segunda-feira, abril 27, 2015

Você é homem e cuida de "pirralho"?

Pré-conceito com homem au pair ele existe? Essa será o assunto do post de hoje.

Homens são minoria no programa, todos sabem. Aí voce pensa "É claro isso não é trabalho de homem" ou "É estranho homem cuidar de criança, eu hein!".

Voce pensou nisso? Tudo bem, é comum ver as pessoas pensarem assim, principalmente no Brasil, ou em países que não tem esse programa inserido em seu território.

Vou falar um pouco da minha historia no programa e vocês verão o que foi dito para mim no meio do processo.



Tomei a decisão de ser Au Pair em setembro de 2014 e logo depois disso foi toda a correria para arranjar a documentação necessária para ficar online o mais breve possível e realizar o sonho do intercâmbio e nesse meio tempo quando algumas pessoas ficaram sabendo que eu estava indo embora (recomendo contar no máximo para sua família) perguntavam, o que voce vai fazer nos Estados Unidos? quem está pagando? é muito caro? quando você vai? o que vai estudar lá? é pelo ciências sem fronteiras? você ganhou bolsa da universidade?, coloquei alguns exemplos e dentre eles tinha alguns relacionados a homem.

- "Você vai ser baba? Isso é tarefa de mulher!"
- "Você vai ter de limpar a casa e fazer tarefas domesticas também?"
- "Nunca vi isso gente cuidar dos filhos dos outros quase que o dia todo e ainda viver com a família, vai ser o mordomo da mansão?
- "Vai ser chauffeur (motorista privado) de gente rica? Que xique!"
- "Eu nunca deixaria meu filho nas mãos de homem para cuidar, so mulher eu hein!"
- "Por que você vai deixar sua vida estabilizada aqui pra ser empregado dos outros nos EUA?"



Pode parecer pesado elas todas juntas mas foram as perguntas feitas para mim até o momento da minha viagem, esse foi meu erro, deixar muitas pessoas saberem antes da hora, não pelo fato das perguntas mas também inveja e outras coisas que vem no kit, haha vocês sabem!

Outro preconceito que tem é falar que todo homem au pair é necessariamente gay.

Enquanto as pessoas pensarem assim, pelo menos no Brasil, as coisas continuarão andando como estão.

Mas nenhuma dessas perguntas fez eu desistir do programa, pelo contrário, me deram mais força para continuar e tirar essas ideias bobas.

Espero que tenha gostado do post de hoje! Um abraço!

Já sabem, duvidas ou perguntas deixa nos comentários ou me manda e-mail.

Me sigam nas redes sociais.

Instagram: @gabriel_evb


5 comentários :

  1. É isso mesmo, sempre vai ter alguém com aquele clima negativo! É melhor que só sua mãe e seu pai saibam, no máximo, quem mora com você pois é inevitável.
    Posso te fazer umas perguntas, já fazendo? Sobre o inglês, você pode me dizer como foi a entrevista por skype? E também, como está sendo se comunicar apenas em inglês? É fácil de entender? Acho que essa seria minha maior dificuldade. E sobre o clima e a cultura? Você gosta? Foi por qual agência aqui no Brasil? Fala um pouco do seu "schedule"? E como conseguiu as horas para comprovadas? Foram 1000 mesmo? Desculpa tantas perguntas, eu quero saber um pouco mais sobre o programa pois pretendo fazer num futuro não tão distante, hahahaha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa blz?
      Sim a entrevista foi tranquila, no inicio voce fica com as pernas tremendo mas depois vai se soltando e ficando confortavel, as vezes nao e facil, eu nunca estudei ingles na minha vida e estou aqui, quando morava no Brasil eu entendia bastante coisa mas nao sabia falar muito, ainda nao sei, mas vim para aprender a falar e escrever melhor, e o ouvido esta ficando apurado para o ingles!
      O clima da minha cidade eu estou adorando! Aqui nao tem neve, conheci a neve em New York e depois do 3 dia eu ja estava enjoado de tanta neve! fiz uma boa escolha vindo para um lugar que nao costuma nevar! estou amando a cidade, cultura bem diversificada, ainda me acostumando com os costumes estranhos dos americanos mas nada demais!
      Eu fui pela Cultural Care.
      Eu trabalho normalmente de segunda e terca o dia todo, folgo quinta e fds, uma vez por semana coloco as criancas para dormir pois os pais saem para jantar juntos!
      Eu trabalhava com crianca no Brasil desde 2010, entao ai foi mais de 8.000 horas!
      sem problemas! se quiser respostas mais imediatas mande no meu email que tentarei responder o quanto antes.
      Um abraco!
      PS: desculpa pela falta de acentos, meu computador eu comprei aqui e o teclado e americano e nao tem acentos...

      Excluir
  2. Amigas auperianas, visitem meu blog e vejam o que acontece qdo a pessoa quer ficar com um gringo rsrs
    http://senigregorio.blogspot.com.br/p/eu-e-os-palhacos.html

    ResponderExcluir
  3. Muito bom seu texto, Gabriel. Vim pela cultural care também e tinham vários homens na escola de treinamento. Acho importante quebrar o preconceito em relação a isso. E uma coisa é certa: para aqueles(as) que estão se preparando para ser au pair, não espalhe a notícia antes de ter tudo certo. Eu só contei às pessoas quando já estava com o visto em mãos. Confiem na sua decisão, pois só a gente sabe onde a gente quer chegar. Boa sorte a todos e todas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Top Juliana! temos que quebrar mesmo, nao esta correto isso!
      Obrigado pelo elogio.
      Boa sorte para nos =)

      Excluir