segunda-feira, dezembro 08, 2014

Au pair vs Volunturismo


Quem nunca quis passar um tempo no exterior e sentir como é a vida em outro lugar que não o qual você está acostumado? Acredito que a maioria das pessoas tem essa vontade mas falta um “empurrãozinho” às vezes. E depois de solucionado o quesito coragem ou seja o que for, nessa hora vem a dúvida: ok, mas o que eu posso fazer ? As opções são inúmeras, mas vou falar de apenas duas delas. A primeira é obviamente sobre ser Au pair e a segunda sobre trabalhos voluntários, também conhecido como volunturismo.

Sobre Au Pair:

É m intercâmbio cultural onde jovens de todo o mundo têm a oportunidade de morar com uma família hospedeira em um país estrangeiro. Contudo, você irá trabalhar cuidando das crianças enquanto os pais estão ausentes e normalmente algumas tarefas domésticas também estarão inclusas no seu horário. Você será responsável pela pagamento da taxa de inscrição (apenas se for por intermédio de agência) + passagens + seguro saúde + visto. O programa por meio de agências costuma ter duração mínima de um ano. Além disso, também há a possibilidade frequentar um curso pago pela família, todas as refeições são inclusas e você também recebe um valor mensal

Sobre trabalhos voluntários:

Há vários tipos e a grande maioria é necessário pagar. E lá vem a pergunta '”mas por quê?” Bom, primeiramente você está indo a um local que no geral não possui muitos recursos e seu intuito é, de alguma forma, contribuir. Considerando as condições do lugar que você irá, não é de se esperar uma ajuda de custo e sim que você se proponha a ajudar em alguma causa.

Eu, por exemplo, fui para a Guatemala onde fiquei quase 4 semanas me dedicando de forma integral ao projeto relacionado ao desenvolvimento sustentável, onde fazíamos workshops, atividades com as crianças e professores passando um pouco mais de informações sobre o assunto e buscando alternativas que pudessem ser utilizadas na comunidade deles. Tudo isso, foi realizado junto com mais 11 pessoas de diversos países e em parceria com uma organização local. Foi uma experiência muito rica e completamente fora da minha zona de conforto. Além disso, também vivíamos conforme a rotina daquela comunidade, coisa por sinal nada simples pra quem não está habituado. Aramos terra, tiramos leite de vaca, ajudamos em todos os tipos de plantações, realizamos uma campanha de recolhimento de lixo e nos propormos a dedicar um dia inteiro a recolher grande parte dele ao redor da comunidade. Me envolvi nesse projeto através de uma ONG da qual já sou parte, chamada CISV International.

Porém, na hora de escolher um trabalho voluntário é muito importante procurar um que se adeque ao seu perfil e ao que você está buscando, para isso pense nas suas habilidades. Além disso, é importante que o volunturismo não seja usado apenas como forma de preencher dias durante a sua viagem e sim que você esteja envolvido com uma causa. Contudo, trabalhos como ser voluntário em um Hostel ou em uma fazenda orgânica (ambos encontrados em websites tal como Helpex, Workaway e WWOF) não exigem tanto envolvimento no quesito “fazer uma super diferença na comunidade local”, até porque nesses lugares sua função normalmente será relacionada a manter o negócio funcionando, enquanto que ao se propor ir para um hospital ou orfanato, por exemplo, sua presença terá um considerável impacto na vida das pessoas com quem lidar.

Assim como no Au pair, no trabalho voluntário pode ser que você também more no local em que trabalha, mas não há as mesmas “mordomias” como ter todas as refeições inclusas, um curso pago e dinheiro mensal. E conheço apenas duas organizações onde o voluntariado recebe um valor, são elas: WWOOF e AISEC (há taxa do programa a ser paga nesta última). Os valores a serem pagos serão taxa de inscrição (acomodação inclusa e normalmente café da manhã também) + dinheiro para se manter (higiene pessoal, lazer e outras refeições) + passagens + visto. Duração flexível, vai variar de trabalho para trabalho.

Bom, espero ter dado uma breve idéia do que se trata cada um deles e sempre prestem atenção tanto na hora de escolher família como na hora de escolher o trabalho voluntário. Certifique-se de todas as informações e detalhes

Beijos e até a próxima! 

0 comentários :

Postar um comentário