, quando as kids encontram o Santa ou Baby Jesus, é chato para os pais pra explicar que aquilo não segue o que eles acreditam, e tals. Eu entendo, faria o mesmo com minhas kids.

Eles alugaram uma casa linda na montanha, pertinho da estação de ski. Na verdade, dava pra ir pra estação “skiing” de casa até lá. Eu, como não sabia “skiing”, ia no bondinho que passava em frente de casa. HAHA
(Eu no começo)

No Hanukkah (Channukah, se preferirem, pois não tem jeito certo de escrever, os dois valem.), a celebração é de 8 dias e celebra o milagre do óleo que serviu pra acender as velas pelos 8 dias de batalha dos Macabeus, blahblahblah, google it, as kids recebem presentes durante os 8 dias, de toda a familia.
Meus hosts me deram 2 presentes especiais: 1º A viagem toda de graça, com quarto só pra mim com suite e me levando a ver neve pela primeira vez.  2º Uma semana inteira de acesso à montanha e aulas pagas de Snowboarding. Esse é o presente que eles dão todos os anos pra todos os au pairs que trabalham pra eles.

Caí muito, me esfolei todo e meu corpo ficou todo dolorido nos primeiros 3 dias e era humilhante ter que aprender na mesma montanha de beginners que umas kids de 7 anos. HAHA
Mas do quarto dia em diante, estava fera! Andava na montanha nível 1 e nos últimos dias fui até à montanha nível 3 (Big deal). Minhas kids me acharam o máximo, apesar de eles, com 8 e 10 anos, andavam na montanha 9 e 10.

(Eu depois da primeira semana, cof cof)

Bom, nem tudo é final feliz e houve o lado ruim da história:
1º Ficamos lá por 2 semanas, minha host me deu 8 dias de aula e acesso à montanha, nos outros dias, fiquei em casa com minha menina menor, porque ela estava cansada de neve e não queria mais ir pra montanha. Trabalhei uma semana inteira dentro da casa, só olhando a neve la fora.
2º Fomos pra Montana dirigindo. Então foram 24 horas de viagem só pra ir e mais 24 horas pra voltar de Montana. Voltamos no dia 31, ou seja, passei a virada do ano num hotel no meio do deserto em algum lugar entre Idaho e Nevada. O lugar era tão deserto que eu não ouvi nem os fogos de artifício.

Mas no geral, foi muito bom. Fiz coisas que eu sei que nunca faria na minha vida, descobri que sou bom em Snowboarding, fiz amigos na Montanha e até saí pra uma baladinha onde o Justin Timberlake e a Jessica Biel estavam porque, sim, eles “esquiaram” na mesma montanha que a gente. Na noite de Natal, mesmo não tendo nenhuma necessidade, mesmo eles não acreditando em nada daquilo, a minha host family saiu do conforto da casa, me levaram pra jantar num restaurante da estação de ski e depois ficaram todos comigo na montanha pra ver a celebração do “Santa e os Reindeers” (Que eram instrutores da montanha) descendo a montanha no meio da noite com lanternas. Foi mágico.
Nessa noite, voltei pra casa e entrei no skype a tempo de pegar minha família do Brasil, que estava esperando com o pc ligado pra começar comigo o amigo secreto da família, que eu não deixei de participar, mesmo de longe. Chorei horrores e foi muito bom.

(Imagem meramente ilustrativa representando minha felicidade no Natal)

Bom, foi isso, gente. Adorei a minha experiência de Natal e espero que vocês adorem a de vocês.

Um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de luz e energia!
Um beijão do seu, do meu, do nosso: Eddy!   (AFF)



xoxo

Um comentário :