quinta-feira, março 19, 2015

Americans say I love you like Brazilians say beijos

Oi gente! Tudo bem?

28 anos atrás, num lugar a mais de 7 mil quilômetros de distância, eu vinha ao mundo, sem saber o que me esperava e onde viria parar. E parei aqui nos EUA, digo parei porque eu vim duas vezes, voltei e não consegui me encontrar no Brasil e tinha um motivo: o amor da minha vida estava aqui. 
Casei! E sempre eu descubro uma coisa nova e essas coisas são fora do mundo Au Pair/host family. Vejo e aprendo com a minha família americana, a qual eu realmente considero "in-law" pois a minha família de verdade é aquela em que eu nasci e aquela que eu vou construir, sim, posso ser fria, mas pelo menos sou sincera. Não consigo chamar a minha sogra de mãe, como meu marido disse que eu poderia fazer, a única mulher que vou chamar de mãe é aquela que me abrigou por 9 meses dentro de seu ventre e sofreu em um centro cirúrgico pra me trazer ao mundo. Não que não eu não tenha cosideração por minha sogra, claro que sim! Gosto dela, pois ela me deu o meu maior presente, meu marido!
Mas a que ponto você quer chegar Debora?
Ao ponto que felizmente eu, você, e qualquer um que está lendo esse post agora entende a língua portuguesa e devo dizer... Que língua maravilhosa e rica! Temos sempre uma palavra apropriada para expressar o que queremos e nossos verdadeiros sentimentos.
Americanos e a língua inglesa não tem essa riqueza de palavras ou eles não sabem usá-las. Será que é ofensivo falar "I like you" ao invés de "I love you"?
Tenho reparado muito, é um tal de I love you quando uma pessoa se despede da outra, da mesma forma que mandamos beijos pra todo mundo, especialmente mulheres. 
Leio casos de meninas que o cara fala que ama em um dia e some no outro, é a fulana que fala que ama o tio que é irmão do padrasto e que quase não tem contato, é a host mother que fala em um dia e pode rematch no dia seguinte... Será que eles gostam de iludir as pessoas? Não, só acho que eles não sabem definir o que é o sentimento sincero de amor, assim como nós brasileiros sabemos e acabam deixando a frase no automático. E a minha postura diante disso, respondo com sorrisos, quando uma pessoa diz I love you e eu sei que ela não me ama de verdade, não digo de volta, não é de minha personalidade falar algo que eu não sinto. 
Essa é mais uma diferença cultural que eu percebi, eu quis compartilhar pois cada experiência e cada sentimento é válido quando você está fora de casa. E sim, por mais que agora essa é minha casa, eu chamo o Brasil de minha casa, pois tudo que sou hoje, grande parte foi construída lá! 

Beijos, beijos e até o mês que vem!


7 comentários:

  1. Anônimo19/3/15

    Gostei do texto Débora. É verdade que os americanos são frios?? E como nós latino-americanas somos vistas pelos americanos??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, na minha opinião são frios! Eles não se importam muito com sentimentos. Dizem que somos vistas com maus olhos, mas não acho. Eles só vão te ver com outros olhos se você for extravagante ou vulgar, mas de resto, eles acham super legal a gente ser de fora (desde que você não queira ficar ilegalmente) e vão fazer todos os tipos de perguntas.

      Excluir
  2. adorei o texto!! super me identifiquei haha
    eu tenho bastante contato com americanos e um deles eh meu namorado, ele mesmo diz que acha que eles oversimplify as coisas a little too much rs ele ja percebeu que neu "jeito" de falar eh diferente.. essa historia de i love pra qualquer coisa eh mt chato na minha opiniao, assim cm pra qualquer coisinha eles usam o i hate... massss cultura eh cultura ne?
    que bom saber que nao sou a unica que pensa assim hahaha
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Duda! Super me aliviou ler o seu comentário! Depois de ter escrito o texto me questionei se era too picky, mas é ótimo saber que não só sou eu assim! Beijos!

      Excluir
  3. Que texto maravilhoso, Debora! Muito inspirador também. Até mesmo aqui no Brasil, pessoas estão dizendo "Eu te amo" como um simples bom dia ou boa noite. Eu acho isso tão errado, porque estamos expressando um sentimento muito forte e que tem um significado para cada pessoa ao receber essas palavras. Não gosto, por exemplo, de dizer que amo uma colega de classe, pois eu não a amo, mas gosto dela. Gostar é diferente de amar, né?
    A língua inglesa ela tem a falta de palavras que a gente possa expressar bem o que sentimos, e também tem o fato de se tornar um insulto ou outra coisa para a pessoa ao qual você se fala, como citou.
    Beijos e muitas felicidades, sua linda!
    xoxo
    thoughtsandadventuresruhhbelle.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ruhh! Felicidades pra vc tbm e sorte no seu intercâmbio! Beijos!

      Excluir
  4. Olha, sou casada com americano e sofri muito com isso no inicio. Ele tem uma amiga de infancia e sempre que se despede dela ele fala : Love you hun ( abreviacao de honey) tipo nao falo mais nada pra nao parecer ciumes mas outro dia minha sogra me disse que esta mulher tem hot feelings por ele e que nunca puderam ficar juntos pois ele nao amava ela pra casar. Imagina minha situacao. Meu marido e bem amoroso comigo nesta parte dei sorte. So nao gosto deste I love you que ele fala pra todo mundo.

    ResponderExcluir