domingo, novembro 17, 2013

Recados para as novatas. Ou não...

Com a proximidade do fim da minha contagem regressiva de volta pra casa, é inevitável que os pensamentos do tipo "deveria ter feito isso diferente" comecem a passar pela cabeça... A gente sabe que um ano passa rápido e que se bobear perde muita oportunidade e depois, quando vai chegando assim, lá nos 8 meses, que nem, passa a se perguntar se fez tudo o que deveria ter feito... 

Eu até acredito que aproveitei bem o tempo que passou até aqui, não consigo ver espaço pra muitas outras coisas além do que já foi feito... Mas mesmo assim bate aquela nostalgia e desejo que talvez os dias fossem mais longos e finais de semanas fossem mais ricos!!! 



Das coisas que acredito que valem a pena ser enfatizadas: 

Aproveite o verão! Principalmente se você estiver na Europa! Ele é curto, gostoso, deixa as pessoas com um humor incrível e em alguns meses fará uma falta tremenda! Aproveite para ficar outside, tomar sol, fazer picnics e passear bastante... Temos luz do dia até as 22h, 23h... Aproveite isso! Não deixe a preguiça te dominar ou a rotina tomar conta de você... Mais uma vez: em alguns meses ele fará falta! 

Não deixe as coisas depois. Aproveite que você acabou de chegar, tudo é lindo e interessante, você ainda tá empolgada com as coisas do dia a dia e não se importa de gastar dinheiro com algumas coisas... O que definitivamente mudará depois de alguns meses e que vai te fazer querer arrancar os cabelos quando chegar na reta final. Vá conhecer aquela cidade agora, fazer aquele passeio agora, ir aquele bar agora! Quanto mais você demorar pra fazer, mais difícil vai ser pra fazer isso depois! E acredite, quando você completar 6 meses e ver a quantidade de coisas que foi deixando pra "fazer depois" vai chegar a conclusão que pra muitas delas não vai ter tempo! E aí vai chorar! 

Ame e dê carinho pras suas kids. Por mais que elas sejam terríveis, não se esqueça que elas são apenas o resultado da educação dada pelos pais, e que no geral, não tem culpa por isso. Todas as au pairs mais felizes que conheço são aquelas que conseguiram construir um relacionamento com as crianças, mesmo que tenha demorado alguns meses de rejeição até serem aceitas. No final, vai valer a pena! Deixe de lado todos os sentimentos mesquinhos que você possa ter em relação a elas ou aos pais delas e se dê uma chance pra conquistar e ser conquistada. Elas são seu trabalho, e também com quem vai passar uma boa parte do seu ano e podem ser exatamente aquilo que você precisa naqueles dias de homesick e de indecisão... Pode parecer bobagem, mas elas tem sim esse poder! Basta que você dê uma chance pra acontecer! 

Viaje. Viaje o máximo que você puder... Conheça lugares, pessoas, crie histórias pra contar, veja o mundo e realmente esteja aberta pra absorver um pouquinho mais dele em você. Existem milhões de outras coisas que podem ser feitas no ano de au pair? Sem dúvida, mas viajar abre sua mente e cria memórias que não há nada no mundo que poderá apagar. Viajar muda as pessoas, não perca as chances de fazê-lo por falta de dinheiro, ou medo de ir sozinha. É algo que você fará por você mesma que pode te transformar em alguém totalmente novo! 

Esteja aberta a conhecer pessoas! Muitas vezes temos a tendência de nos fechar nos grupinhos brasileiros, ou no oposto, rejeitar toda e qualquer brasileira como se fosse uma praga. Eu não acredito que haja uma receita certa de com quem você deve ou não fazer amizades... Mas esteja aberta! Se permita conhecer pessoas, brasileiras ou não... Aqui eu fiz amizades com pessoas que se morássemos na mesma cidade no Brasil provavelmente não nos cruzaríamos nunca! E nos tornamos grandes amigas, mesmo com todas as diferenças! Você nunca sabe o que te espera se não se arriscar a conhecer gente nova! 

Experimente! Eu sei que muitas das minhas amigas vão dar risada ao ler isso... Afinal, eu sou bem chatinha quando se trata de experimentar coisas novas... Geralmente eu me apego aquilo que gosto e fico na repetição até cansar! Mas estando aqui eu já experimentei mil coisas novas que jamais teria feito no Brasil... E adivinhem só: gostei! Ainda faço piada e torço o nariz pra muita coisas... Mas outras tantas eu já assimilei e não sei como vou fazer pra passar sem! A gente embarca nessa aventura não só pra conhecer outros lugares e descobrir coisas novas... Mas também pra nos descobrirmos melhor e nos tornamos uma pessoa que sequer sabíamos que existia dentro de nós! 

Bom gente, é isso! Agora que faltam 4 meses pro final do meu ano, o desespero tá batendo e todas essas coisas não saem da minha cabeça! 
Espero que esse post entre no coraçãozinho de vocês e não fiquem perdendo tempo com algumas coisas como eu fiquei! HAHAHAH 

beijos e até mês que vem gente linda! 


Um comentário:

  1. dicas suuuper importantes! um belo dia de outono que eu estava dentro de casa lendo meu pai postiço me disse "aproveite o sol lá fora. saia. tu vai sentir falta dele depois..." e eu não acreditei inteiramente nele. haha

    ResponderExcluir