quarta-feira, abril 09, 2014

Ser Au Pair nova.

Olá meninas e meninos,

Meu nome é Palloma Pechim sou ex- au pair in America 03/2011-03/2013. ( Um ano em Philadelphia e um ano em Virgínia), estou muito feliz em fazer parte deste blog para compartilhar com vocês a minha experiência, anseios, alegrias, tristeza etc...
Este será meu primeiro post e gostaria de abordar o tema ''Ser uma au pair nova'', eu irei expor minha experiência e minha opinião em relação ao assunto. 

Tudo começou em 2007, eu tinha 16 anos de idade, não sei ao certo quando/como bateu a vontade de sair do Brasil a única certeza que eu  tinha era de querer morar fora. Comecei então a pesquisar na internet cursos/high school no exterior e eu não tinha noção que tudo custava MUITO CARO, a partir daí pensei que se eu arranjasse um programa de trabalho+estudo, talvez, este sonho poderia se tornar possível e, foi aí que conheci o programa de au pair através da agencia Experimento. 

Eu fique tao entusiasmada com o custo benefício do programa que não pensei duas vezes e decidi fechar o contrato com o programa, só tinha um porém, estávamos no ano de 2008 e eu tinha 17 anos de idade, claro, a consultora a fim de fechar o pacote aceitou meu pagamento sem eu estar dentro dos requisitos de maior idade do programa e eu como estava querendo pegar o primeiro avião rumo ao desconhecido nem me importei ao detalhe de que tinha que esperar mais um ano, tinha que tira a minha habilitação e tinha o curso de inglês que estava mais ou menos. 

Como tempo era o que não me faltava, comecei a pesquisar mais sobre o programa  nas comunidades do Orkut  e a entrar em contato com as meninas que já estavam lá com o objetivo de compartilhar experiencias etc.. para meu espanto a maioria delas era debochadas quanto a minha idade e a vontade de ser au pair, ouvi de uma menina que ser au pair era ''modinha'' no Brasil. Fico pensado, qual é o direito que a outra pessoa tem de julgar o seu desejo baseado na sua idade? É incrível.  Fiquei chateada muitas vezes com os comentários ofensivos, nem por isso me deixei influenciar, o programa mal tinha começado e eis os desafios além dos colegas que não davam muita fé nesta sua ''vontade'' tinha que ouvir de gente que você nunca viu na vida que o seu sonho era modinha.

Hoje eu posso dizer com propriedade que ser au pair não é fácil, tem que ter maturidade, saber realmente o que você quer e quais são seus objetivos  para ser capaz de morar um ano/dois fora de casa e, se eu tivesse ouvido isso na época em que  eu estava me preparando para ir não teria ''sofrido'' tanto por ouvir tantas palavras egoístas e imaturas de certas meninas...

Independente da sua idade, se este é seu sonho GO FOR IT, não espere palavras meigas e um mar de rosas mas dependa da sua forca para alcançar o seu objetivo. 

Acho que não deveria existir preconceito com aqueles que são novos e querem ser au pair, há tanta gente mais madura e centrada do que gente mais velha.

Neste meio tempo comecei com meu application, referencias, videos, carta e tudo que eu podia adiantar até que eu completei 18 anos e comecei a auto escola, em julho de 2010 entreguei meu application com mais de 2 mil horas de referencia. E foi dada a largada....


Ah, eu mantenho um blog desde 2009 com muitas das minhas experiencias pessoais, quem tiver curiosidade vale a pena conferir:

http://pallomapechim.blogspot.com.br/

Beijão.

4 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pelo post, de verdade! Tenho 17 anos ainda, não paguei a inscricão nem nada, mas já estou adquirindo as horas de experiência. Trabalho numa escolinha, e graças a isso vicencio o dia a dia das kids e fico completamente responsavel por elas num periodo de 10 horas. É muito difícil lidar com o preconceito, mas sabe? Eu não vou mais me importar, sei que sou capaz independentemente de qualquer comentario, estou levando isso a sério ao contrario de muitas mais velha a que te o app baseado em horas fake. Estamos todas no mesmo barco, não vejo necessidade em tentar afundar o dos outros...

    ResponderExcluir
  3. Estava no mesmo barco, mas a maré me levou para o mundo universitário haha :(

    ResponderExcluir
  4. concordo plenamente contigo!! Também descobri o programa com 16 anos e sempre lia sobre under 21 blablabla. Hoje tenho 19 anos e estou aqui há três meses, feliz da vida! Idade não é documento, e conheço muuuita menina mais velha que eu que tá penando muito mais pra lidar com as dificuldades do programa. Se tenho algum ponto a resolver com minha host family, por exemplo, me sinto preparada o suficiente pra ir lá e expor pra eles, como ja tive que fazer. da nervoso? dá, mas tem que encarar. em contra partida, tem gente com mais idade e que fica cheia de dedos, receosa em tomar alguma atitude, sendo que aqui quem é que tá por nós? Só nos mesmas! Claro que isso não quer dizer que toda +21 não esteja preparada, mas se elas estão, não é por causa do numero que representa a idade delas, e sim por coisas vividas. enfim, essa história de julgar pela idade já devia estar mais do que ultrapassada! hahaha

    ResponderExcluir