quarta-feira, julho 17, 2013

300 euros dá pra viver?

Primeiramente, sinto muito pelas reclamonas de plantão mas... Dá pra viver sim! E antes que comecem a se indignar e esbravejar, calma, que eu vou me prolongar no assunto... 

Uma das perguntas mais frequentes que eu sempre ouço é: "sempre quis ser au pair na Holanda, mas dá pra viver com o salário de 300 euros?"
E geralmente a minha resposta é: "depende de você né quiridinha?"
suas melhores amigas daqui pra frente! *-*


Comparando os nossos 300/340 euros mensais aos 200 dólares semanais que as meninas ganham nos Estados Unidos, e se considerarmos que aqui tudo é ligeiramente mais caro que lá, o dinheiro parece pouquíssimo mesmo. Como faz pra viajar, viver aqui tranquilamente, sair e comprar as futilidades nossas de cada dia?
Vamo lá! 

1. aprenda a priorizar! 
Seu dinheiro é pouco, ele não se multiplica sozinho e se você não tem um foco de investimento pra ele, ele vai sair voando todinho antes que você perceba. 
Tente fazer uma "caixinha". Guarde que seja 100 euros por mês, todo mês, que você sempre terá praquilo que você precisa mais no momento. 
Quer viajar? Esqueça baladas minha filha! Quer comprar roupas bonitas, na moda e de marcas? Esqueça as viagens! Quer fazer cursos fodas na universidade mais famosa do país? Esqueça roupas, maquiagens e sapatos! 
Saiba o que é que você quer realmente fazer durante o seu ano como au pair aqui e se concentre nisso. Não adianta querer abraçar o mundo de uma vez que no final você não vai conseguir é fazer nada! 
Sem dizer que: cada mês vem com uma necessidade diferente! Meu primeiro mês eu precisava de roupas. Cheguei com quase nada apropriado pro frio que estava fazendo e tive que rebolar pra conseguir achar. No segundo comecei a planejar viagens, comprei tickets, reservei hostels, calculei meu budget e sai pra conhecer algumas baladas. No terceiro eu viajei, gastei todos os centavos e mais alguns nos lugares que fui. Agora no início do quarto mês, estou planejando viagens de férias e comprando roupas de verão. Próximo mês irei viajar. E assim por diante, cada mês lidando com o que há de mais urgente nele e sem perder o foco. Viajei? Não sai pra balada! Fiz compra de roupas? Adeus lanchinhos fora de casa. E assim vamos indo. 

2. aprenda a comprar barato!
Esqueça marcas, esqueça grandes lojas, esqueça todos os seus hábitos do Brasil. O dinheiro de au pair dá pra viver, mas não da pra bancar luxo! Sabe quanto custa aquela manicure feita com a profissional coleguinha? Uma passagem de ônibus pra outro país! E aí entramos novamente no item 1: quais são as suas prioridades no momento
Comer fora de casa vai ser só o 3 Euro Deal do Burger King. Balada vai ser só aquelas que não pagam pra entrar e com 10 euros no bolso (no máximo!). Roupa vai ser na feira de rua, ou no bazar/brechó ou em raríssimas liquidações de grandes lojas (mentira, você também pode comprar na Primark que é o tempo todo preço de liquidação! hahahha). Shampoo/Condicionador/Creme e similares, pra mim, são sempre a opção mais barata da prateleira. 
Esquece aquele preconceito com os produtos "da marca do mercado" de lado que aqui além de serem baratos eles também são bons! E não só esse, todo e qualquer preconceito em relação a compra você pode deixar de lado. 

3. faça extra! 
Tem família que já tem acordo de extra com a au pair desde o início, tem família que não precisa disso. Porém, não custa nada conversar com eles a respeito da sua necessidade de um dinheirinho a mais e sair pela vizinhança se oferecendo pra babysit. É aquilo, tem a mãe ou o pai do amiguinho da sua kid que você vê todo dia na escola? "Po fulana, adoro o fulaninho, quando tu precisar de uma nanny a noite, ou em algum final de semana talvez, pode me chamar que eu vou viu?" Simples, indolor e cedo ou tarde eles VÃO acabar precisando de alguém e se lembrarão de você que sempre foi tão gentil/educada. Claro que extra, o nome já diz... é EXTRA. Não conte com ele pra nada, se vier é lucro. É o chocolate, a cervejinha e o lanche do final de semana. 

4. planeje e economize!
Tenha um budget semanal e respeite-o! Planeje no que e quanto você quer gastar cada euro e respeite isso! Falando assim parece uma chatice, "po vou ter que viver contando moeda... que merda." mas bem vinda a vida de au pair meu amor! Determine quando você precisa economizar pra fazer X coisa e divida o que sobrar pelas semanas, assim fica mais fácil controlar. Guarde seu dinheiro num local não tão acessível assim, pra não ficar na tentação de gastar toda vez que olhar pra ele. Mantenha o seu foco! Um ano passa rápido demais pra você poder se dar ao luxo de "viver ao vento". Antes que você perceba ele acabou e você não fez nada do que queria. 

A questão é que: você não precisa viver enclausurada sem fazer nada, economizando. NÃO É ISSO. O que você precisa é saber gastar com responsabilidade, ter consciência do que você quer do seu ano de au pair e não deixar se levar por outras influências. 
Tem menina que NÃO consegue viver só com os 300? Claro que tem! Conheço várias que recebem ajuda dos pais mensalmente, ou que recebem um salário bem maior por causa de extra e só assim conseguem se virar. Não tem nada de errado nisso. 
Só que se a sua situação é como a minha, onde não rola receber ajuda de casa e a família não precisa de extra fixo, você precisa aprender a ser responsável em relação a grana! 
Pra mim não foi tão difícil por que desde quando ainda estava no Brasil já era fera em economizar e fazer muito com pouco. Chegando aqui foi só adaptar minhas habilidades de lá pra realidade daqui. Mas se você ainda tá aí e tem probleminhas com grana, começa a treinar e se policiar a consumir de maneira mais responsável... Não queira deixar pra aprender aqui, que o choque vai ser grande! 

É isso galera, espero ter ajudado a todos! 
Nesse momento eu estou no meu último dia de férias, em Atenas e espero que tenha conseguido seguir as minhas próprias dicas e voltar pra casa com grana! HAAHHAHAHAHHA 

Beijos e um ótimo restinho de semana pra vocês! 

2 comentários:

  1. Eu me perdia legal na hora de me organizar euríticamente, mas deixei de comprar muitas roupas que eu achei liiiiiiiindas para ir à óperas! E toda a vez que eu via os preços das roupas que eu gostava, eu desistia. 150 euros por um casaco? É lindo, mas com isso eu me enfio num trem e conheço outro lugar.
    É tudo questão de prioridade mesmo.
    ;D

    ResponderExcluir
  2. Isa, adorei!! Realmente, era o "acorda pra vida" que eu precisava..heheheh
    A maioria do dinheiro até que levei pro bom caminho, tou indo a concertos e show que eu queria muuito, mas a outra parte tava meio "fora"..hehehe
    Valeuzão! :)
    beeijos

    ResponderExcluir