sábado, fevereiro 23, 2013

O que o cinema me ensinou

Garotas e garotos do meu Brasil, tudo bem? Aqui estou eu, Monroe, dia 23, pra falar de um dos assuntos que mais amo nesse mundo: a belíssima sétima arte, o cinema! E tem gancho melhor que essa coisa linda chamada Oscar acontecendo amanhã em Hollywood? Mas, Monroe, que que isso tem a ver com au pair? Bem, gatos e gatas -- especialmente aqueles que escolheram os EUA como destino --, que tal viajar conhecendo melhor seu futuro país?

Como contei aqui no meu post de apresentação, trabalhei com cinema um tempo, mas minha paixão vem desde pequenininha, então o que eu já assisti de filmes fantásticos que podem nos ajudar a saber mais sobre os EUA não dá pra contar nos dedos das 30 au pairs desse blog! E vamos incluir na lista os indicados a Melhor Filme este ano Django Livre, Argo, Lincoln e A Hora Mais Escura, todos incríveis e que tratam de momentos importantes da história americana. Quer um jeitinho mais gostoso de se informar sobre o país para o qual está indo e não fazer feio na hora de conversar com um americano? Vou falar que, além desse benefício, você ainda dá uma afiada no inglês... assistir a milhões de filmes todos os anos foi o que mais me ajudou a chegar em um nível decente no idioma sem cursinho nenhum... daí a dica. :)
Todo dia é dia de cinema :D
Não vou me alongar muito mais. Listei abaixo alguns filmes de tópicos importantes sobre a história dos EUA. Sinopses completas e informações técnicas estão linkadas nos títulos. Nenhum longa cabeça demais ou chato demais, prometo! Se você é au pair em outro país, fica a dica de boas histórias pra assistir enquanto o bebê tá na nap! Hehe... Então prepare a pipoca, vá à locadora mais próxima e have fun!

Colonização e marcha para o oeste
- Era Uma Vez no Oeste (Once Upon a Time in the West) - sabe aqueles filmes de cowboys de tirar o fôlego que a gente vê hoje em dia? 98% deles foram inspirados nesse clássico de 1968, que mostra o velho-oeste americano de um jeito todo verdadeiro. E não se deixe enganar pela data! O filme é cheio de ação e tem Charles Bronson como protagonista. Não o conhece? Mais um motivo pra assistir!

- O Último dos Moicanos (The Last of the Mohicans) - Tem Daniel Day-Lewis e uma das histórias mais bonitas do cinema, na minha modesta opinião. É legal saber que isso tudo pode ter sido real, e que toda aquela coisa sobre a colonização na América do Norte ter sido pacífica enquanto em terras brasileiras o sangue era derramado não passa de lenda.

- O Novo Mundo (The New World) - A clássica história real da índia Pocahontas e do navegador John Smith recontada com mais veracidade do que o filme da Disney... sem perder o romance! Além de uma fotografia bonita, tem o tudo de bom Colin Farrel, que eu entrevistei no ano passado e, depois de conhecer tudo aquilo pessoalmente, pra mim é razão suficiente pra assistir qualquer coisa (mil corações pra ele!).

Independência americana
- Revolução (Revolution) - Uma bomba entre os críticos, acho que tem sua relevância por se tratar de um filme britânico, ou seja, a discussão vai além de mostrar os americanos (sempre) como bonzinhos. É bem histórico e por isso meio arrastado, então se você tem propensões a cair no sono durante um filme pode ser que perca o fim desse. Mas eu arriscaria!

- O patriota (The Patriot) - Eis aqui um filme pra americano nenhum botar defeito. É um daqueles que inspira o amor que eles têm à terra deles, o que me causa uma admiração muito grande vindo de um país qu só é amado pelo seu povo em época de Copa do Mundo. A história é bacana e tem Mel Gibson à moda antiga: lindo e no meio de muita ação.

- Ao Rufar dos Tambores (Drums Along the Mohawk) - Mais um pra quem curta filmes clássicos. Esse é de 1939, e o que me faz colocá-lo aqui é que ele tem uma coisa bem única: não entra na briga entre mostra a perspectiva da "América heroica" ou da "mãe Inglaterra", como 90% dos filmes sobre esse período. Ele simplesmente retira os britânicos de cena e o resultado é um relato interessante sobre os EUA pós independência.


Guerra Civil Americana
- ...E o Vento Levou (Gone With The Wind) - Um dos meus filmes preferidos ever, desde muito antes de eu sonhar em deixar o Brasil. Um dos primeiros filmes coloridos a ganhar um Oscar na categoria principal, é impecável em todos os aspectos -- inclusive na relevância histórica. Mostra o sul do país pré e pós guerra, sendo um retrato bastante fiel sobre um país em guerra.

- Dança com Lobos (Dances With Wolves) - Mais um mega premiado filme que também conquistou o principal troféu do Oscar. Revelou Kevin Costner como diretor, e é ele que também protagoniza a história, na pele de um soldado americano dividido entre sul e norte. Se o roteiro parece óbvio, eu prometo que o fim vai te surpreender e você vai me agradecer por ter assistido a essa obra-prima um dia.

- Adoráveis Mulheres (Little Women) - Duvido que você não vá se encantar com esse filme. O tema é guerra, mas aqui você verá como se viravam nos 30 as mulheres que tinham seus homens enviados aos campos de batalha. Um super bônus é ver como a sociedade americana continuava a tratar arcaicamente suas mulheres sendo o assunto em pauta a revolução.


EUA e Segunda Guerra Mundial
- Capitão América: O Primeiro Vingador (Captain America: The First Avenger) - Não, não é piada! O herói americano mor ajuda a contar bastante sobre a estratégia americana na Segunda Guerra Mundial, especialmente no que diz respeito ao controle da imagem do país para obter apoios diversos. Sem contar que, né, tem Chris Evans te fazendo sonhar acordada... (suspiros).

- O Resgate do Soldado Ryan (Saving Private Ryan) - Quer me fazer gostar de um filme, só botar o Tom Hanks nele. Gente, ele é impecável! Aqui ele é um capitão em uma das histórias mais importantes da segunda guerra, a Batalha da Normandia e o famoso dia D da maior guerra da história. Mais um filme pra inspirar o patriotismo americano, uma vez que foi inspirado em uma história real ambientada na Guerra Civil americana.

- A Conquista da Honra (Flags of our Fathers) - Esse trata de outra importante batalha da Segunda Guerra Mundial, a batalha de Iwo Jima, quando EUA e Japão guerrearam. O que eu acho mais legal nesse filme, que tem uma perspectiva americaníssima sobre o conflito, é que Clint Eastwood, que dirigiu o longa, fez uma segunda versão, Cartas de Iwo Jima, igualmente bom, mas levando em conta a visão dos japoneses.


Guerra do Vietnã
- Platoon (Platoon) - Épico de guerra, arrecadou milhões e também papou um Oscar de melhor filme. É difícil definir o longa em tão poucas linhas, mas é o melhor relato sobre a tenebrosa Guerra do Vietnã da história, na minha opinião -- e olha que não são poucos! Só assistindo pra entender. Foi escrito e dirigido pelo brilhante Oliver Stone.

O Franco Atirador (The Deer Hunter) - Sendo produzido só três anos após o fim da guerra, o filme, que abocanhou cinco Oscars, incluindo o de melhor filme. Trata principalmente do que a batalha causou durante e principalmente depois da guerra, abalando a cabeça não só dos soldados enviados, mas também de todos ao redor deles.

- Nascido em 4 de Julho (Born on the Fourth of July) - O título é sobre a independência americana, mas o filme é uma extensão de Platoon. Precisa ser assistido tanto quanto o outro! Enquanto Platoon conta a história do soldado na guerra, aqui é tudo sobre o pós-guerra e o que isso causou, não só fisicamente, na cabeça de milhões de pessoas. Talvez daí a gente entende porque são meio doidos hoje! Risos


Racismo e preconceito nos EUA
- A Outra História Americana (American Story X) - O filme é forte, como todos nesse tópico -- então se você tem estômago fraco, nem comece. Ilustra bem a formação de gangues que pregam o ódio aos imigrantes e negros nos EUA -- coisa que infelizmente acontece até hoje, mesmo que em escala bem menor. 

- Mississipi em chamas (Mississipi Burning) - Você com certeza já ouviu falar de Ku Klux Klan, certo? Pois aqui a gente tem histórias tristes e heroicas sobre a luta contra o preconceito em um sul dos EUA dominado pelo grupo racista mais radical que já existiu. Os primeiro dez segundos de filme introduzem bem o triste período vivido no país.

- A Cor Púrpura (The Color Purple) - Whoopi Goldberg estrela como uma mulher que sofreu os piores abusos na adolescência, acaba como ajudante-quase-escrava na casa de uma senhora rica. Sendo a protagonista lésbica, o filme trata ainda do preconceito de gênero e ainda tem a bela música negra americana como complemento.


Política americana
- JFK - A Pergunta que Não Quer Calar (JFK) - Se a crise dos mísseis em Cuba fez John F. Kennedy famoso no mundo inteiro, seu assassinato o imortalizou. É sobre esse dia, triste para a maioria dos americanos, de que trata o filme, da forma bastante polêmica que só o diretor Oliver Stone consegue fazer. A pergunta que não quer calar? O que ou quem, de fato, estava por trás do crime, até hoje mal explicado.

- Frost/Nixon (Frost/Nixon) - Após o escândalo de espionagem de Watergate, o então presidente dos EUA, Richard Nixon, decidiu deixar o mandato -- fato que nunca havia acontecido e nunca mais se repetiu na história no país. O filme é uma dramatização acerca do discurso de Nixon pós-renúncia. Juro que é mais legal do que parece.

- 13 dias que abalaram o mundo (Thirteen Days) - O filme fala sobre o período de 13 dias em que o governo de Kennedy decidia se respondia ou não uma União Soviética que colocara mísseis em Cuba. O período, importantíssimo na história, definiu a imagem de um dos mais importantes presidentes americanos diante não só dos EUA, mas do resto do mundo, que era só espectador naquele momento.


Hors Concours
Aqui dois filmes excelentes, o primeiro sem um momento histórico específico, e o segundo com todos eles!



- Dr. Fantástico (Dr. Strangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb) - Só o título original é uma introdução linda do que você vê na tela. Stanley Kubrick, aquele de Laranja Mecânica, dirige uma das melhores comédias que já assisti na vida. E é incrível como ele consegue mostrar todo o pensamento americano acerca da guerra assim, deixando no chinelo muito filme sério por aí.


- Forrest Gump: O Contador de Histórias (Forrest Gump) - Esse dispensa introdução, certo? Então vou só dizer que o longa, também vitorioso na categoria de melhor filme, é excelente para conhecer um pouco da história, pensamento AND geografia americana! É ou não é hors concours?


Acho que esse é o maior post da história! Hahaha... prometo que mês que vem escrevo algo curto. Te vejo no próximo dia 23 então? Estarei te esperando... sentada e com uma caixa de chocolates! :P

Beijos estalados,
Monroe.

6 comentários :

  1. amei.. a lista..
    eh um dos meus hobbies.. Assistir filme.
    valeu.. bjos
    muito bom o post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! :)
      E o melhor é que é um hobby que a gente pode manter quando tá sem grana... o que é um tanto quanto frequente na nossa nada mole vida, né, Rosangela! Hahaha

      Excluir
  2. Adorei as dicas de filmes! Estava mesmo buscando uns novos para assistir, e agora unindo o útil ao agradável! hahaha

    Obrigada Camila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço, Vy! A gente economiza a grana da balada/bar, exercita o inglês, aprende sobre história americana AND se diverte! Isso é realmente unir o útil ao agradável! Haha...

      Excluir
  3. Nossaaaa Camila, adorei o post!
    Parabéns viu moça, vou assistir todos, in english! hehe
    superobrigada :D

    ResponderExcluir
  4. Nossaaaa Camila, adorei o post!
    Parabéns viu moça, vou assistir todos, in english! hehe
    superobrigada :D

    ResponderExcluir