segunda-feira, março 11, 2013

Stay at home mom

Oi pessoal, como vocês estão? O título já diz tudo! Muita gente tem medo de stay at home mom, mas temos que medir os dois lados da moeda.



Como assim, Bruna?

Bom, pra mim, em 2010, foi ótimo morar com a host Family que tinha stay at home mom. Pelo simples fato de que eu cuidava de um recém nascido, sem nunca ter cuidado de um sozinha, então, qualquer dúvida que eu tinha, poderia chegar pra ela e perguntar. Mas, deixo bem claro, ela era stay at home até certo ponto – ela TRABALHAVA de casa. E digo isso de boca cheia, porque todas as hosts que eu conheci (ou que já me falaram) que TRABALHAVAM em casa, realmente estavam trabalhando.




A minha host mom acordava, nós duas cuidávamos das kids até ela levar a menina de 3/4 anos pra escola. Eu ficava com o bebê até as 5pm, mais ou menos. Nesse meio tempo, ela chegava em casa, pegava o café e ia para o escritório dela, que era a nossa sala lá do fundo. Ela só saía de lá quando tinha que sair de casa ou pro almoço.


Isso foi realmente bom pra mim, porque à tarde, por exemplo, o bebê não estava muito feliz e a menina chegava em casa – ela podia distrair a pequena até eu dar um jeito no bebê. E assim a gente se acertava.

Eu sempre tenho muita vontade de contar essa parte da minha história porque sempre vejo meninas falando que PELO AMOR DE DEUS NÃO ESCOLHA STAY AT HOME!!! Mas a grande diferença é que, se elas dizem que trabalham em casa, geralmente (veja, GERALMENTE, não é regra né?) elas realmente trabalham. Acho que sim, stay at home é furada quando as crianças são maiores, mas, principalmente, quando a host mom não trabalha.

A gente dá um jeito na criançada, é só saber distrair bem. O exemplo que eu tenho é da minha irmã, que tem um petshop na frente da casa dos meus pais. A minha sobrinha fica o dia inteiro lá e, muitas vezes, pede pela mãe quando está atendendo. O que a gente tem que fazer? Distrair. “Vamos brincar, vamos ver um filme, vamos comer, vamos fazer um chá”. Juro, tudo isso funciona, desde que você envolva a criança nas atividades.

Quando você tiver uma família assim no perfil, não descarte só porque a mãe fica em casa. Converse primeiro, veja quais as condições. Será que ela trabalha? Será que ela fica o dia inteiro em casa? Tem lugares legais pra levar as kids? Pensem bem, talvez vocês até descartem uma ótima família só por ler a temida frase do título.

Meninas e meninos, não esqueçam de curtir nossa página no facebook! Nós sempre divulgamos os posts por lá (e, também, vagas na equipe e outras coisas interessantes). Obrigada por terem lido! ;)

Beijos e até mês que vem!

5 comentários :

  1. Vdd! Isso de Stay at home é uma coisa de se analizar! Minha HM é stay at home e claro tem seus prós e contras, mas não é um inferno como todo mundo pensa. O mais legal é que ela fica de saco cheio do trabalho e a gente vai almoçar fora ou passear no shopping pelo menos 2 vezes na semana... ADORO comer fora sem pagar!! srsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso acontecia comigo também! Principalmente porque eu tinha o bebê em casa de dia, geralmente ela me chamava pra sair com ela, quando saía. Aí era ótimo, porque eu também não precisava ficar trancada em casa hahaha

      Excluir
  2. Super interessante você mostrar esse outro lado da moeda.Eu ainda estou na busca por uma host family mas concordo com você que depende muito de uma séries de fatores como a idade das kids, se a host trabalha de verdade e até da própria au pair.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Ana! Tem que sempre manter a cabeça aberta (até porque é um intercâmbio, se você não tem a mente aberta fica tudo mais difícil) e conversar. Às vezes a host realmente é stay at home e não faz nada, mas muitas empresas deixam as pessoas trabalharem em casa, já. Aí eles realmente trabalham! hahaha Boa sorte pra você, que você ache uma ótima família!

      Excluir
  3. Nessa vida (au pair)sempre temos que analizar todos os lados neh ;)

    ResponderExcluir