domingo, setembro 01, 2013

Homesickness... e agora, como lidar?

Oi gente! Eu sou a nova integrante do blog das 30 au pairs, e todo dia primeiro vou estar aqui postando pra vocês, eba! Pra começar, vou me apresentar… Meu nome é Stephanie, tenho 19 anos e sou Au Pair na Area de Seattle, em Washington. Meu programa na verdade acaba amanhã, e então, depois de 1 ano dessa experiência de au pair, vim postar sobre algo que eu passei, e com certeza você au pair ou futura au pair já passou ou também vai passar… A famosa "homesickness".
 Na minha opinião, o fato de você sentir falta da sua família, amigos, comida da sua avó, malcriação do seu irmãozinho ou até mesmo do barulho insuportável da rua não é estar homesick, é saudade. E com certeza isso é algo que todos que saem de casa pra viver algo novo, com outra cultura e sem ter nenhum amigo ou familiar por perto vão sentir. Quando a gente chega aqui, enquanto ainda estamos nos adaptando a nova cultura e suas coisas boas e ruins, sentimos falta da nossa própria cultura, e sentimos tanta falta que até as coisas que achávamos ruim passamos a olhar de uma maneira diferente. Isso é comum, já que deixamos pra trás tudo que nos é familiar para viver em uma cultura nova. Quem ainda não passou pela experiência de viver longe da família e amigos e me escuta falando isso sempre diz "você não tem sentimentos!", mas pra mim, a saudade é algo que a gente aprende a lidar e viver com, e depois de algum tempo, ela para de ser algo que faz parte do nosso dia-a-dia. Ela vai estar sempre ali, as vezes sentimos mais, as vezes menos, mas depois de um tempo ela passa a "cair na rotina". E temos skype, telefone e várias outras maneiras de estarmos pertinho das pessoas que nós amamos, mesmo estando a quilômetros de distancia. 
Já homesickness é aquela vontade de abraçar sua mãe, ou de chorar no ombro da sua melhor amiga, ou de comer a coxinha da padaria da esquina, mas uma vontade tão grande você acaba vendo sua "nova vida" como algo horrível, tão horrível que te da vontade de largar tudo e voltar pra casa. Você vai colocar uma música triste no pandora e vai chorar, vai olhar fotos e querer voltar atrás, vai olhar pra cara da sua host kid e pensar é ela é a mais terrível do mundo, e que até seu irmão mais novo é muito mais legal que ela, vai lavar mamadeiras e se sentir uma empregada, vai pensar na decisão de se tornar uma au pair e dizer "WHAT THE HELL eu larguei minha vida maravilhosa pra vir aqui ser a escrava Isaura!", vai idealizar sua família e seu país de origem com perfeição e que tudo no país novo é ruim, enfim, vai se sentir a pessoa mais infeliz do mundo e querer largar tudo pra voltar pra casa. Gente, isso faz parte e é muito comum, principalmente nos primeiros 3 meses onde a gente ainda esta se adaptando a todas as coisas novas. A boa notícia é: isso passa! Mas só depende de você! Pense em tudo que você passou até chegar aonde você esta, faça planos de passeios e viagens, saia para conhecer pessoas novas e interessantes, ligue para suas amigas, principalmente as que também são au pair e que irão entender a sua situação e saia para fazer algo diferente, vá na Coldstone tomar o melhor sorvete da sua vida e depois dê seu telefone para o mocinho gato do caixa, enfim, faça qualquer coisa que te deixe animada com sua nova vida, e que te mostre o quanto esse seu ano de au pair pode ser (e será) o melhor. Tudo aqui passa tão rápido, não passe a maior parte do seu tempo chorando e sofrendo por aquilo que você deixou pra "trás", porque em um ou dois anos, quando você voltar pra casa, tudo estará lá esperando por você. E em caso de uma homesick não ligue pra casa, não deixe seus amigos e  familiares preocupados com você, eles não poderão te ajudar com o seu problema e ainda vão ficar chateados por estarem longe de você nesse momento de sofrimento. E também é nesse momento que você pode ouvir o velho discurso do "eu te avisei que isso não era vida pra você", ou "volta pra casa que isso passa" ou até mesmo "é isso que você ganha deixando sua família para trás pra trabalhar de empregada para os outros" (digo isso por experiência minha, não sei como a família de vocês lida com tudo isso). Diga o que você esta sentindo no momento para as pessoas ao seu redor, com certeza essas te entenderiam melhor e poderão te dar um melhor suporte. E outra coisa: evite ao máximo quando você estiver se sentindo triste ou solitário, pelo menos no inicio, ficar olhando facebook dos seus amigos. Sua partida com certeza foi difícil para eles, mas a vida continua e todos eles vão continuar indo para festas ou fazendo coisas legais, mesmo sem você. E é horrível, principalmente quando não estamos bem, olhar fotos dos nossos amigos fazendo a mesmas coisas que vocês faziam juntos, mas agora sem você. Foque sua vida no que esta acontecendo aqui, obvio que você não deve deixar tudo pra trás completamente, mas viva a sua vida aqui, faça novos amigos, tire um tempo pra conhecer sua nova família, e o lugar onde você esta morando. Aproveite o agora.

A homesickness também pode ser causada pelo choque cultural que essa experiência pode trazer no começo. Tudo é novo, a comida, as pessoas, o ambiente, o idioma… E a experiência do choque cultural aparece quando você não sabe o que fazer ou como fazer as coisas no novo ambiente que você esta vivendo, e não sabendo como lidar com tudo que esta acontecendo. E o fato de tudo isso causar uma irritação, tristeza, solidão e achar que tudo esta dando errado, isso é parte dessa nova experiência cultural no início, então não se sinta mal caso não consiga entender ou lidar com coisas no começo, quase todo mundo que muda para um novo ambiente passa por isso. E essa sensação de "choque cultural" normalmente passa depois de algumas semanas, quando nós começamos a entender como tudo funciona. E isso depende muito de pessoa para pessoa, umas sentem mais, outras quase nem sentem. E como eu já disse: isso passa! Mas o tempo que isso vai demorar pra passar só vai depender de você, e da maneira que você vai lidar com tudo. Aproveitem ao máximo! Esse com certeza será o melhor momento da sua vida, então não perca seu tempo sofrendo! Live it up guys!

Beijinhos, até mês que vem!
Stephanie

15 comentários:

  1. Anônimo1/9/13

    Giselle Ferraz
    Curti muito seu post Stephanie.Ainda não sou Au Pair , estou no processo( demorado) mas já da pra sentir o drama de ser Au Pair.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você gostou Giselle! Boa sorte no seu processo! :)

      Excluir
  2. Adorei o post *-*
    Stephanie como foi seu ano de Au Pair sendo under??? Estou querendo muito ir, mas realmente não sei se espero ou nao completar os 21 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! Meu ano sendo under foi ótimo porque nunca me importei com o fato de não poder sair para bares e baladas, consegui curtir mesmo assim... todas as minhas amigas aqui são maiores de idade, mas sempre entenderam minha situação, então sempre deram um jeito de me incluir em tudo. E a decisão de esperar ou não depende do que você procura para o seu ano como Au Pair... (:

      Excluir
  3. oie, eu sou aspirante a Au pair e também gostaria que contasse como é ser menor de idade no usa, eu vou logo que completar 18 já que prefiro ir antes de começar a facul,ótimo post ^^
    xoxo, Juh.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Juh! Vou escrever sobre ser au pair menor de idade no meu próximo post, espero ajudar! (:

      Excluir
  4. Amei o post! *-*
    Eu pretendo ser Au Pair em 2015 e tô pesquisando sobre o assunto faz um tempão, é sempre bom me manter informada. E, como algumas meninas já perguntaram, também queria saber como é ser Au Pair com 19 anos. Eu vou ter a mesma idade quando for e seria bom saber como vai ser, se muda alguma coisa comparando com as outras meninas que vão e são maiores de 21.

    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba, fico feliz que você gostou!
      Meu próximo post vai ser sobre isso então! Beijoss

      Excluir
  5. Muito bom o post. O mais legal de tudo é ver sua maturidade e a forma a qual consegue distiguir um sentimento do outro. Parabéns!
    Você tem blog pessoal?

    Adiciona o meu! :)
    euvouproseua.blogspot.com

    Um beijão e bom retorno!

    ResponderExcluir
  6. Olá, pessoas! :)
    Bom, adorei o post,e concordo plenamente, pois já fiquei longe da família e funciona assim mesmo. Já faz um tempo q estou pensando seriamente em fazer au apair, mas tenho algumas dúvidas relacionadas a mim mesmo. Tenho 24 anos e não sei se começo a facul ou se faço o aupair primeiro. Alguém pode me ajudar? gostaria de uma opinião :).
    Desde já agradeço meninas ;) beijooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tati89

      Não a conheço e nem sei da sua vida, mas digo uma coisa: sou a pessoa mais confusa do mundo e, de certo modo, bastante medrosa. Fiquei muito confusa se fazia ou não um intercâmbio, se encarava ficar 1 ou 2 anos longe de casa ou não, mas como conheço o programa desde meus 17 anos e sempre fiquei 'paquerando', cheguei a conclusão que eu vou ser Au Pair. É um processo meio desgastante sabe? Mas creio que irá valer muito a pena.

      Também tenho 24 anos e acho que é uma ótima idade para iniciar o programa. Atualmente não acho que iniciar uma faculdade com 26/27 anos seja tarde sabe? quando voltar terá um diferencial no seu currículo, inclusive para concorrer a vagas de estágio em grandes empresas e tals. Fique atenta a idade pois algumas ag. para Au Pair no EUA só aceitam até os 25, algo assim.

      Pesquise bastante, visite todas as agências que puder, faz listinha de prós e contras e se for um saldo positivo = se jogue!!!

      Espero ter ajudado um tiquinho

      Beeijos

      Excluir
  7. Oi Stephanie, meu nome é Nathália e também vou ser au pair. Gostei muito de você ter entrado pra O Blog das 30 Au Pairs, porque assim como eu vc começou com 18 e é bastante difícil achar relatos de alguem com essa idade, e olha que eu já procurei bastante haha Quero muito ler seus próximos posts

    AHh e deem uma olhadinha no meu blog sobre minha experiencia de au pair, ainda no começinho.

    www.brazucaupair.blogspot.com

    Valeu! Bjoss!

    ResponderExcluir
  8. Stephanieeee, super boa sorte! Logo menos eu também vou ter uma homesickness, se Deus quiser! (Até estranho querer isso, né?) haha

    Dá uma olhadinha no meu blog também, comecei a escrever faz pouquíssimo tempo!

    www.umavidadeaupair.wordpress.com

    Beijão e boa sorte!

    ResponderExcluir