sábado, janeiro 25, 2014

Sozinha com as crianças, e agora??

Meu pai postiço viajava bastante, devido ao trabalho dele e, às vezes, minha mãe postiça ia junto. Foram três vezes em que os dois viajaram e me deixaram sozinha com três pestinhas alemães. E é isso o que eu vou contar pra vocês hoje.


Nesse dia eu tentei fazer um almoço gostoso. Duas panelas deram certo..haha

Parte 1:
Era maio e minha mãe postiça veio me perguntar se teria problema eu ficar sozinha com as crianças, por uma semana, em junho, ou se ela precisaria chamar a avó delas. Eu pensei que não teria grandes problemas e disse que tudo bem.
Meus pais postiços viajaram a trabalho e eu fiquei seis dias sozinha com os três filhos deles. Antes de viajar fizemos um cronograma - eu e a mãe postiça - com os horários de todas as atividades dos guris, quem viria buscá-los, e sugestões do que eu poderia fazer de almoço (eu era - e ainda sou - uma tragédia na cozinha).
Eles viajaram numa terça-feira de manhã, depois de as crianças irem para a escola e na noite desse dia eu já tive problemas, pois os dois guris mais novos quiseram dormir no quarto dos pais e eu deixei. É claro que ninguém dormiu, né?! Eu briguei com os dois e mandei cada um para o seu quarto, mas ninguém me obedeceu, então o guri mais velho tentou me ajudar e também não funcionou. Quem resolveu o problema? O pai, por telefone! O menino mais velho ligou para o pai e explicou a situação, e o pai brigou com os mais novos por telefone!! Cada um foi para o seu quarto e a noite seguiu tranquila.. Na noite seguinte eles estavam brincando de pega-pega no segundo andar da casa, e destruindo tudo pelo caminho. Eu tentei acabar com a festa deles, mas de nada adiantou até que o menino do meio disse: "Tu tá falando tudo errado. O certo é assim..." e me falou como brigar com eles da forma gramaticalmente correta.
Almoços sempre foram a pior parte do meu dia, especialmente quando era eu quem tinha que cozinhar. O menino do meio havia me pedido que fizesse pizza de chocolate qualquer hora, e eu inventei de fazer uma para o almoço. Porém, ele me pediu que fizesse com nutella, pois uma outra au pair havia feito assim. Eu disse que faria como eu sei fazer, e não era com nutella. Deu briga! Ele disse que se fosse assim, não iria almoçar. Tudo bem, eu disse, coma torradas. E servi a pizza. O guri mais velho insistia, inutilmente, para que o irmão do meio provasse. Quando todos já haviam almoçado, o menino do meio me pediu que servisse um pedaço pra ele. E depois outro. Eu só não ri porque o guri mais novo fez isso antes.
Nesse dia, ao final da tarde, o avô das crianças apareceu para nos visitar e ver se estava tudo em ordem. Ao ir embora ele me perguntou se eu queria que ele voltasse no dia seguinte. E sim, eu queria. Então até os pais das crianças voltarem, no domingo, ele veio nos visitar para ver se estava tudo bem.
Não houve nenhum dia de sossego, e os mais novos respeitavam mais o irmão mais velho do que eu. Então o que eu precisava ia lá pedir pro guri mais velho. Foi bem estranho, mas ao final todos sobrevivemos.
No domingo, quando os pais das crianças voltariam, o guri do meio me perguntou se podia chamar dois amigos para brincar com ele em casa; eu não deixei, disse que ele poderia chamar apenas um. Ele chamou dois, e logo os pais chegaram.
O que eu aprendi com isso? Nuunca mais ficar sozinha com os filhos dos outros. Aprendi a fazer chantagens também..

Pra arrumar essa zona, por exemplo, o meu discurso foi o seguinte: "Se vocês não arrumarem o corredor, nada de televisão.." E das próximas vezes em que os pais saíram para viajar, eu já dizia no primeiro dia que eu os deixaria ver televisão se eles se comportassem. O negócio é que os pais não gostavam que os filhos assistissem filmes ou desenhos ou programas na televisão, então quando eles viajavam eu usava isso. ;D


Parte 2:
Era outubro e eu fui avisada em um domingo de que meus pais postiços viajariam na terça de manhã e voltariam na quarta-feira à noite. Tudo bem. Não lembro de grandes problemas dessa vez. Talvez porque eu já estivesse lá há mais tempo, já conseguisse me comunicar melhor e as crianças já estivessem mais acostumadas comigo e, também, era apenas uma noite. Dessa vez o motivo da viagem não foi profissional, eles foram para a Oktoberfest em Munique. Eu colaborei, pois eu iria no final de semana e me hospedaria na casa de um casal amigo deles ainda.

Parte 3:
Essa semana foi legal. Era janeiro, inverno, neve e frio. O casal iria esquiar por cinco dias(de um sábado até a quarta-feira), e eu pedi que a avó viesse dessa vez. Eu tinha aula de alemão à noite e não queria faltar. No sábado uma amiga minha passou o dia comigo e com o menino mais novo, enquanto os guris mais velhos saíram com amigos. A avó chegou no domingo de manhã e o único problema que tivemos na semana foi o mal-humor do guri do meio no dia seguinte ao que a avó o deixou ir dormir mais tarde. O guri acordou a criança mais chata do universo, e eu tive vontade de fazer um buraco no lago, jogá-lo lá e deixá-lo congelar. Mas o lago estava muito congelado, eu não consegui nem tirar uma lasca do gelo..
O que incomodou um pouco foi que a avó ficava em cima o tempo inteiro! Eu tinha as manhãs livres, pra fazer o que eu quisesse, e a avó queria arrumar não sei o que, fazer coisinhas não sei onde e eu não achava legal deixá-la sozinha. Pra falar a verdade eu queria era dar carinho pra ela. Os netos a tratavam muuuito mal! Quando eles se despediram dela, no último dia em que ela ficaria conosco, não houve nenhum abraço!! O mais velho simplesmente disse "tchau!", de costas, enquanto saía pela porta. Nessa manhã nós fomos ao supermercado e eu gostei disso.

E vocês já ficaram/topariam ficar sozinhas com as 'suas crianças'? Contem pra gente como foi a experiência ;D

3 comentários :

  1. Eu serei Au Pair e morro de medo de crianças mimadas, pois só cuidei de crianças boazinhas até agora. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkk tenho um grande exemplo. Mas mts vezes o "mimada" por ser carência dos pais. Tem que ser bem analisado. Nesse caso basta dar atenção ..mas td com limite.

      Excluir
  2. Kkk vivo sozinha com elas... è... mts coisas por aqui. Mas não concordo quando os pais deixam as crianças dormirem sozinhas por dias.. msmo na presença de uma au por. Não achei na regulamentação mas gostaria de saber se alguém sabe onde encontrar sobre esses casos de pais que dormem fora de casa.

    ResponderExcluir