terça-feira, junho 04, 2013

Life Pos Au Pair in The U.S.A... Come eh? O que esperar? Are you ready for it?

Hello Ladies and gentlemen, 

Hoje aqui estou eu pra falar um pouco da vida pos o ano "ou anos" au pairarios, caso voces tenham escolhido ou pretendem ficar nos U.S.A. Falaremos de como eh e o que esperar quando se muda o visto "ou qndo se fica out of status" e precisa-se assumir certas responsabilidades inexistentes quando se mora com Host Families.





De fato, depois da experiencia au pairiana e de experimentar o American Way Of Life, muitas meninas das terras tupiniquins decidem que querem ficar mais tempo nas Terras do Tio Sam... Umas querem somente estudar, outras querem somente alguns meses para turistar e ganhar uma grana a mais como nanny e tambem ha aquelas que procuram obter o tao famoso Green Card pra mostrar pra as tias chatas q ficaram no BraZil q agora ela virou gringa minha gente!!  "Bitch, please let's not pretend this doesn't happen."

My point is, there are ways you can stay at "the land of the free and home of the brave" for a little longer. It Usualy involves:

-mudanca do visto j1 pra turista.

-mudanca do visto j1 pra estudante.

-chutar o pau da barraca e ficar "out of status".

-casar com o bofe importado.


O fato eh que geralmente muitas das meninas que tanto reclamavam da vida de escravidao, da host family, da falta de liberdade pra fazer o que gostaria, do cachorro fedido da casa, etc e tal, acham que depois que a mudanca de lifestyle ocorrer e elas deixarem a vida de au pairaria para tras, que a futura vida nos U.S.A ficara infinitamente mais facil e sera um conto de fadas cheio de borboletas e arco-iris em um campo florido...
Sorry girls, eu realmente sinto muito em ser a chata que vai te acordar pra realidade but this is not what will happen. Actually, com a sua saida da casa da host family, ha responsabilidades que voce nem sonhava que existia antes "principalmente se vc saiu da casa dos seus pais direto pra ser au pair" e que voce vai passar a ter, tais como:




- Adquirir o seu proprio carro.
*Pagar car Insurance
*Pagar registration
*Trocar Oleo de tempos em tempos
*Fazer revisao de tempos em tempos
*Pagar por pecas que venham a quebrar e que precisam ser trocadas
*Pagar pela gasolina


-Adquirir o proprio celular e pagar a conta mensalmente.

-Pagar aluguel

-Pagar utilities "agua, luz, gas, internet, cable..."

-Comprar coisitas para a casa ou apartamento q vc ha de dividir com as amigas ou pra a casa de familia que vc ha de alugar um dos quartos.
*panelas, pratos, copos, talheres, utensilhos de cozinha...
*cama, colchao, moveis em geral "mesa, cadeiras, sofa..."
*TV e eletronicos
*toalhas, colchas, lencois, almofadas, cabides, laundry basket...
*Etc "muda de caso pra caso"

-Comprar e cozinhar a propria comida


-Comprar materials da faculdade, incluido livros MUITO caros "se a mudanca de j1 pra f1 for o seu caso"

-Limpar a propria casa "os pratos nao se auto-lavam, o chao nao se auto-limpa e vc n tem grana pra bancar uma housekeeper."


-Se vc n tiver Washer e Dryer na casa em questao, esteja preparada pra ter MUITAS moedas de 25 cents em mao pra fzer a sua laundry.

-ETC?




Obviamente que nem tudo citado acima se aplica a todos mas pelo menos as meninas que pretendem morar sozinhas nessas terras em um futuro proximo terao uma ideia de custo que provavelmente ainda nao havia sido considerado. That being said, I would like to add something else... Viver "sozinha" independente de uma host family no U.S.A, eh uma experiencia unica e incrivel e apesar dos pesares, dos gastos e dores de cabecas, vale MUITO a pena. Por esse motivo ai tambem vao algumas dicas pra facilitar a SUA vida caso voce viva ou pretenda viver com outras pessoas, comumente conhecidas como ROOMMATES:


-Por melhor q sejam os seus roommates e por mais que vcs sejam super amigas um dia "ou varios" vcs irao brigar, discutir, se descabelar e se extressar uma com a outra por causa das responsabilidades do dia-dia, tal como limpeza, tirar o lixo ou por comer os lanches uma da outra. Pra evitar dor de cabeca, desde o inicio estabelecam regras e deixem claro quem faz o que e linhas que nao deverao ser atravessadas.


-Tenha um Savings pra emergencias. Acredite-me, vc tera uma emergencia cedo ou tarde e precisara de uma grana extra.



-Por mais q a situacao esteja apertada e q a principio vc va dividir um apartamento com 6 outras meninas, assim q possivel tente ter o seu proprio quarto e tvz se a condicao financeira permitir, o seu proprio apartamento... Privacidade vale ouro.



-Seja paciente. As pessoas com quem vc ira morar tiveram uma criacao diferente da sua, entao nao espere que elas venham a agir de acordo como vc agiria diante determinadas situacoes. Respeite o espaco delas e exija que seu espaco seja respeitado. 



Well.. I guess that's it! Espero que esse post tenha sido util para as que pretendem ficar pelas bandas de ca apos o ano de au pair.

E pra as que conheceram "ou pretendem conhecer" o boy magia aqui, vejo voces no proximo mes.
Ja adiantando o proximo topico: Casamento com o Bofe importado... Como eh? O que esperar? Are you ready for it?

12 comentários :

  1. Muito bom este texto! Sei que cada caso eh um caso mas quando eu saih do programa eu continuei como live-in nanny e adorava morar com a familia, me dava bem com eles e nao tinha cobranca pra fazer parte de familia. Amei e faria tudo de novo se minha vida nao tivesse dado uma reviravolta haha
    mas eh bem assim mesmo a realidade! morar sozinha sem familia nao eh moleza nao!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada Martha! Pensei a principio em escrever como seria a vida de uma live-in nanny mas cm eu nunca tive experiencia xomo tal, no final resolvi focar no q eu sabia.. Mas enfim, q bom q vc gostou! :D

      Excluir
  2. Anônimo4/6/13

    Adorei o post e concordo, as pessoas acham que vai ser fácil só porque é em outro país, mas a coisa não é bem assim, haha.

    Uma curiosidade minha: Pra conseguir cidadania nos EUA, só casando mesmo? Desculpe pela ignorância, hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entao, ha outras maneiras de conseguir o Green card e depois eh q vc pode aplicar pra cidadania "adocao, refugiados, atraves de emprego, se vc abrir um negocio no pais e empregar uma quantidade x de americanos" mas a maneira mais comum e relativamente "facil" eh o casamento msm. ;)

      Excluir
  3. hahahahahahaha verdade!!!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto! haha

    Deve ser muito complicado e muito caro me$$$mo.

    O mais fácil é o boy magia.
    Se eu fosse mais velha e não tivesse namorado e amasse morar na terra do tio sam, acho que ia optar pela última alternativa haha.

    Beeijo

    realidadeauperiana.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe pois eh.. Ha diversas outras maneiras q meninas arranjam pra ficar pelas bandas de ca "ficar com a host family as live-in nanny e eles pagam pelo college, arranjar outra familia pra trabalhar como live-in nanny, morar com outros conhecidos..."
      O boy magia eh realmente a maneira mais facil mas soh da certo se o sentimento for real neh? Pq casar por interesse n rola.. ;)

      Excluir
  5. Adorei o post!
    Nossa ai as coisas parecem ser mais difíceis que aqui...
    Mal posso esperar para o próximo post, foda ter q esperar 1 mes pra isso ='(
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada flor...
      Eh complicado mas quem quer consegue sabe Mandy? Da-se um jeito! Eh soh que as meninas geralmente acham que tudo eh conto de fadas qndo na verdade eh mais complicado do que parece, entao fiz esse post pra abrir os olhos de quem quer ficar por aqui.. =)

      Excluir
  6. e pra quem esta em rematch, a agencia esta cagando, nao quer voltar pra casa e quer ficar aqui vivendo ate o periodo do visto acabar? alguma dica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ja pensou em dar entrada na troca de visto? Acha uma familia que esteja precisando de nanny live-in no care.com ou qualquer outro site de babysitting, arranja os termos com eles e da entrada na troca de visto pra turista "isso permite vc ficar o tempo de transicao entre vistos q eh uma media de 3 meses + os 6 meses que o visto de turista permite".

      Excluir