quinta-feira, novembro 14, 2013

Monstro Rematch reataca na AuPairLandia!!!

Olá, meninos e meninas.
Como vão?
Aqui está tudo caminhando. Tinha pensado em várias ideias boas para o post desse mês, mas infelizmente ocorreu o pior que poderia acontecer no mundo aupairístico (adoro neologísmo!): o Monstro Rematch!
Sim, minha familia é perfeita, moram em um lugar bem legal (Eindhoven, cidade universitária da Holanda), meus hosts também me adoram, tenho amigos por aqui, já tive meus casos e só faz dois meses que cheguei, adoro a Holanda, não quero voltar pro Brasil agora... Mas o que houve então???
Bom, meus hosts estão indo para a Austrália por conta de uma proposta de trabalho, e eu, mísera aupair, fui convidada gentilmente a me retirar e procurar uma nova família, caso queira ficar por aqui, se não posso voltar para meu lindo país, Brasil Baronil, para assistir a copa de pertinhooo. Uhuuuul!! Aquela que não vou conseguir pagar para entrar nunca!!!
O mais engraçado é que quando meus hosts vieram me contar eu não reagi, fiquei feliz por eles e falei que procuraria uma nova família. Depois fiquei acabada! No domingo, como de costume nós fazemos um bate papo só dos adultos, eles vieram me perguntar como eu estava, e eu disse "péssima, queria ficar com vocês". Meu host "aaaaah, que bom!!! Digo, não é bom, mas é bom escutar! Você pareceu tão normal quando te contei que eu já estava até triste". É, eu sempre dando uma de fortona e segura. 
Essa semana foi um grande sofrimento, o coração fica apertadinho... Mas, sabe o que eu posso fazer além do que já fiz? Beber umas cervejas, ir viajar no final de semana e crescer um pouquinho mais com tudo isso. Pensamento positivo!
Sim, estou segura, falando com famílias, bem interessada em algumas, mas não estou animadíssima para mudar. Tenho fé de que o melhor vai acontecer, enquanto isso vou aproveitando minha cidade (ou tentando, nos intervalos entre chuvas e uma queda ou outra de bike) e vivendo.
É foda passar por tudo isso? É, é sim! Ainda mais porque é nessas horas que você vê como agencia não serve para nada quando você já está por aqui, você precisa correr atrás do que quer por si, ficar sem dormir procurando família na internet, falar com um monte de gente louca e às vezes levar não de família que você fica encantada! Aí seus pais fazem chatagem emocional falando que você deveria voltar, bate saudade de todo mundo e sempre passa na sua cabeça "e a faculdade que eu fiz, será que não é um sinal pra voltar e trabalhar?", "vida de aupair é tão difícil, nós somos sempre meio solitárias, meio desabrigadas, recebemos mal... por que estou nessa ainda?". A resposta eu também não sei, mas estou muito orgulhosa da pessoa que tenho me tornado após ser au pair nos EUA e agora na Europa, e quero continuar assim. 
No final, o que vale mesmo depois de tudo isso, são as boas lembranças e as fotos hehehe
Deixo vocês com uma música da Mallu Magalães e duas fotos minhas (uma de Vegas e uma de Barcelona :D), para vocês verem como a vida de aupair, no final das contas e dos sofrimentos, é boa demais!


Pode falar que eu não ligo
Agora, amigo
Eu tô em outra
Eu tô ficando velha
Eu tô ficando louca
Oh oh oh
Eu tô na estrada
Eu nunca sei da hora
Eu nunca sei de nada
Nem vem tirar meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom
Agora eu sigo
O meu nariz
Respiro fundo e canto
Mesmo que um tanto rouca
O que tenho de torta
Eu tenho de feliz
Eu vou cambaleando
De perna bamba e solta
Nem vem tirar meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom
Meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom






   

3 comentários :

  1. Adoro essa música!!! Fé na vida que vai dar tudo certo ;)

    ResponderExcluir
  2. Forcaaaaa e muita energia positiva pra voce, estou torcendo para que voce ache uma familia muito boa. Tenha fe :)

    ResponderExcluir