segunda-feira, outubro 19, 2015

Rematch... Eu também passei por isso!

Oi gente! Tudo bem?
Vamos voltar lá em 2008! 
Pra quem não sabe, eu fui Au Pair duas vezes e esse é um relato da primeira vez que eu fui Au Pair...
Maio, 2008, entrou uma família no meu application, era a segunda, de Washington DC, só duas kids...   Um menino de 2 anos e meio e uma menina que teria 1 ano e 2 meses quando eu chegasse... O pai era residente em medicina, a mãe uma consultora de empresas (meu sonho de carreira na época) estavam com uma Au Pair que iria completar o segundo ano com eles. E além de tudo, a mãe era descendente de franceses e falava francês com as crianças, o que eu fiquei super entusiasmada porque achava que iria aprender o meu terceiro idioma além do português. Eu não iria ter carro, o que pra mim era ok, no que eu tinha pesquisado sobre transporte e teria a maioria dos fim de semana off.
Tudo lindo, conversa de horas no telefone (naquela época Skype era luxo) e depois de muitas conversas e e-mails, o tão sonhado match!
A host me mandou presentes no Brasil, nos falávamos sempre por e-mail e tudo ficou lindo até que depois de estar com o visto na mão, recebi esse e-mail misterioso...
Hello........How are you?  Are you coming to DC? 
I am the Aupair too.  Nice to know you.  I heard that you will stay with XXX family. Did you know everything about host mom and host dad?  I mean what kindof person they are. Don't be scare I just ask because I heard somethingabout them.  My friend was their old Aupair who rematch from their family.  She told me a lot of thing that happen in that house.  And I know their current Au Pair  XXX too.  She is só nice.  If something I can help just let me know.  I ready to help because if Au Pair not help each other who gonna help us.......right
Eu era tão Alice, que eu não acreditava no que estava lendo, alguém só poderi estar me sacaneando, não acham? Eu disse pra mim mesma, não só pode ser brincadeira! Qual Au Pair em sã consciência iria ficar em uma família ruim por 2 anos? Mal eu sabia o que me esperava...

A host não me deixou ser treinada pela Au Pair anterior, ela ficou comigo nos primeiros dias e me explicou as coisas. A comida era bem escassa... Eu tomava leite, ela só comprava leite para as crianças, pão só com uvas passas (e eu tinha deixado claro que eu não gostava de passas) vivi comendo só uma banana de café da manhã por um bom tempo e assim foi...
Até que perdi minha tia avó, e fiquei super triste. E acho que foi o tiro certo pra essa louca, que era a mulher, ela fazia pressão psicológica perguntando se eu estava feliz ali, se eu queria continuar. 
E enquanto isso, o host dad era bacana... Me livrava das maluquices dela... Ela mandava eu andar de ônibus com as kids+carregar bolsa e stroller... Ele me dava caronas, mas além disso cuidava um pouco demais perguntando onde eu ia, horas que voltava e coisas do tipo...
Um belo dia, ela me viu lendo enquanto a kid dormia, sentou, conversou e pediu o rematch, alegando que eu não seria feliz lá durante o inverno! No primeiro momento, chorei... Mas ao mesmo tempo, não via a hora de dizer...

Ela escolheu a nova Au Pair antes de eu ter encontrado uma família, porém ela me deu 3 semanas pra ficar na casa. Foi um rematch doloroso, com famílias esquisitas no meu perfil, uma outra com kids doidas, e a que me escolheu...perfeito match... Depois disso foi só alegria!

Moral da história: Não sejam Alices, consigam muitas informações da família, não ignorem e-mail estranhos, não tenham medo de cancelar um match... Melhor esperar no Brasil do que passar apuros aqui!

Beijos e até o mês que vem!

 

0 comentários :

Postar um comentário