quinta-feira, julho 03, 2014

Pois é, eu troquei de Host family no 2º ano!

O tempo está passando!
Seis meses aqui na Holanda!... Comemorando meus altos e baixos mas com certeza é a experiência que conta. E falando em experiência, estive pensando sobre o meu post esse mês e decidi contar uma história meio incomum sobre a minha extensão nos States!
De 2011 a 2013 fui Au Pair nos Estados Unidos, Virginia. Cuidava de 4 host kids, gêmeos de 12 anos e gêmeas de 3 anos. Sim, dois pares de gêmeos, da mesma mãe e do mesmo pai hahaha (só explicando pq as pessoas costumavam ficar confusas).
Amava as gêmeas de 3 anos! Só que era mais complicado lidar com os adolescentes, por exemplo, quantas e quantas vezes eu precisava pedir para eles fazerem algo e demorava horaaaas até eles decidirem levantar a bunda do sofá ou sair da frente do computador para fazer? Meus host parents eram td de bom, nunca tive problemas com relação a carro, pagamentos, dinheiro... Mas estava cansada da rotina e de trabalhar mais de 50 horas no verão, mais os adolescentes, claro. Então próximo de fechar o meu ano, decidi estender só que mudando de Host Family. Não tive coragem de explicar para eles o real motivo da mudança (sou meio cag***), então simplesmente disse que gostaria muito de viver em um outro lugar, conhecer pessoas novas e ter mais uma experiência legal no meu segundo ano, o que era verdade tb. E eles me deram uma super força!

E aí começou a minha saga de achar uma host Family da hora! Depois do primeiro ano, clarooo que achei que estava mais espertinha, estava bem mais seletiva! Queria um quarto legal, carro, schedule flexível e... menos crianças. Tem gente que não acredita mas em menos de quatro semanas apareceram 18 famílias no meu profile e fui entrevistada por 16 delas, das quais 3 eu quase fechei. Não conseguia me decidir... Até que uma semana antes do prazo, resolvi fechar com uma família que vivia em Westchester em NY, com carro para au pair, poucas horas de trabalho e... UMA kid! Pensei que era um ótimo negócio apesar de NY não ser a cidade dos meus sonhos. E fui!
Mas chegando lá, vi que nem tudo era como eu pensava. A casa era estranha, eu não tinha privacidade, a kid era birrenta e mimada, trabalhava mais do que eles tinham falado na entrevista... e comecei a ficar homesick, não da minha casa no Brasil mas da minha casa e das pessoas e do lugar onde eu morava na Virginia! Não conseguia me acostumar, depois de 3 semanas, pedi o rematch. Ok, se eu tentasse um pouco mais talvez eu conseguisse me adaptar mas foi complicado ficar naquela situação. Quase fui mandada de volta para o Brasil, mas os meus host parents da Virginia me ajudaram entrando em contato com a embaixada e tb com matriz da agência e adivinhem? Eles tb estavam tendo problemas com a Au Pair nova então... VOLTEI PARA A MESMA FAMÍLIA!




Sim, eu que causei essa bagunça toda... Aaah se eu soubesse antes que tinha a host family adequada para mim desde o começo... Vivendo e aprendendo. 
Se foi a melhor coisa que aconteceu? Com certeza e não me arrependo!! A minha relação com todos eles só melhorou, as amizades que eu tinha se aprofundaram e comecei a dar valor a tudo o que eu tinha por lá. Aprendi com tudo e a minha experiência por lá foi tão boa que me influenciou na decisão de ser au pair na Holanda.
Arrisque! O que for para ser, será!
See you next month :)




5 comentários :

  1. Caraaaaca Susan, que reviravolta hahaha ! Adorei essa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa! Crazy né? :D ainda bem q deu td certo no final das contas :D

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Que fofa sua história. Que bom que tu se encontrou e teve um final feliz *-* Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roberta! Obrigada :)
      Beijooo

      Excluir