sábado, março 22, 2014

As coisas mais bizarras que os americanos fazem com seus filhos

Primeiramente, gostaria de esclarecer que os fatos que serão relatados a seguir, são provenientes das experiências que tive com as duas host families que vivi. Não são fatos comprovadamente realizados pela maioria dos americanos. São apenas fatos que observei e foram novos para mim. Here it goes ...


1 - Banho na pia da cozinha (WTF)

Já tinha ouvido falar dos banhos na pia da cozinha. Claro, a maioria das casas possuem dishwasher, logo a pia quase sempre está vazia, e a água da torneira pode ficar quentinha, então por que não lavar um bebê na pia ? Até aí tudo bem, é até compreensível. O que me deixou chocada mesmo foi ver minha host mom dando banho no menino de SEIS ANOS , na pia da cozinha, que nem era muito grande. Era uma tarde bonita e eu estava off fazendo meu lanchinho na cozinha, quando vi um mini ser humano pelado dentro da pia, e aquela água espirrando no meu pão (hahaha tem que rir gente) Perdi a fome !





2 - Deixar as kids escolherem sua comida

Antes de ser au pair, minha maior preocupação era o que eu iria cozinhar para as minhas kids. Cozinhar dá trabalho, precisa de tempo, eu me preocupava com isso. Quando cheguei na casa da família e conversamos sobre alimentação a host mom disse "Eles podem escolher o que querem comer, se não quiserem presunto com salgadinho (sim, presunto puro sem pão nem nada e sim, salgadinho, tipo batatinha ruffles, doritos...) eles podem tomar um iogurte". Sem comentários. A segunda host mom me disse " A Sara gosta de comer pepperoni com manteiga e um copo de leite" , "Eles podem escolher o que querem comer". Observando as frases escritas anteriormente, conto uma breve historia que se repetia quase todos os dias : A criança escolhia e escolhia e no fim não comida nada. A criança não tinha a capacidade de escolher e ficava repetindo "I'M STILL HUNGRY" (hahaha) . A criança , quando comia, ficava com fome logo depois. Enfim, era algo bem diferente para mim, fui criada diferentemente, comia o que tinha na mesa, não tinha essa de ficar escolhendo. Claro que acho legal, a criança participar ativamente das escolhas, desde que isso não prejudique, o que não era o caso.





3- Colocar as kids para fazer mil e uma atividades

Super apoio que a criança tenha uma vida ativa, que pratique esportes e aprenda coisas novas fora de casa. O que eu acho estranho nisso tudo é que ninguém acha normal que uma criança brinque ou passe um tempo "sozinha". Quando eu era criança, vivia lendo meus livrinhos, brincando com as minhas coisas, mesmo sozinha, não tinha sempre um adulto coordenando tudo que eu fazia. Acho que isso faz com que a criança reprima a sua criatividade e se torne extremamente entediada porque sempre vai depender de alguém dizendo o que é ou não legal fazer.
Sem contar que no final do dia elas sempre estavam cansadas. Claro que é isso que os pais querem não é? Chegar em casa e não ter que lidar com toda aquela energia, chega a soar estranho, parece que estamos falando de cachorros e não de crianças.






4- Obrigar todo mundo a sair nos dias de sol

Ok, I got it. A maior parte do tempo em NY é frio. Exceto pelo verão. Durante o ano , faz frio e as vezes rola um solzinho , um climinha melhor. Então, como os dias de sol não são frequentes, os pais querem que as kids aproveitem o dia , outside. Tudo bem, concordo com isso. Mas não acho que deveria ser uma obrigação. As vezes , mesmo com sol ainda era frio, e a host queria que eu levasse todo mundo pra fora. Como se ficar dentro de casa fosse uma heresia. Já é difícil lidar com o que 4 crianças querem fazer , o que nunca é a mesma coisa para todos. Aí vem a mãe e te obriga a dar um jeito de fazer todos quererem ir para fora. NO FRIO. MESMO QUE AS KIDS NÃO QUEIRAM !





Coisas que procurei entender durante o tempo que estive lá  e ainda não consegui . Mas faz parte não é ? Acho que essa que é a graça da coisa. Todas estas diferenças são o que tornam o nosso ano especial. Lidei da melhor forma que eu pude com tudo que eu achei bizarro. A lista é grande, a adaptação não é tão fácil quanto parece, mas hoje, quase dois anos depois, me sinto metade brasileira e metade americana.

Uma coisa é certa, é impossível continuar sendo uma só depois de conviver com tantas diferenças.



http://www.pensamentolivre.com.br/


5 comentários :

  1. "Uma coisa é certa, é impossível continuar sendo uma só depois de conviver com tantas diferenças." concordo com isso plenamente.
    e olha que to aqui a 3 meses.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Nada me surpreendeu tanto quanto o banho na pia da cozinha WTF?
    Adorei o post, hehe. Bjs <3

    ResponderExcluir
  3. Essa questão do sol eu entendo e é bem importante.. a Mãe está certíssima, já que todo mundo precisa de vitamina D, e o nosso organismo obtém acho que 90% de vitamina D do sol.

    ResponderExcluir
  4. Larissa eu também concordo, o problema é que eles chegavam a ficar bravos se você não levava a kid para fora, como se fosse algo super errado, entendeu ? uiahdisuahdiuadhsaidusad

    ResponderExcluir
  5. Roberta Gouvêa que bom que gostou haha, o banho na pia foi o que eu mais estranhei também.

    ResponderExcluir