segunda-feira, agosto 24, 2015

Mãe quero ser Au Pair !



Quando decidi ser Au Pair, a ideia era que minha família soubesse aos poucos desta decisão, até para não causar aquele impacto e tumulto de uma vez só (até porque eu não sabia qual seria a reação de cada um, exceto a da minha mãe).






Para chegar e falar sobre o assunto com a minha mãe, recorri a ajuda da minha tia (irmã da minha mãe).


Sabe aquelas tia cabeça aberta com que você pode conversar tudo, essa é minha tia !


E a reação dela não poderia ser outra, a de total apoio a minha decisão. Além disso ela alertou sobre o quanto seria difícil a conversa com a minha mãe, mas que ajudaria no que fosse preciso ! (diz se a minha tia não é fofa ?!)






Coloquei uma meta e até o dia X eu conversaria com a minha mãe. E neste dia eu sentei com ela e disse:


- Mãe preciso conversar com a senhora. Ano que vem irei fazer o meu intercâmbio no exterior.









(mãe surtando 3, 2, 1....)




Minha mãe não deixou eu falar e despejou tudo o que ela achava:





- É o Bruno (ele era meu ex namorado na época) fica botando essas ideias na sua cabeça, não é ?? (sobrou até para ele rs)


- Vai fazer o que lá fora (no exterior) ! Vê se alguma da suas amigas tem essa mesma ideia de querer viajar !


- Quem vai te sustentar ? Por que eu não vou bancar ninguém !


- Vai trabalhar em quê ? Vc não sabe fazer nada. (isso doeu mais que um tapa, deu vontade de chorar, mas não chorei).






Falei que isso já venho planejando a tempo, que isso é uma decisão somente minha e que ninguém me influenciou em nada, inclusive o Bruno.


Minha mãe novamente irritada fala de casos de meninas que são traficadas, de uma que morreu quando voltou do intercambio, que não é pq os outros cagam que eu tenho que cagar...





Vi que ela estava muito nervosa e disse tranquila:


- A senhora não quer entender e não quer que eu explique. Então quando a senhora estiver mais calma e quando quiser entender voltamos a conversar sobre isso.






(pausa dramática)





No dia seguinte a primeira coisa que minha mãe fez, foi ligar chorando para meus irmãos e para minha tia.


Para surpresa dela, todos disseram que isso não é um "bicho de sete cabeças" e reforçaram apoio a minha decisão.


Minha querida tia sugeriu que dá próxima vez ela me escutasse de coração aberto !








Pois bem, lá estava eu conversando com a minha mãe explicando cada vírgula, paragrafo do processo (falei de tudo ! das pesquisas que faço, dos blogs que eu leio, das amizades com outras au pairs na internet, da agência, seguro de saúde e mais um pouco).






Para minha total surpresa, ela disse no final:






- E quando você pretende viajar ? E quando vai começar a conversar com as famílias ?






Oi ?! Eu ouvi direito ! Ela não reclamou, não discutiu. Simplesmente aceitou.






Então meninas não desistam se no primeiro momento sua família não a favor do intercâmbio, conversando é que tudo se ajeita ! (força, foco é fé sempre).


Hoje estou no meu segundo ano como Au pair. ! Hoje minha mãe lida bem com a questão da saudade é distância, até sente orgulho !

Dicas para vocês que estão nesta fase difícil da aceitação da família:

- não os afronte ! Lembrem-se que assim para nós é um mundo novo e desconhecido para eles têm e é inevitável que eles sintam medo e queiram nos proteger;

-mostre o quanto isso é importante para vocês e que esta é a sua decisão. Mostre a eles o quanto o apoio deles é fundamental para vocês.

-se abasteça de informações para conversar com eles, leve-os até a agência se possível. Converse abertamente sobre os pós e contras e como você está preparada para isso !

-paciência !! Se eles ainda se mostrem contra, continue sempre no seu propósito e continue conversando com eles com paciência e amor ! Eles vão aceitar, acreditem em mim ;)

-e nunca discuta com eles ou brigue, respire fundo ! São nossos pais. Se acalme e fale sobre isso em outro momento.


É isso pessoal ! Sucesso e até breve ;)

Curtam a nossa página no facebook







2 comentários:

  1. Parabéns pelo texto!
    Tenho medo da reação dos meus pais, sou filha única e se depender da minha mãe eu não vou sair de perto deles nunca!
    Mas vai dar tudo certo!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo texto!
    Tenho medo da reação dos meus pais, sou filha única e se depender da minha mãe eu não vou sair de perto deles nunca!
    Mas vai dar tudo certo!

    ResponderExcluir