quinta-feira, outubro 22, 2015

Toda Au Pair é guerreira

Olá pessoal, como estão vocês ? Chegou mais um dia 22, o meu dia favorito do mês e cá estou para ter uma conversa franca com minhas leitoras favoritas!



Estava comentando com a minha irmã esses dias, na época que viajei pra ser au pair eu não tinha absolutamente NADA a perder. Eu não tinha emprego fixo, vivia de uns bicos que fazia como garçonete e dava para viver com um pouco de dignidade e tomar uns drinks. Eu não tinha namorado, cachorro, gato, e não morava com ninguém. Eu não fazia faculdade, nem estudava nada, tinha recém terminado um curso de comissária de voo e estava procurando emprego na área quando decidi ser au pair. Resumindo, pra mim foi muito fácil vender tudo o que eu tinha, colocar todos os meus pertences em uma mala grande e ir embora, e fui ! Muitas pessoas me chamavam de corajosa, pela minha atitude desapegada com as coisas da vida. Eu nunca me vi dessa forma. Eu não era corajosa, apenas não tinha nada a perder. Com certeza absoluta, mesmo morrendo de vontade de ser au pair de novo, eu jamais abandonaria o meu emprego que eu amo tanto aqui em SP, jamais deixaria meu namorado um ano sozinho nessa cidade cheia de pecado haha e em hipótese alguma eu conseguiria ficar longe do meu filhote felino. Portanto, hoje consigo admirar ainda mais todas as ex, atuais e futuras au pairs que conheci. Essas sim são corajosas ! Uma das minhas amigas au pairs  mais queridas, namorava há bastante tempo quando ela viajou pra ser au pair, eu via sempre ela conversando com o namorado por skype e tenho certeza que ela morria de saudades dele, consigo me por no lugar dela agora que eu tenho um namorado também, (aquele que eu fiz um escândalo por ficar 15 dias sem ver e quase morri) o quanto deve ter sido difícil para ela ficar tanto tempo longe de alguém que fazia e ainda faz parte da vida dela de forma tão intensa. Consigo me por no lugar das meninas que eu sempre via falando "vou sair do meu emprego para ser au pair", pois eu sei que eu não teria coragem de largar o meu emprego para fazer isso hoje. Consigo me identificar com quem tranca a faculdade para ir viver um ano fora, pois sei a dor que dá no coração você trancar um curso que gosta e teoricamente "perder" um ano acadêmico inteiro para ir cuidar de criança. Decidir ser au pair é uma decisão que apenas as mais corajosas tomam, e mesmo deixando tantas coisas importantes de lado, elas jamais se arrependem. O que faz eu admirar todas elas ainda mais. 

Ok, talvez eu mereça um pouquinho de crédito pelo título de au pair corajosa também, apesar de não ter vínculo algum quando embarquei, eu tinha a minha vó, que é somente a pessoa que cuidou de mim desde o meu primeiro dia de vida. Ela tinha 80 anos quando eu fui e alguns problemas de saúde, e atire a primeira pedra quem nunca foi fazer intercâmbio com medo da avó morrer. Eu tive que arriscar, e foi o maior risco que já corri na minha vida. Falei para ela que aquela seria a minha única chance de fazer isso, que se não fosse agora não seria nunca mais e eu estava certa, como vocês perceberam, se eu tivesse deixado o au pair para depois, esse depois nunca teria chego. Eu tive que deixar minha vó sem saber se ela estaria aqui quando eu voltasse, ainda bem que ela ainda está, firme e forte e com os cabelinhos brancos e longos mais bonitos e indígenas que eu já vi. VÓ EU TE AMO ! Então, me permito o título de au pair corajosa assim como as outras meninas que eu tanto admiro. 


Toda au pair é guerreira ! Toda au pair em algum momento teve que abrir mão de algo MUITO importante para poder ter o título de au pair. Nunca subestime a força de vontade de uma au pair ! Eu sei que todas somos um pouquinho assim, todas temos essa voz chatinha na nossa cabeça que fica nos instigando a ir viajar logo, a ir explorar a cidade ! IR, simplesmente ir. Somos guerreiras, corajosas, DESTEMIDAS ! Somos AU PAIRS <3 e toda au pair é guerreira. 

Quem gostou desse post e quiser conhecer mais o meu trabalho, acesse o Pensamento Livre  e curta a minha página no facebook.



4 comentários :

  1. Muito bom o texto! concordo com você, só quem já pensou em ser, é ou será Au Pair sabe exatamente o que você acabou de escrever! ;)

    ResponderExcluir
  2. Eu estou em pensando em ser au pair. Já estou nos 45 do segundo tempo, por causa da idade. O que mais penso é isso, tenho emprego aqui, vou abrir mão disso? Sinceramente, teu posto me motivou muito, porque estou longe de estar em um trabalho que eu amo, pelo menos, muito longe de como tu ama o teu (porque foi isso que eu senti quando li). E essa voz chatinha aí, tá há um tempo já, só querendo ir, viver e explorar esse mundo.
    Ainda não tô decidida, mas depois do teu texto, mais inspirada. Obrigada.

    ResponderExcluir
  3. As vezes ta vontade de desistir, mas, lendo isso só me ajudou ainda mais ter animo e força de vontade!
    Parabéns e tudo de melhor na sua vida :)

    ResponderExcluir