segunda-feira, novembro 18, 2013

One (more) broke girl!

Os planos dos planos dos planos, vem chegando - enfim - ao fim. Hoje quero contar um pouco dessa saga de ser Au Pair saindo do Brasil com quase nada - e não recomendo a ninguém.

Sou Bela. em Psicologia, mas não exerço a profissão - e não sei dizer bem se um dia irei. Atuo como professora de Inglês há dois anos e, há dois anos, pago minhas contas - feliz - com um salário não necessariamente digno. Somando as turmas que tenho em meus trabalhos - trabalho em três lugares diferentes - somo uma carga horária semanal de menos de 30 horas sem contar o período que trabalho em casa, e - óbvio - meu salário condiz com esse pouco que trabalho.

Estou indo nesse sonho com a mesma quantia que comecei a sonhar: quase nada. Estou levando, em dólar, menos da metade que pretendia e não posso dizer que não estou me borrando de medo de o dinheiro não ser suficiente para o primeiro mês, da mesma forma que não posso aconselhar que alguém faça isso "porque comigo deu certo e com você também dará".

Paguei o intercâmbio com auxílio de meus familiares, que me apoiam nesse meu projeto, mas foi um empréstimo. E terei que devolver. Estando aqui ou lá. Não tenho mais cartão de crédito nem débitos maiores que meu bolso possa pagar - como já aconteceu algumas vezes ao longo desses 5 anos. Em outras palavras, estou indo com o dinheiro contado, o suficiente para pagar as taxas e ter algum dinheiro para comprar as primeiras roupas de frio.

Gente, o que quero dizer é que não estou desesperada, mas também não estou tranquila. Não recomendo a ninguém que faça como fiz. Fiz muitos planos de organização orçamentária que não cumpri, muitas metas de poupança que burlei, assim como comprei coisas que não precisava comprar.

Estejam vigilantes e atentas. Façam seus planos e busquem cumpri-los. Apesar de saber que não há possibilidade de ninguém passar necessidades lá - por conta da própria condição de estarmos sendo recebidas por famílias que nos auxiliarão com a maior parte das possíveis despesas que teríamos se não fôssemos através do programa de Au Pair - não deixem de ter seu pé de meia para possíveis emergências.

De fato, as vezes, ainda sinto que todas as minhas despesas e economias foram "roubadas" e que "não tenho nenhum controle sobre elas", mas aí, minha consciência - que me prende e me julga - me traz de volta a realidade de que devo ser mais serena, sábia e sensata. Que atraí determinados acontecimentos, mas que tenho forças suficientes para não mais tê-los ao meu redor.

Desde alguns meses venho fazendo o exercício do "Consumo Necessário". É simples. Funciona, em resumo, refletindo sobre dois P's:

- Preciso? (sim ou não?)
- Posso? (sim ou não?)

E só chego a comprar o item desejado - seja ele qual for - se e somente se ambas as variáveis coincidirem na resposta "Sim".

Saldo do mês: Buscar ser mais sábia, serena e consciente.

E é isso que tenho por hoje!

Boa caminhada pra gente!

Até mês que vem!


-------
Quer ler mais sobre mim? Acesse:

Siga-me: @gabriellassa
Tumblr: @gabriellassa

Nenhum comentário:

Postar um comentário