quinta-feira, junho 13, 2013

Mãe, pai, vou ser Au Pair!

Todas passam por isso e como hoje é dia 13, vou contar para vocês como foi a reação aqui em casa quando contei sobre o programa de Au Pair. E ai que eu simplesmente cheguei e falei: Mãe, Pai, vou ser Au pair!



Mesmo que você pague o programa, mesmo que você pague a sua auto-escola, mesmo que você pague a taxa do visto e seja lá mais o que tiver que ser pago, vai chegar uma hora que você terá que comunicar seus amados progenitores da ideia de gerico que você enfiou na cabeça e está simplesmente obcecada.
Não tem jeito, existem apenas dois tipos de pais: os que aceitam de boa e os que vão demorar a aceitar.

Comigo tudo ocorreu durante duas etapas. Há alguns anos eu venho com essa ideia fixa de ser Au Pair e passar um ano fora (ou mais, vai saber, né?). Mas uma coisa sempre me puxou pra trás, a faculdade, não queria parar tudo de novo e me atrasar mais ainda, já basta o atraso por causa do primeiro intercâmbio. Ano passado eu expus a minha ideia e o diálogo foi um desastre, eles ficaram completamente contra e falavam que não vinham razão para isso.

Caramba, mas o que tinha de tão absurdo nisso? Mas aí aos poucos eu fui percebendo que esse era só o primeiro obstáculo. O assunto passou a "não existir" aqui em casa, eu fingia que tinha esquecido e eles fingiam acreditar que eu tinha desistido.
Eu acabei passando a estudar mais a ideia e o próprio programa de Au Pair, sério gente, eu estudei tanto sobre tudo isso que quando comecei a visitar agências a moça da agência simplesmente não tinha novidade nenhuma para acrescentar em tudo que eu já sabia.




Há duas semanas eu sofri um acidente de carro e o meu carro acabou dando perda total e isso acabou me afetando, porque uma das coisas que estavam nos meus planos para esse programa era a venda do meu carro e isso acabou fazendo com que o assunto "Au Pair" voltasse a mesa. Só que dessa vez, eu já estava bem mais segura do que eu queria e como eu iria fazer para conseguir, eu consegui explicar tudo sobre o programa e dissolver cada dúvida que eles tinham e com certeza essa minha atitude acabou mudando completamente a cabeça dos meus pais, que passaram a aceitar bem mais a ideia. 

Então, queridas(os) aspirantes a Au Pair, se você está passando por esse problema de aceitação da família,  aqui vai uma dica: Seja clara(o) em seus propósitos, mostre segurança e o retorno que essa viagem irá lhe proporcionar, uma dica boa que quase sempre funciona é o retorno profissional que você terá quando voltar pro Brasil, esse argumento amolece qualquer pai ou mãe.

Bom, essa foi a minha história com meus pai, nada muito assustador, com certeza tem meninas por ai com histórias bem piores. rsrsrsrs

Até dia 13 do mês que vem e...

SEE YOU LATER ALLIGATOR!!!!! :)






6 comentários :

  1. Olá Janize, me encontro nesta mesma situação ! E sei o quanto é dificil. Fico ensaiando como irei dizer isso a minha mãe sem achar que serei traficada como na novela hahaha.
    Mas importante do que o dinheiro para bancar o intercambio, é o apoio moral do pais que faz a diferença e nos dá força para seguir em frente diante qualquer obstaculo !

    Obrigada pela dica !
    Beijos, e boa sorte para nós !!!
    Amanda (http://confissoesdeumaaupair.blogspot.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Amanda, o apoio deles era fundamental para mim.

      Excluir
  2. Meu deus guria, você esta bem? :O
    Tirando este fato, deve ser complicado mesmo. No meu caso, ainda bem, foi meu pai que me apresentou a ideio quando eu tinha apenas 17 anos, e ela ficou lá. Hoje quando voltei a pensar no intercâmbio, tava vendo os programas (e gostando de nenhum) meu pai disse: Minha filha, e o Au Pair?.. pronto, foi o suficiente para ficar fissurada e tomar minha decisão!
    Imagino que seria bem mais complicado se eles não me apoiassem! muito mesmo.

    Adorei o post!

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, estou bem :) Só o acarro que sofreu as consequências :)

      Excluir
  3. Olá Janize, lendo esse artigo, me lembrei de quando disse aos meus pais que queria ser Au Pair, lembro que deixei bem claro a eles o quão eu queria isso, minha mãe disse que eu poderia ser a partir dos 21 anos, porque eu já seria dona de mim, chorei muito quando ela disse isso, ela disse que se eu quisesse ser Au Pair antes dessa idade, eu não poderia contar com ela :( daí o tempo foi passando, pretendo ser Au Pair daqui um ano e meio + - este ano tiro minha carta, logo no começo do ano que vem vou correr atrás do visto e de toda burocracia ;) kkkkkkkk espero fazer meus pais aceitarem com o passar do tempo. Acho que ela pensa que eu já desisti disso, mas eu jamais desistirei. Vou correr atras de tudo, espero que enquanto tudo ocorre eles se sintam mais seguros quanto a esse meu desejo ;)Valeu ♥

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu post, Janize. A família sempre é o primeiro obstáculo. Ainda mais a minha. Falar que quero ser Au Pair para eles soará "Quero ficar um ano longe de vocês". Mas ainda estou na parte de pesquisa. Quero saber tudo e mais um pouco sobre o programa antes de falar qualquer coisa para eles!

    ResponderExcluir