terça-feira, dezembro 09, 2014

Ano Novo em New York

Olá pessoal! 

Tudo tranquilo?


Vou compartilhar com vocês a minha experiência no ano novo em Nova Iorque, os pros e contras e se eu voltaria a fazer este programa novamente. Antes de tudo, é inegável que New York é uma cidade maravilhosa, sua autenticidade, singularidade é encantadora, como muitos dizem ‘’Uma floresta de pedra’’.New York é um tipo de cidade que agrada a todos os gostos, amantes da cultura, arquitetura, artes, museus, esportes.


É uma cidade completa. Eu tive a oportunidade de explorar a cidade é foi amor à primeira vista, você encontra de tudo, vê de tudo, é como se o mundo todo estivesse lá. É louco! É uma diversidade de gente, idiomas, culturas – se você quiser comer uma comida da Mongólia pode ter na certeza que você encontrar – Essa multiculturalidade é estonteante, incrivelmente lindo.




Diante disso tudo, eu seria incapaz de negar o convite das minhas amigas de ir para Nova Iorque passar o ano novo. Infelizmente todas as vezes que visitei NY foi no inverno, frio intenso e muita neve, mas não foi por conta disso que deixei de aproveitar a cidade eu visitei tudo o que tinha direito, andei o dia inteiro! Hotel era só para dormir mesmo. Rs 

Como a temperatura não era o problema e passar o ano novo em Nova Iorque seria uma experiência diferente, arrumei minhas malas e me mandei para a cidade que nunca dorme. No dia 31 de dezembro, data do meu aniversário (Eu sei, que dia pra nascer), comecei a me organizar para a grande noite fui para o hotel, me arrumei, e cai fora para a Times Square. Saí cedo, pois foi informado que por motivo de segurança algumas ruas iam ser interditadas, e por consequência, algumas estacoes de metro não funcionariam e que nos levaria a esperar um bocado até chegar à famosa avenida. 

Até ai, tudo tranquilo, a final até no Rio de Janeiro em dia de ano novo é aquela confusão na rua, esquema de segurança e tudo mais, porém depois de descer na estação que dava nas ruas próximas a Times Square eu comecei a pensar de que talvez esta não fosse uma boa ideia.



Vamos as minhas considerações:

- Como citei acima o inverno nunca foi problema para mim, nunca deixei de ir para Nova Iorque por causa do clima, lógico, saia na rua com três casacos, duas meias, duas calças, e botas a prova d'água e cachecol, por estes motivos, nunca passei frio. Contudo, uma coisa que eu só percebi no dia de ano novo foi que apesar do frio (que era muito intenso durante o dia) à noite a temperatura caia terrivelmente. Pense comigo, eu passava o dia inteiro caminhando por NY com todas aquelas roupas, quando chegava a noite, eu não andava mais, ia pro hotel e ficava, logo eu não percebia que a temperatura caia ainda mais e se eu precisava daquelas roupas todas durante o dia, a noite eu precisaria do triplo.


- Eu, como brasileira, não tenho o habito  de checar a previsão do tempo, alias, tenho um argumento em minha defesa! Todas as poucas vezes que verifiquei a previsão estava errada, do tipo, que iria fazer sol quando na verdade chovia;


.- Depois da questão do frio, outra coisa que percebi foi o humor frio do povo que estava lá (americanos e o resto do mundo), não tinha uma música papo animado, gente feliz. Eram só um bando de pessoas ‘’presas’’ nos quarteirões da Times Square. O esquema de segurança era feito da seguinte forma: eles fecharam a rua em blocos e conforme iam enchendo eles iam chegando, ou seja, quem entrava naquele quarteirão não podia sair.


- Você deve estar se pensando: ‘’Peraí, eu sempre vejo que eles fazem um show com vários artistas, é lindo!’’ – Sim, eles fazem, mas lembra do que eu falei sobre dividir a rua em blocos, então, para você conseguir assistir a este show lindo (na TV), você deveria chegar cedo e praticamente passar o dia inteiro lá, afinal, depois que enche o quarteirão eles fecham e ninguém sai ou entra.- Nos optamos por ir à tarde/noite e ficamos três quarteirões pra trás e não ouvimos nem sequer o eco do show vindo do palco.


- Aquela famosa bola que desce do prédio é tao pequena e desce tao rápido que não dá tempo nem de piscar, quando você vai ver já foi.-Fogos? Que fogos! Sabe o festival de queima de fogos da praia de Copacabana, que cada ano eles investem mais para aumentar o tempo do festival e formas mais bonitas. Então, em Nova Iorque não é nada disso! Eu contei nos dedos, foram 5 foguinhos, sem cor, sem forma, só o barulho mesmo. Tá, tudo bem! É numa avenida, cheia de prédios, não dar pra fazer um show.


Conclusão:


Meus pés congelaram (mesmo com duas meias e uma bota a prova d’água), fiquei de mau humor pela situação: frio, muita gente presa em um lugar só, falta de animação, musica, lojas fechadas, sem um churrasquinho de gato ect.. Eu não passaria por esta situação novamente, foi uma experiência, só para dizer que já fiz, mas não o faria novamente.

Eu acho que se você pagar para passar o ano novo em um hotel/bar/balada pode valer a pena, não foi o meu caso.

Quer saber mais sobre as comemorações norte-americanas
Clique aqui e confira meu blog que mantendo desde 2009 quando tudo começou. La você ira encontrar varias respostas para suas principais duvidas em relação ao programa.

Um beijo e Feliz Natal e  Ano Novo (Adiantado. Este e meu ultimo post deste ano)


Um comentário :