sexta-feira, fevereiro 27, 2015

Homem Au Pair isso é possível? Claro que sim!

Olá meninos e meninas!

Meu nome é Gabriel Bacelar tenho 20 anos e estarei com vocês aqui nos dias 27 compartilhando experiências, dicas e sentimentos, principalmente para homens que, como eu, são minoria neste programa.

É um grande prazer poder participar desse blog que tanto me ajudou e ser o primeiro homem do blog é um grande privilegio, espero poder agora ajudar outras pessoas, principalmente homens.

Hoje vou contar um pouco da minha trajetória até meu match e em breve falarei sobre meu embarque.

Um dia tive o sonho de fazer intercambio para poder estudar fora do Brasil e também se possível viver a cultura do país o mais próximo possível. Procurei alguns programas de intercambio, mas todos eram caros e fora de cogitação e o programa Ciências sem Fronteiras do Governo não abrangia meu curso.

Num determinado dia de agosto de 2014 estava em minha faculdade ouvindo uma palestra sobre os intercâmbios oferecidos pela Universidade e a coordenadora citou o nome Au Pair, mas disse que a Universidade não fazia esse programa, pois era para cuidar de crianças, logo me deu a ideia de procurar saber do programa, pesquisei bastante e todos os requisitos eu preenchia, porém o principal dos requisitos era ser mulher e esse eu não preenchia 'of course'.




Pensei comigo mesmo: não é possível que não exista para homens! Então fui mais fundo na pesquisa e encontrei agências que aceitavam homens.

Vi vários vídeos sobre o programa e textos neste blog que me ajudou bastante e pensei: é isso que quero!

Entrei em contato com a World Study da minha cidade (Belo Horizonte) e fechei o contrato com eles pois fui bem recebido e tudo mais, porém depois de 2 meses online pela InterExchange não havia recebido nenhuma visita de família e comecei a me desesperar, pois como era possível isso? 

Tomei uma decisão arriscada de mandar email para várias LCC’s da empresa pedindo recomendações (não façam o que eu fiz) e isso me trouxe problemas com a agência e decidimos não continuar com o programa. No final de novembro de 2014 entrei com meu processo pela Cultural Care e depois de 24hs os primeiros resultados começaram a aparecer, em 2 semanas tinha recebido 4 visitas! 

Fiquei espantado com a diferença que havia encontrado entre as agências, porém no final de dezembro, quando ocorre os 'holidays', as famílias desapareceram e comecei a ficar ansioso de novo! Entrei de férias do trabalho e a situação piorou, quando você está parado é aí que o cérebro brinca com você! Então vi que nada daria certo se eu não acalmasse meu coração. Então na terceira semana de janeiro entrou a 6ª família, fui calmamente conversar e tudo deu certo entre nós e no dia 19/01 eu fechei o match (1 mês e 20 dias online). 

Dia 1/03 eu embarco para os EUA e irei morar em Portland no Oregon!






É isso aí pessoal! Queria dizer para vocês que tudo tem seu tempo, você que está entrando no processo ou está online à espera de família, fique calmo(a) pois sua hora vai chegar!

Homens que querem ser Au Pair não desistam! Aí vai algumas agências no Brasil que aceitam Male Au Pair:

- Cultural Care
- World Study (InterExchange - americana)
- Yazigi (InterExchange - americana)

Qualquer dúvida ou dica podem me perguntar.


E-mail: gabrielevb14@gmail.com
Facebook: Gabriel Bacelar
Instagram: @gabriel_evb

5 comentários:

  1. Muito interessante seu post! Vai cuidar de quantas crianças? Meninos ou meninas? Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! vou cuidar de 2 meninos, um de 4 e outro de 6 anos

      Excluir
  2. Super torcendo por você Gabriel! Eu estava ON pela GAP desde NOV. e nada de encontrar uma familia, dia 20/02 eufiquei ON pela CC...espero que meu MATCH ocorra rapido pois em março estarei de férias =/ rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Aline! sim, permaneça confiante e tranquilo que tudo dará certo! boa sorte para você! qualquer dúvida é só falar!

      Excluir
  3. Bacanas seus posts, Gabriel. Também fui aupair nos EUA em 2006/2007 e tenho lembranças maravilhosas! Relendo seus posts pude reviver algumas delas... Sucesso com o blog e na vida nos EUA! Ah, tbm sou de BH! Um abraço direto da terrinha ;)

    ResponderExcluir