sábado, julho 25, 2015

Por que tu tá servindo o bolo?



A historinha de hoje será sobre a comemoração do aniversário do guri mais velho, que eu achei um tanto estranha.
Já de manhã, ao entrar na cozinha eu já imaginei um bilhete me esperando na mesa me dizendo pra limpar a casa toda, e tirar pó e passar aspirador e blublublu, mas quando cheguei lá tinha só o jornal na mesa (fato estranho de dia de aniversário nº1, na minha casa de verdade quando é aniversário a mãe quer deixar tudo bonitinho e limpinho pra receber as visitas). Então eu arrumei um pouco a cozinha e passei aspirador na parte de baixo da casa.

O guri mais velho chegou da escola com dois amigos. Os amigos fizeram um bolo pra ele, coisa super cômica e divertida! Almoçamos comida de um restaurante asiático (???), que a mãe dele trouxe, e o pai não almoçou em casa (fato estranho de dia de aniversário nº2, onde eu moro geralmente a família tá toda reunida no almoço, especialmente quando é aniversário de alguém), e só chegou em casa a noite.

Pois bem, a mãe dos meninos fez três bolos, isso mesmo vocês leram certo ela FEZ TRÊS bolos. Um de Rafaello (siiim, o chocolate da Ferrero Rocher) um de banana e outro de chocolate com coco e outra coisa. Depois das 15h os amiguinhos do guri chegaram, e lá pelas 16h todos sentaram à mesa para comer o bolo. O guri mais velho desceu com os dois amigos, e "Cadê as meninas? Elas não vem?", e ele respondeu "Elas não tem fome, não vão descer". Então a mãe dele, a avó e eu olhamos tipo O.O(olhos arregalados) pra ele. E depois de um diálogo super delicado entre mãe e filho, o guri MAIS NOVO foi lá em cima buscar as gurias pra virem ao menos se sentar à mesa (esse povo alemão é muito estranho!! esse foi o fato estranho de dia de aniversário nº3). Pois bem, todos à mesa, as velas no bolo e e eu ainda estou esperando cantarem a música de parabéns; o guri assoprou as velas, a mãe tirou UMA foto, e as pessoinhas se serviram para comer. Nem o pai, nem o irmão do meio estavam em casa nessa hora (fato estranho de dia de aniversário nº4); um trabalhava e o outro ainda estava na escola.




Ok. Depois o guri mais velho foi pro quarto com os amigos outra vez. A avó ainda ficou um tempo ali, e logo depois o guri do meio chegou da escola. Depois a avó voltou pra casa. Lá pelas 18h chegou o avô dos guris, com a mulher e o cachorro (o cachorro é um Deutsche Schäferhund \o/ pastor alemão coisamaisfofadomundo!), e a mãe dos guris estava no telefone, com a porta fechada, no escritório, então eu ofereci café para eles, chamei o guri mais velho - que estava no quarto lá em cima - e ofereci bolo também. No que eu estou tirando o segundo bolo da geladeira para por na mesa, a mãe dos guris chega e me pergunta, toda séria: "Warum tust du der Kuchen aus?" (por que tu ta tirando o bolo da geladeira?), e err, pois é "Weil sie essen wollen"(porque eles querem comer), eu respondi. Então ela disse que tinha feito lasagna e era pra comer primeiro a lasagna. "Err, ok.", a pessoa aqui diz. Aí ela pergunta pra eles se eles querem bolo, diz quais tem e pergunta quais eles querem o.O <<- essa foi a minha reação, mas tudo bem, os bolos são dela, ela faz como quiser fazer. A lasagna saiu lá perto das 20h, pois ela botou a lasagna no forno, saiu pra comprar mais queijo (???), e depois que a lasagna ficou pronta o guri mais velho levou a lasagna pra cima, no quarto dele pra ele e os amigos comerem. Depois, bem depois, ela subiu e buscou o prato da lasagna e aí nós comemos o que tinha sobrado (eu tô dizendo que o povo alemão é estranho, não tô? esse foi o fato estranho de dia de aniversário nº5). Descobri que tinha mais lasagna depois, mas minha mãe postiça diz que "é bom sobrar pro almoço de amanhã".

Os dois guris menores foram pra cama as 20hepouco, e depois das 21h os amigos do mais velho já tinham todos ido embora. Fiquei um tempo na cozinha com meus pais postiços, um amigo deles, o avô dos guris, a mulher, o cachorro e duas dúzias de garrafas longneck de cerveja.

Nada de brigadeiros, nada de pastéis, de coxinhas, de croquetes, nada de balões, nada de família toda, nada de mil fotos!

O meu aniversário foi em junho, e eu não esperava nada. Ganhei de presente da minha mãe postiça um  buquê de flores e um Dirndl - traje típico alemão. O menino pequeno fez um desenho meu e atrás escreveu que era um vale para eu não precisar ajudá-lo a fazer a tarefa, e que eu poderia utilizá-lo por 15 vezes. Quando eu perguntei se ele faria a tarefa sozinho é óbvio que ele respondeu... Nein! Mas o que vale é a intenção. Fizeram um churrasco - no estilo alemão, claro - pra mim, eu me fiz uma nega maluca, com cobertura de brigadeiro e a chamei duas amigas. No almoço toda família estava ali, e minha mãe postiça fez arroz e carne moída - no dia anterior ela me perguntou o que eu gostaria que fosse o almoço. Foi bem divertido!

eu e minhas velas lindas *_*

E os aniversários aí na tua casa, como são? 

0 comentários :

Postar um comentário