terça-feira, setembro 22, 2015

Saudades das kids !

Já faz um tempo que eu queria falar sobre isso com vocês, neste mês completo 3 anos de Brasil, 3 anos pós au pair e como esperado, muito mudou. Apenas uma coisa permaneceu, um sentimento bem conhecido chamado saudade, que simplesmente faz parte de quem eu sou, mesmo que eu não pense sobre isso o tempo todo.





Sabem do que eu tinha medo? De sentir saudades das minhas kids, de não suportar ter que ficar longe delas, de não ter mais os sorrisos, os abraços, o carinho, a companhia, as idéias malucas, as gracinhas, os passeios, o amor :/
Meu maior medo se tornou real ! Eu nunca vou me esquecer daquelas crianças, não porque eu sou uma psicopata sequestradora de kids, mas porque sou apaixonada por crianças, mais ainda depois do au pair. Fico me perguntando, como pode uma bebê de seis meses ter me marcado tanto ? Quando lembro de todas elas (foram sete no total, 4 na primeira família e 3 na segunda) me pego sorrindo. Me pego lembrando de quantas coisas eu não sabia e aprendi com elas, de quantos momentos bons e horríveis nós passamos juntas. Nunca me esqueço daquela semana em que eu senti saudades de casa e começou a apertar bem forte, de um jeito que eu achei que não iria aguentar, eu ainda não tinha amigos e minha host family não era muito de abraços, mas minhas kids eram ! Quantas vezes abracei meus pequenos para me consolar ? E eles gostavam disso, gostavam de falar sobre o Brasil, sobre a minha vida aqui em São Paulo, sobre as comidas que eu gostava, os animais que eu tinha, e posso dizer que minhas kids foram por muito tempo meus melhores amigos. E dói sabe ? Eu tinha estas crianças maravilhosas perto de mim todos os dias, ensinava para elas tudo que eu sabia e compartilhava com elas todas as coisas legais que eu descobria, e elas também me ensinavam, corrigiam meu inglês, dividiam suas comidinhas estranhas comigo, faziam questão de sentar perto de mim e não pensavam em um mundo onde eu tivesse que ir embora. Mas eu fui e me sinto muito mal por isso. Três anos depois e eu ainda sonho com elas, em como teria sido se eu não tivesse tido aquele rematch totalmente inesperado, me despedir da primeira família foi uma das situações mais difíceis que eu tive que lidar na minha vida. Ter que olhar pras minhas kids e dizer adeus, explicar que não nos veríamos mais, talvez nunca mais (claro que não disse isso pra eles), mas eles sabem, eles sentem. 
Até hoje vejo as fotos, penso nos momentos que ficarão marcados eternamente, lembro de como era estar lá e o quanto aquele ano passou rápido. Sei que essa saudade, aquela que eu tinha tanto medo de sentir, me acompanhará para sempre. Sei que daqui cinco anos ainda irei lembrar das minhas kids com o mesmo carinho e amor, sempre me surpreendendo com o quanto eles cresceram rápido e inevitavelmente pensando "será que eles ainda se lembram de mim ? "

Quem gostou desse post e quiser conhecer mais o meu trabalho, acesse o Pensamento Livre  e curta a minha página no facebook.



0 comentários :

Postar um comentário