terça-feira, maio 28, 2013

I wanna be an Au Pair because...

É com muito prazer que eu digo que as postagens dos dias 28 aqui no blog serão minhas. Confesso que sempre quis postar aqui, acompanho o blog desde o início e sou uma blogueira aupairiana assídua. Já li incontáveis blogs de quem já foi e já voltou seja lá de onde tenha sido Au Pair, EUA, Holanda, Alemanha, França, etc.

Apesar dos meus 6 anos de conhecimentos sobre o programa hoje decidi falar da única coisa que tenho conhecimento de causa: minha experiência. Então vou fazer uma brainstorming.

Cada um de nós tem seus motivos para querer ser Au Pair. Motivos esses, muitas vezes clichês: melhorar o inglês, adquirir uma experiência internacional, obter o green card/cidadania, estudar numa universidade em outro país, viajar, conviver com uma cultura diferente... Mas veja bem, esses motivos não são exclusividade do programa, você pode atingir todos esses objetivos com qualquer outra modalidade de intercâmbio. Então por quê Au Pair?





Pra mim, ser Au Pair não é um objetivo e sim um caminho até meus objetivos. Cada um escolhe seu caminho de acordo com suas possibilidades, eu tive apenas uma limitação: dinheiro.

Poder aquisitivo a parte, todos nós intercambistas temos algo em comum: coragem. Conheço pessoas que ficam arrepiadas com a ideia de sair da zona de conforto para se aventurar no desconhecido, e aposto que vocês também conhecem, sabem aquelas pessoas que ficam falando sobre tráfico de mulheres? São só um exemplo. 

Quantas coisas perdemos por medo de perder, não é?

Para fazer esse intercâmbio eu tive que fazer algumas renúncias, adiar algumas coisas. Estou trancando o último ano de Engenharia e não renovando meu estágio na Petrobras, e cansada de ouvir que eu sou louca e pra eu pensar direito. Gente, a vida tá aí pra ser vivida, vamos parar com essa história de que seguir o padrão é o certo e fazer o que todo mundo faz é a receita do sucesso!

Se você ficar aí com medo de largar seu emprego, de trancar ou de não começar sua faculdade quando você encontrará tempo para fazer o que você realmente gosta e quer fazer?

Eu tive muita paciência até chegar nessa etapa (pós-match/pré-visto) e nunca me dediquei tanto a uma coisa quanto a esse programa, primeiro, eu tirei minha CNH, depois, fui atrás de experiência com crianças, tirei meu passaporte, fiz algumas aulas particulares de inglês e cheguei a trabalhar em 2 empregos, de segunda a segunda para deixar um dinheiro reservado para quando eu decidisse que era a hora. E nada disso foi do dia para a noite, foram anos. Portanto, defino meu processo como "de grão em grão, a galinha enche o papo". 

Dizer que eu sou perfeita para o programa é mentira. Eu tenho o mínimo necessário de experiência com crianças, tô aprendendo a nadar, não dirijo muito bem e não cozinho. Antes que alguém diga que eu sou uma farsa, eu deixei tudo isso bem claro no meu application. Tanto que eu coloquei que não sabia nadar mas, a agência me ligou pedindo pra eu colocar que sei e aprender, senão minhas chances de conseguir uma família seriam bem menores.

Então, eu fiquei online. Essa etapa eu posso dizer que é a pior, porque você se dedica tanto para preencher os requisitos, sabe que vai dar o seu melhor mas, fica a mercê da sorte, esperando uma boa família pegar seu application, dentro do prazo que você deseja viajar. No meu caso, eu comi muito pra tentar despistar a ansiedade.

Fiquei 41 dias online, tive 4 famílias muito boas no meu perfil. Fechei com a 4ª, foi um match quase instantâneo. Eu li o perfil deles e eles leram o meu e pronto, ambas as partes tiveram quase certeza do match, que foi confirmado após 1 skype. Isso tudo no prazo de 2 dias! Enquanto as outras famílias me deixaram de molho pelo que me pareceu uma eternidade.

Uma coisa é fato, as agência estão aí para vender o programa. Elas te mostrarão o suficiente para você se interessar, a partir daí, você decide se quer se preparar para enfrentar a realidade ou para viver como as meninas felizes nos folhetos promocionais das agências. Mas tenha a certeza que se escolher a segunda opção, provavelmente irá cair do cavalo. Creio que esse não seja o caso dos leitores desse blog que estão aqui buscando conhecimento sobre a vida aupairiana. Conhecimento é poder!

Desejo a todos os aspirantes a Au Pair muita sorte, paciência e sempre que tiverem algum dilema e quiserem uma opinião, peçam ajuda, é super válido!

E lembrem-se:

"Se é importante para você, você arruma um caminho. Se não, você arruma uma desculpa"

:)

19 comentários:

  1. Adorei :)

    Também estou no mesmo barco (tirando CNH, sem exp com kids, bla bla bla) e também não quero ser uma farsa, porque o que me trouxe até o au pair foi o dinheiro - ou a falta dele haha.

    Beeijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostaria de conhecer alguém que tenha mesmo condições de fazer outro intercâmbio e tenha preferido o AP... Um tempo atrás eu pesquisei alguns na internet e ficava igual cachorro correndo atrás do rabo, voltando sempre pro aupoor haha

      Excluir
  2. Adorei o post Jaque! (aquelas intimas já!)
    E achei bem engraçado a parte que você falou da coragem e do que outras pessoas que não tem dizem! Eu lembrei de várias amigas que disseram "ai mas pra que ficar longe de casa por um ano, cê ta loca?" e os motivos variavam desde "vou morrer de saudades da família" até "como eu faria pra cagar? só consigo no banheiro de casa!" HAHAHAHAHAHAHA

    E o caminho não é fácil, mas todos temos que percorrer se quisermos realizar os nossos sonhos... Então tem mais que se jogar meeeesmo! hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha e hoje me disseram "leva bastante anti-depressivo porque a neve derruba qualquer um" kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  3. Jaque, é bem assim mesmo se não dermos o primeiro passo ficaremos sempre no mesmo lugar. Temos que correr atras do que desejamos mesmo pois se irmos pela cabeça dos outros ai sim que precisarem de bastante anti-depressivo kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol S2 Se precisar de mim, já sabe né? O jeito é fazer todo o processo no mais absoluto sigilo pra não se aborrecer! :)

      Excluir
  4. Jaque,

    Adorei o post! É exatamente isso! "Quem sabe faz a hora. Não espera acontecer."
    Estou tirando a CNH e o passaporte. Só isso que falta. Ah! E claro.. guardando dinheiro pq não tá fácil para ninguém!
    Eu já estou morrendo de ansiedade só de pensar no que vem pela frente. Sair da zona de conforto não é simples, mas é necessário!
    Boa sorte para você!

    Beijos,
    Gabi
    (http://gabrielaaupair.blogspot.com/)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi! Esse processo é de deixar qualquer um ansioso mesmo! Mas ainda assim, o segredo pra não se descabelar é ter paciência, assim como pra tudo na vida :) Boa sorte, caso tenha alguma dúvida, ficarei feliz em ajudar. Beijos!

      Excluir
  5. Uoool que post mais top heim! Curti muito!
    Uma pergunta: "Depois de quanto tempo que você tirou a habilitação você ficou online?"


    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa, obrigada! :)
      Eu recebi minha CNH em agosto/2011, fiquei online em março/2013, 1 ano e 7 meses depois. Se tiver mais dúvidas, só perguntar!

      Excluir
  6. O que a gente faz quando o mundo ao nosso redor diz que é contra?? Que não vale a pena, que vc terá muitas dificuldades, que não é fácil trabalhar em um país diferente... E eu vou diminuindo, diminuindo. É aqui que encontro coragem. Se vcs conseguem porque eu não posso conseguir, não é mesmo? Não é algo impossível, só basta coragem! Estou cultivando a minha, já estou dando passos. Quem sabe ainda este ano acontece! =)

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei seu comentário Rúbia!
      Você vai ver que quando você decidir, sem choro nem vela que será Au Pair, não haverá comentário no mundo que vá abalar sua decisão, eu sei porque é o que está acontecendo comigo. Agora tô seguindo a filosofia: "Ouça, sorria, concorde e depois faça a merda que você queria fazer do seu jeito". Beijos

      Excluir
  7. Oi Jaqueline!!! Amei muito seu post. Me incentivou demais. Eu estou me programando para ir em 2015. Muita gente coloca obstáculos, mas fico feliz porque as pessoas que são importante pra mim, me apoiam.

    Estou tirando minha CNH e começo a aula de natação em Julho. E só estou com muita dúvida sobre como conseguir as horas de cuidados com crianças e , também, como faço para comprovar isso e como isso é feito (eu preciso trabalhar como babá? posso fazer trabalho voluntário em um orfanato?). Se você puder me ajudar com essa dúvida, agradeço muitíssimo. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denize :D
      Fico feliz por meu post servir de incentivo, era essa a intenção quando criei. Parte da minha vontade de ser Au Pair veio dos blogs da vida :)

      É ótimo que você já vá começando a aprender a nadar, assim como precisamos de um deferencial no currículo, é sempre bom ter um diferencial no application também. Aproveita e tira umas fotos sua na aula pra mostrar que sabe nadar e que é uma 'esportista'. Pra conseguir as horas com crianças eu liguei em todas as escolas infantis da minha cidade e consegui em uma particular, pude até escolher a idade, trabalhei com as de 4 anos, não recebi nada, claro, mas gostei muito, ficava lá 3 horas por dia e ia quando dava.. Mas isso foi no começo de 2011, como entreguei o dossiê só nesse ano, eu nem consegui a referência do pessoal da escolinha, porque nunca encontrava a pessoa que autorizou meu trabalho voluntário. Por isso aconselho você a manter contato com a escola mesmo quando sair, vá fazer umas visitinhas lá! A outra (e única) referência que eu entreguei foi da minha amiga, que trabalhava comigo e que tem uma filha que tinha 1 ano na época, eu fiz o vídeo com ela e ficou ótimo. Mas cuidar da menina mesmo eu não cuidei, vez ou outra eu encontrava a minha amiga e ficava com a menininha e aproveitava pra tirar umas fotos!

      Excluir
  8. Adorei o post. Me identifiquei muito com ele. Por outro lado eu reparei um pequeno detalhe: "Sério que tenho que aprender a nadar? kkkkkkkkkkkk". Mas okay, valeu pela dica Jaqueline, fico grata por ter me alertado isso, (pretendo ser Au Pair daqui uns anos, e acredita que se nao tivesse lido isso, eu iria sem saber nadar mesmo, kkkkkk) mas enfim, foi isso que escolhi pra mim, então vou abraçar as minhas vontades e fazer de tudo para que minha jornada aconteça a favor de mim (mesmo que para isso eu tenha que aprender a nadar kkkkk). Valeu pelo post. xoxo :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jennifer! Então, precisar nadar não precisa, o problema é que muitas famílias querem Au Pairs que saibam nadar pra poder tomar conta das crianças na piscina e participar das brincadeiras também. Pra quem vai cuidar de new born acho que as host families nem pensam nesse quesito... Mas a agência apenas fez uma recomendação e eu achei válida.

      Excluir
  9. Muito Obrigada Jaqueline. Eu não consegui responder abaiixo do sei comentário rsrs então fiz outro comentário. Eu não tinha pensando em escola,achei ótima a ideia. ^^

    ResponderExcluir
  10. Oi Jaqueline,
    Adorei o seu post!
    Eu estou com um problema...faço 27 anos no dia 25 de julho e ainda não consegui uma familia. Estou OnLine desde a metade de Abril e só uma familia entrou em contato comigo nesse tempo. Mas como eles queriam pra Agosto, nem rolou.
    Eu tambem me programei pra fazer o Au Pair, era pra ter feito os tramites ano passado, mas tive uns contratempos e acabei me formando com 1 ano de atraso. Por isso só pude ir numa agencia em Janeiro. Realmente é muito ruim essa espera, ainda mais quando não se tem muito tempo...estou me sentindo rejeitada, quase sem esperanças e eu quero TANTO esse intercambio. Como você e creio que a maioria, o maior motivo por eu escolher este tipo de intercambio foi o dinheiro, mas óbvio que eu gosto de crianças, senão não encararia esse desafio.
    Espero que eu consiga porque tambem trabalhei pra juntar a grana, uma vez que meus pais não podem me ajudar nesse quesito e eu acho uma sacanagem esse limite de idade, ainda se eu pudesse viajar com 27 anos, eu teria tempo. Enfim...obrigada pelo post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna, desculpa a demora pra responder, a faculdade tá me consumindo.

      Você está online por qual agência? Tem conta no GAP ou cadastro na Expert? Os 2 são gratuítos e pra você que tá correndo contra o tempo vale a pena! Não desista.

      Excluir