quinta-feira, agosto 20, 2015

Mais da metade mas menos de 3/4

8 meses já se passaram desde que cheguei aqui. Menos de 4 meses para o fim do meu ano como au pair. Superei a metade do caminho e estou para atingir meus 3/4 dessa jornada. 11 de dezembro minha alforria será dada, minha meia será entregue, e Camila será um elfo livre. Mas não posso dizer que não sou um elfo feliz neste momento...




Quando eu cheguei na minha host family tudo foi muito difícil. Meu inglês era pior do que eu pensava, minha relação com minhas crianças era péssima, eu não sabia como proceder e muitas coisas davam errado. Sofri, chorei, gritei, quis ir pra casa.

Mas tudo isso mudou!

Só agora, de fato, eu realmente vejo uma melhora significativa no meu inglês – e estou muito orgulhosa disso. Perdi a vergonha e o medo de falar, e mesmo falando errado (mas reconhecendo os erros, que é o mais importante) falo tudo e consigo me comunicar e resolver minha vida tranquilamente. Não sinto falta das legendas nos programas de tv ou filmes. Posso ir ao cinema e entender praticamente tudo, sem sofrimento. Ponto pra mim!




Eu estou no céu com minhas kids. Sério. Até antes do verão eu NUNCA tinha recebido um abraço espontâneo delas ou um ato de carinho. Eram gritos, rolling eyes e ridicularização pelo meu inglês. Hoje recebo abraços espontâneos diariamente, pedidos de desculpas, ajuda com o inglês e pedidos para participar de tudo. Sou Awesome, cool, nice, smart and funny pra eles! hahahaha Conquistei o coração das minhas pestes! E eu que me sentia mal por não sentir nada, agora sinto que vou ter saudades quando esse ano acabar...




Depois de errar muito e ficar desesperada com tudo – desde o que cozinhar até como chegar on time em lugares que nunca tinha ido – agora faço qualquer coisa com uma mão e um pé nas costas. Sei a rotina, os gostos, como abordar assuntos e lidar com situações, resolver problemas e antecipar necessidades. E isso foi o que tornou minha vida MUITO mais confortável aqui.


Se vou sentir falta da vida de au pair? HELL NO!!! Mas que essa foi uma das melhores escolas da minha vida, ah isso foi! E está sendo. Sei que vou terminar 2015 pelo menos 10 anos mais sábia.

0 comentários :

Postar um comentário