terça-feira, outubro 08, 2013

A tal da paciência

   Hallo pessoas!

Desculpe a demora, mas hoje foi um dia e tanto. 
Bueno, vamos lá!

Paciência... difícil hein? Ainda mais quando estamos falando de crianças. Quem aqui nunca pensou em jogar tudo pro alto que atire a primeira pedra!

Ninguém nunca falou que ser au pair era coisa fácil, e eu já imaginava que não seria, mas como tantas outras garotas e garotos resolvi arriscar. Geralmente me dou bem com crianças, e também adoro elas, mas convenhamos que quando as pestinhas começam a gritar com você do nada, principalmente de manhã não é muito fácil manter a calma né?

Não tenho muito o que reclamar da minha família, ela é ótima e tenho muitas regalias por aqui, mas quando as meninas querem me tirar do sério elas conseguem. Algumas vezes tem a capacidade de me irritar logo cedo, já me acordaram batendo palma na frente da minha cara, acendendo e apagando a luz na minha cara, entre outras... mas também já entraram no meu quarto vestidas de princesas, batendo na porta, etc.


Tive a ideia do que escrever semana passada, quando a minha a mais velha não teve aula e a minha gast resolveu mandar ela junto com a mais nova pro kindergarten. Só que além disso ela me deixou encarregada por tudo de manhã pra poder dormir mais um pouco, porque está grávida e costuma ter muita dor nas pernas. 

Enfim, como não tínhamos hora certa pra sair de casa, não me preocupei tanto. Mas demorou 1 hora até elas levantarem e se trocarem pra irmos tomar o café da manhã. Não me deixavam ajudar e quando eu me aproximava da mais nova ela berrava pra eu deixar ela, e como a mãe estava dormindo acabei deixando elas se arrumarem sozinhas. Agora a questão é: desde que eu cheguei a gast nunca me pediu pra fazer sozinha, poderíamos já ter feito algum treino, as meninas estão acostumadas com a mãe fazendo tudo de manhã, ou seja, a culpa não é totalmente delas, mas que me irritam me irritam. Hoje a minha gast foi a trabalho pra Frankfurt e só volta amanhã a noite... vamos ver como vai ser o show de horrores de manhã.


Nesses momentos me pergunto pra onde que foi a minha paciência. O jeito é engolir e fazer cara de paisagem. Coisa que é bastante comum no fantástico mundo das au pairs, eu só não sabia o quão difícil que era fazer isso... As vezes me pergunto o que estou fazendo aqui, e porque tive a brilhante ideia de cuidar de crianças rs mas isso não é sempre que acontece, no todo está sendo bastante incrível a experiência, e logo eu lembro o quão incrível que a minha família é aqui e passa. Mas bem que um remédio desses poderia existir né?

O que fazem quando as crianças tiram vocês do sério?

Nos vemos no próximo mês! :)

Viele Grüße aus Deutschland.




Um comentário:

  1. Esse é o meu maior medo! Eu não sei se vou saber lidar com a situação... Espero que você consiga muita paciência, crianças tem seus altos e baixos mesmo! Adorei ler sua experiência. Bjos!

    ResponderExcluir