quarta-feira, agosto 27, 2014

Au Pair- Peso permitido na bagagem





Acredito que desiludi  bastante gente que clicou nesse link para saber quantas malas e qual o peso máximo da bagagem em viagens ao exterior, eu pretendo hoje falar de um outro tipo de bagagem que a gente pode carregar depois de uma viagem internacional, a bagagem cultural. And guess what, folks, essa bagagem não tem peso máximo. Você pode trazer quanto quiser!!!

Acho que já deu pra perceber que o post de hoje é um tanto subjetivo, e, pode ser que eu vá receber algumas (várias) críticas pelo fato de eu ainda não ter sido aupair e não saber como é esse intercâmbio de verdade, e blablabla. Isso tudo é verdade, mas mesmo assim eu vou falar, e aguentar as críticas, claro.

Bom, primeiramente eu gostaria de falar um pouco sobre cuidar de crianças e adolescentes. Eu sou professora de educação infantil e ensino fundamental I e eu tenho noção de como criança dá trabalho, elas não param, se cansam, vivem entediadas e a gente tem que se virar nos 30 para dar conta do recado. Agora, imagina conviver com uma criança 24 hrs por dia durante um ano? Cara, se você não gostar da coisa, vc surta. Por isso, eu acho que o intercâmbio de Au Pair tem que ser muito mais do que o “jeito mais barato de ir pro exterior”. Pode ser barato, mas se você não gosta não sabe o que é cuidar de crianças ( sei que mta gente mente no app) vai ser uma merda.

Exatamente por ser professora e me preocupar com o ensino e a educação das crianças, frases como “ dane-se se ele tá feliz ou não, eu vim aqui pra estudar” ou “ não sou a mãe, vou fazer o básico” me deixam muito brava. De verdade, não vejo motivos para alguém topar um intercâmbio desses só para aprender inglês, junta mais uma grana e vai num work and travel. A gente tem que ter o mínimo de maturidade para assumir nosso posto. Eu tô indo para a Alemanha para aprender a cuidar de criança, aumentar minha bagagem cultural, ter contato e experimentar novos métodos didáticos e recreativos. Ser AuPair, para mim, é muito mias do que um subemprego (muita gente acha que cuidar de criança é subemprego), é uma puta experiência que vai dar o maior up na minha carreira.

Agora, se sua carreira não tem nada a ver com crianças, se você odeia criança, se você não sabe cozinha um ovo, por que vai como aupair? Eu entendo que existem milhões de famílias exploradoras e que o programa é vendido de formas enganosas, tanto para as famílias como para o pessoal que vai e daí surgem conflitos que, às vezes, não podem ser resolvidos e vem todo o stress do rematch ( o que é a maior sacanagem tb). Mas eu acho que quem vai de aupair tem que ter alguma afinidade ou, pelo menos, conhecimento  na área. Isso vai aumentar muito mais o conteúdo da sua bagagem cultural e seu ano vai ser muito mais rico!

beijinhos, Luana

9 comentários:

  1. Anônimo27/8/14

    Me identifiquei super com o seu texto. Estou no sexto semestre de pedagogia, trabalho em uma escola (fico com turminhas do primeiro ano) e sei que esse programa será pra mim muito mais do que apenas ''um jeito barato de fazer intercâmbio''. Amo crianças, com todos os seus defeitos e creio que o au pair irá me proporcionar experiências que eu não poderia vivenciar em qualquer outro lugar! Ótimo texto e boa estadia na alemanha ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário. Fico feliz em saber q não serei a única que vai pq acha importante cuidar de crianças.

      Beijos

      Excluir
  2. Anônimo27/8/14

    Também me identifiquei, dou aulas de informática para 294 crianças de 4 a 10 anos, e quero ser um Au Pair, justamente pelo fato da experiência única de poder viver o dia a dia e aprender mais ainda como lidar com as crianças, já vi gente que foi por ser barato mesmo simplesmente, já ouvi frases do tipo "f... minha host mom" fiquei injuriado pois vc vê que a pessoa não tem dinheiro e acha que estar no exterior é status, boa viagem para nós Luana!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo!! Adorei receber seu comentário!!! Boa viagem pra gente!!!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Com certeza, Lu!

    Não ter pelo menos um pequeno carinho por crianças arrisca um ano todo a ser cansativo e frustante, para ambos os lados. Afinal crianças são seresinhos cheios de energia, curiosidade e fazendo novas descobertas. Até mesmo as mais velhas.
    E se a pessoa que embarca como Au Pair gosta de crianças, vai descobrir que fazer parte dessas descobertas e virar um "amigo" para a criança é simplesmente sensacional! Saber que a ela confia em você e te considera parte da vida dela é um dos melhores sentimentos, ever!
    A bagagem cultural e pessoal que tudo isso pode nos trazer é incrível, com certeza! Isso é vida e podemos aprender muito com outras pessoas, momentos e culturas!

    Beijos :)

    E vou deixar o link meu blog para vocês fuçarem xD
    www.brazucaupair.blogspot.com

    Nath.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thália, desculpe pela demora em responder, mas estou cheia de coisas para fazer nesses dias. Adorei seu comentário e concordo com vc! Assim que der dou uma olhada lá no seu blog! Beijossss

      Excluir
  5. Anônimo14/9/14

    Oi Luana, tudo bem?? Me chamo Camila.
    Estou planejando meu intercâmbio pra ano que vem!
    Me interessei pelo programa de Au Pair, parece ser uma experiência incrível morar com uma família "nova", com outros costumes, enfim, tudo novo!
    Não tenho experiência com crianças e, pra ser bem sincera, não gosto de crianças mal educadas e/ou grossas. Eu adoro crianças calminhas e gentis! Não sei o motivo disso, mas sempre que estou em algum ambiente que têm crianças barulhentas, fico irritada e com vontade de ir embora, é complicado :(
    Mesmo que eu esteja disposta e com muita vontade de viver essa experiência de rotina, vai ser extremamente difícil eu me adaptar com alguma criança caso eu escolha o Au Pair? Eu deveria repensar e, talvez fazer outra coisa? Um work and travel..

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Camila, eu ainda não fui, tenho experiência de escola e sei que gosto de criança porque trabalho com isso e nunca me canso. Eu não sei qual seria a melhor opção para vc, vc precisa ver o quão disposta estaria e lidar com esse seu distanciamento de crianças birrentas, até porque vai chegar um momento que ela vai chorar, tentar negociar para não tomar banho, escovar os dentes, pode ser que você caia nnuma família co uma criança mimada e acredito que vc tem que estar pronta para lidar com essas dificuldades e isso só vc poderá responder. Acho válido vc tentar algum contato com criança para ver como vc se sai, não tem nenhum priminho ou amigo que vc posso olhar? Vc pode tentar passar uns dias nuuma creche, passa uma semana com cada turma e sente como é a rotina de cada idade para ver se vc dá conta do recado! =D Espero ter ajudado. Beijinhos

      Excluir