quinta-feira, julho 17, 2014

Viajar sozinha, é?





Ainda me perguntam o porquê de eu ter escolhido a Alemanha para ser Au Pair. Eu digo que fui escolhida, e aceitei a escolha porque a Inglaterra tava lá perto. E o que a Inglaterra tem a ver? Meu ano como Au Pair não faria sentido algum se eu não fosse até Londres ver "O Fantasma da Ópera", simples assim. Eu aceitei ser Au Pair para falar alemão, conhecer os alemães e viajar. Sempre gostei de viajar, mesmo que fosse pra cidade aqui do lado para a qual eu já tivesse ido trezentas vezes.

E a minha família alemã me incentivava a viajar. Volta e meia me perguntavam o que eu queria conhecer, para onde eu queria ir e me indicavam lugares bonitos. A maioria das viagens eu fiz com amigas, durante a primavera e o verão. Mas aí chegou o inverno e as minhas datas livres não coincidiram mais com as datas livres delas, e aí eu fiquei no dilema: será que vai dar certo eu ir sozinha?

Aqui no Brasil eu já tinha viajado sozinha, mas era coisa de ir num dia e voltar no outro. E é diferente porque eu sei falar português e sempre tinha alguém conhecido nas cidades aonde eu ia. Mas lá na Europa que dá pra mudar de país com uma facilidade tremenda, se algo desse errado não existia a possibilidade de eu ligar pra minha mãe ir me salvar! haha

Eu tinha que tentar, pensei. Eu estava no sul da Alemanha, e uma banda que eu gostava faria um super hiper mega ultra blaster show de aniversário na Bélgica, numa bela e linda terça-feira. Convidei quem eu conhecia para ir junto, e ninguém quis. Conversei com minha mãe postiça, e ela disse que dava um jeito e que eu poderia ir. Aí eu fui, de trem, lá pra Bélgica. A viagem de trem foi tranquila, perdi uns dois no caminho, cheguei tarde na cidade, quase me perdi para achar o hotel, mas consegui. Fui ao show, conheci duas belgas super queridas, e no outro dia eu voltaria para Alemanha, se os trens estivessem saindo do país. Mas aquele dia era dia de greve, e eu tive que ficar por lá. Arrumei outro hotel, avisei minha mãe postiça e só voltei no dia seguinte. E aí eu tive a sensação mais deliciosa do mundo inteiro: a de que eu posso fazer o que eu quiser, se eu quiser.


 ó a coisa linda que eu perderia se não fosse! *_*

Tá, mas e viajar sozinha por mais tempo? Como é que é? Só porque eu vou viajar sozinha não quer dizer que eu ficarei sozinha o tempo inteiro. A minha timidez eu resolvo no bar (ou no desespero), então... me deu um sorriso eu já tô indo puxar papo...rsrs Uma das viagens mais divertidas que eu já fiz, eu fiz sozinha. Depois de passar o ano novo com duas amigas em Berlin, segui sozinha para a Dinamarca, pois elas não puderam ir comigo. Fiquei num albergue, num quarto para seis meninas. Na primeira noite o quarto era só meu, e eu achei que tudo seria uma droga, por estar láááá longe, no inverno, naquele frio desgraçado e sozinha. Aí eu resolvi ir pro bar do albergue, pois pensei que pior do que tava não ia ficar e se ficasse era só pegar o elevador e voltar pro quarto, não é??? Conheci uma galerinha muito maluca, e no final da semana eu estava metida num grupo de ONZE PESSOAS! Todo mundo indo junto pra festas e turistar! Eu nunca imaginei algo assim! E todos estavam viajando sozinhos.

Não tenha medo! E se tiver, vá mesmo assim.  Eu não deixei de fazer coisinhas que eu queria, só porque ninguém queria/podia ir comigo. Minha mãe postiça achava um absurdo eu gastar mais de €30 em ingressos para shows e óperas, mas em nenhum momento ela me impediu de ir.

Vá pra onde quiser. A viagem é tua e só tua. Ninguém vai te encher o saco se tu quiser ir pra Oberammergau, só porque tu achou as fotos legais no e-mail que alguém te mandou. E tu não vai precisar explicar pra ninguém se tu quiser ir pra lá só ver os desenhos nas casas.

Faça o que quiser. A viagem é tua e ninguém vai dizer 'anda logo' se tu quiser sentar num banco numa praça e ficar por ali só observando as árvores balançarem, e tu não vai precisar convencer ninguém a ficar mais tempo naquele museu que só tu queria ir, ou ter que voltar mais cedo porque alguém não quer ficar mais.
Não vai ter mau humor. E se tiver, vai ser só o teu.

E as fotos, quem vai tirar? Quando eu viajava sozinha eu geralmente apoiava a máquina em algum muro, pedra, chão e colocava no timer; ou pedia para alguém tirar a foto. Mas se não for japonês a probabilidade de a foto sair ruim é 90% maior, e nem todo japa tira foto boa. Eu detestava isso, e aí eu comprei um tripé e passei a levá-lo para tudo que era canto. Comprei o mais simples que encontrei, e ele tinha uma bolsinha para eu poder pendurar no ombro. Foi a coisa mais fantástica que eu já fiz! Eu podia tirar quantas fotos eu quisesse e por quanto tempo eu quisesse, sem ninguém me olhar de cara feia por ter cansado de apertar o botão pra mim ;D (tinham caras feias me olhando mesmo assim, mas eu não tava incomodando ninguém então o azar era deles).

 sério: esse tripé foi a minha esperteza mais esperta!

É o seguinte: eu achei super tranquilo viajar comigo lá pela Europa. E adorei! Pipocar de trem em trem, conhecer lugares novos, pessoas novas, me desesperar, escorregar na neve e ficar lá de barriga pro céu rindo da minha burrice, pra depois levantar e escorregar outra vez e ficar mais tempo rindo, estilo retardada mode on, saber até onde eu consigo ir comigo, que o meu limite é a minha vontade, e que a minha vontade era só ser feliz. E descobrir que eu não preciso de ninguém para ser feliz. Só de mim. 



 
Se você é daquelas que tem medo de viajar sozinha, seja lá qual for o seu motivo, escolha um final de semana, escolha uma cidade, escolha o que você quer fazer por lá, reserve um albergue que pareça ser divertido, e vá. Vá no sábado e volte no domingo. Se for legal, continue fazendo e esqueça o medo. Se não for legal, não faça mais, mas você tentou. Gostando ou não, volte aqui e me conte, ok? Alguma dúvida?

Boa viagem! o//

7 comentários :

  1. Larissa17/7/14

    Nossa, que bacana suas dicas! Eu super concordo, ninguém vai fazer um intercâmbio pra não poder viajar e conhecer absolutamente tudo o que tiver chance né... e se não tem ninguém para ir junto, o jeito é ir no me, myself and I.

    ResponderExcluir
  2. Aiiiii amei! Estou indo para a França na última semana d agosto se Deus quiser e sim irei viajar sozinha! Hahaha e de pós da França queria mto aprender alemão. ..quem sabe depois não viro au pair na Alemanha neh? Hahahah bjus

    ResponderExcluir
  3. Que dicas legais, Mel!
    Eu estou conversando com uma família alemã e tô querendo ir pra aí no final do ano ou Janeiro. Você tem e-mail ou FB pra contato?! Se você puder, eu agradeceria. Adoraria saber um pouco mais da sua experiência e trocar umas ideias. Obrigada! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Meu e-mail é melss@terra.com.br
      Fique à vontade para me escrever ;D

      Excluir
  4. Anônimo17/7/14

    Adorei seu post!!! Quero tentar quando eu for pra meu aupair.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo20/7/14

    Mel, qual seu instagram??? Quero ser au pair na Alemanha tb!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Não tenho instagram. Mas tu podes me achar no e-mail melss@terra.com.br. =]

      Excluir