quinta-feira, outubro 09, 2014

Host family com bebê.

Olá pessoal, 

Tudo bem?

Uma dúvida de algumas pessoas é em aceitar ou não family com bebê - Isso depende - para quem realmente trabalhou integralmente com crianças  pequenas, provavelmente, já tem uma noção de como é, agora quem só obteve experiencia exclusivamente para o programa de au pair, e cuidou uma horinha aqui outra lá deve  pensar e repensar.

Este post está baseando na minha experiencia de dois nos como au pair nos Estados Unidos, sendo o primeiro ano cuidando de um bebê de 1 ano e meio, e na segundo ano cuidado de crianças maiores.

Primeiramente, no incio do processo existe aquela ansiedade de fazer logo o match, o desespero toma conta ( eu sei, passei por isso), mas é crucial ter calma nesta fase, esta decisão vai influenciar a vida do seu intercambio. Por isso keep calm se a primeira família aparecer não vá com tanta sede ao pote, analise os pontos positivos/negativos com calma eles não serão a primeira família e nem a ultima, já ouviu dizer que apressado come cru? pois então, tome sua decisão com calma. ( percebeu que eu repeti calma várias vezes?!)

Eu me lembro que no inicio do processo de conversar com as host families apareceu uma com trigêmeos de seis meses de idade, eu estava desesperada para fazer o match, quando a família não quis (sorte minha), e mais tarde eu descobri que a au pair que eles fecharam não ficou meses e pediu rematch, por alegar que a host mom tinha sérios problemas psicológicos, tanto que a agencia estava considerando tirá-los do programa. O que eu aprendo com isso é de não tomar decisões sérias na pressa ou  com medo de não aparecer outra família.

Pois bem, voltando ao titulo do post, minha primeira host family era super bacana, o bebezinho que eu tomava conta era fofo, lindo, eu morro de saudades mas me requeria o triplo da atenção. Sim, eu tive experiencias com bebês, mas é totalmente diferente quando se cuida de um bebê 5 dias na semana 45 horas por semana. Se alguém aqui realmente trabalha em uma creche ou tem o trabalho de babá com profissão sabe com é. Quero deixar claro que é gratificante cuidar de um bebê, é uma ternura, amor inocente, sabe?! 

Na minha segunda família eu cuidava de 4 kids mais velhas, a menor tinha 4 anos o mais velho 10, e claro, na minha  ''casa'' tinha outra au pair do Peru então dividíamos todo o trabalho. Apesar de ter mais crianças era menos cansativo pra mim, sabe? As kids tinham atividades, iam para escola ( 8 as 16:00), então meu job era basicamente dirigir as kids para as atividades. Logico, filho dos outros requer atenção a cada segundo mais era menos tenso que cuidar de um bebe.

O objetivo deste post é alertar para o seguinte ponto: Não seja au pair de um bebe se realmente você não teve uma experiencia significante, eu vejo muito por ai: '' ah, eu cuidei do bebê da minha: vizinha/tia/sobrinho/prima e foi o suficiente'' se você ''cuidou'' com sua vizinha/tia/sobrinho/prima do lado o no primeiro berro do  bebe você passava o bastão, I am sorry, isso não foi uma experiencia. Não se desespere fechando com uma família na qual você no qual você teve experiencia com a faixa etária da criança.

Vai ser cansativo, estressante... uma rotina chata, para ser honesta.

Certamente, você tendo a experiencia com as idades que mais se encaixam com seu perfil, e uma familia bacana, o programa será um sucesso na certaa!!

Se quiserem entrar em contato:

Beijos.




3 comentários:

  1. Não seriam 45 hs por semana? (No 5º parágrafo) rs :D

    ResponderExcluir
  2. Amei o post. Vou cuidar de tres kids 2,5 e 5 anos e uma nebe de 3 meses... ei trabalho com crianças maiores, mas ja acompanhei a rotina do maternal e to com medinho simmmm

    ResponderExcluir