sexta-feira, novembro 06, 2015

Aprendendo inglês durante seu ano como Au Pair II

Quando fiz uma revisão dos meus textos no meu post de comemoração pelos meus dois anos como autora do #OBlogdas30AuPairs citei que o texto original que escrevi sobre como aprender inglês depois que você chega na Terra do Tio Sam foi escrito nas coxa e é bem verdade. Hoje, porém, resolvi me redimir haha e realmente buscar auxiliar as meninas que vem pra cá com o tão famoso "inglês tupiniquin". 

AVISO: ESTE É UM TEXTO EXPLICATIVO-EDUCATIVO, SE O ASSUNTO NÃO TE INTERESSAR, NÃO SE PREOCUPE, AMANHÃ TEM TEXTO NOVO! :D

Se você está realmente interessada em aprender uma segunda língua, seja ela qual for, a palavra chave de todos os seus dias será sempre paciência. Não se aprende nada da noite pro dia. Você levou quase um ano para começar a balbuciar palavras, não espere aprender a se comunicar com clareza com menos de, digamos, uns 3 meses imersa num país de língua estrangeira.

Outra coisa que a gente tem que parar de se crucificar é quanto ao nosso ritmo de aprendizagem e também quanto ao progresso da aprendizagem. Lembra quando sua mãe/pai falava pra você "Mas você não é fulana!" haha isso, agora, nunca foi tão verdade. Como ilustres seres humanos que somos, temos nossas peculiaridades de como aprendemos. E é justamente nisso que quero te auxiliar hoje.

Cada pessoa aprende de um jeito diferente e como você já passou da idade de alguém te "ensinar como aprender", cabe a você reconhecer a maneira como você melhor aprende. Existem, basicamente, 4 estilos de aprendizagem: Visual, Auditivo, Leitura/Escrita e Cinestésico (leia mais sobre eles aqui). Ninguém aprende 100% por apenas um desses estilos. Eu, por exemplo, sou uma aprendiz que melhor se enquadra nos estilos Leitura/Escrita e Cinestésico. Isso significa dizer que não basta, pra mim, apenas assistir uma aula sentada numa cadeira e não copiar nada que o professor diz. Tenho sempre que ouvir, tomar nota do que foi dito e, muitas vezes, criar meu próprio estilo de dizer a mesma coisa com outras palavras. Tenho sempre que ler e reproduzir ao meu próprio estilo. O ponto negativo é que sou mais lerda que as pessoas que se enquadram no estilo Visual ou Auditivo por exemplo, mas a vantagem é que, diferente delas, consigo aproveitar a maioria das aulas "padronizadas".

FAÇA O TESTE PARA SABER EM QUAIS ESTILOS VOCÊ MELHOR SE ENQUADRA:
The VARK Questionnaire: How Do I Learn Best? (em inglês)
Estilos de Aprendizagem: Descobre o teu! (em Português de Portugal, link no finalzinho da matéria)

Fiz o segundo teste e pus ao lado de cada estilo de aprendizagem minha porcentagem depois de calcular minha pontuação :D

Como fazer para melhorar meu aprendizado de uma segunda língua se me enquadrar melhor no estilo:

1. VISUAL (4%):
Se você for predominantemente um aprendiz visual, você sempre se dará melhor com tabelas, gráficos e mapas mentais. Por exemplo: para lembrar os significados do verbo to get, faça mapas ou tabelas em que você possa visualiza-los. Não se satisfaça apenas em escrever, decore seu caderno com cores diferentes, preferencialmente em padrões (padrão que segui durante meu ano de vestibular, por exemplo: preto para títulos, tópicos e subtópicos, azul para anotações, vermelho para observações, rosa/roxo/verde para qualquer informação extra e lápis/grafite para meus resumos pessoais) e não se prenda apenas ao que foi dado em sala de aula/aula particular, se conscientize que apenas ouvir não é sua praia e que seu esforço maior será sempre transformar o que foi dito em seu próprio mapa mental de entendimento.

2. AUDITIVO (22%):
Criatura, se você for um aprendiz predominantemente auditivo, você já tem mais de meio caminho andado na apreensão de uma segunda língua. Muito possivelmente você, em toda sua vida, irá aprender mais de uma língua (além da sua mater) e não fará muito esforço para tal. Ouvir músicas, assistir seriados e repetir aqueles infames áudios da aula de inglês será mais fácil que engolir água. Seu grande desafio será fixar a quantidade de informação que você ouve, pequenas anotações podem ser utilizadas, mas será muito melhor se você tiver como gravar suas próprias dúvidas e considerações para ouvir posteriormente. O aprendiz auditivo às vezes sofre com o desafio de precisar se esforçar a ter uma vida mais saudável que os demais colegas. Dormir de 7-9 horas por dia, beber bastante água, alimentar-se bem (a cada 3 ou 4 horas), exercitar-se regularmente não são apenas uma escolha de estilo de vida, são uma necessidade, principalmente porque se você não ouve, você não aprende, então, seu cérebro deve estar sempre "acordado" e descansado para processar e armazenar o que você ouviu.

3. LEITURA/ESCRITA (35%):
Aqui eu meio que consigo falar com mais experiência, porque é justamente aqui que melhor me encaixo. Nós somos aqueles ilustres estudantes que as mochilas estão sempre mais pesadas que as das outras pessoas. Precisamos de livros textos diferentes sobre os mesmos tópicos, temos dificuldade de acompanhar aquele professor "catártico" haha ou seja, aquele professor que apenas fala-e-fala sem escrever uma linha no quadro para nos dar uma frase-guia para acompanhar a aula. Temos que tomar nota não apenas do que foi posto no quadro, mas também tentar anotar todas as palavras ditas pelo professor. Estudar em casa é, digamos, 75% de nossa capacidade de fixação de um novo assunto, mas ir às aulas é bastante importante para marcar no livro texto qual o enfoque do assunto e termos um ponto de partida pra nosso estudo. Ler gramáticas, livros textos e fazer milhares de exercícios é essencial. Sim! somos mais lerdos do que a atual tecnologia e ritmo de vida exigem, mas normalmente somos nós quem preparamos os melhores livros textos ever para que todos os outros comprem e estudem haha.

4. CINESTÉSICO (39%):
Sim, gente, eu sou um ET haha Brincadeira! Aqui é realmente minha praia, sabe aquele aluno que fica balançando a perna a aula toda, não fica quieto em sala de aula e sempre escolhe a cadeira mais barulhenta para sentar (ou todas as cadeiras são barulhentas por causa dele)? Please, raise your hand e admita que eu não estou sozinha nessa! haha Apenas assistir a aula não basta! Temos que escrever o que está no quadro, escrever nossas próprias ponderações e notas particulares sobre o que foi dito, além de copiar e querer dar pitaco no que o professor disse (aquele monte de "??" nas suas notas não estão apenas no seu caderno haha estão no meu também!). Grande desvantagem: se não estamos focados na aula, qualquer movimento que te chame a atenção - a cor de uma saia que balançou com o vento do ar condicionado, por exemplo - nos fará perder uma boa parte da explicação e, por isso, ser aluno do fundão não é nossa melhor opção. Nossa maior vantagem é que conseguimos ser multitasking com grande facilidade: ouvimos, anotamos, damos nossos pitacos, conseguimos fazer perguntas pertinentes e ainda participamos da conversa com os colegas haha. Tudo isso enquanto nosso pezinho nervoso irrita todos os colegar ao redor haha.

Se você acompanhou a porcentagem percebeu que não me encaixo unicamente em um estilo. Nenhum de nós se encaixa! Somos, sim, aprendizes predominante de um ou outro estilo e tomar conhecimento de como aprendemos nos direciona imediatamente a qual tipo de curso, intercâmbio, escola de línguas, professores particulares ou quais self-learning programs devemos procurar. Por não aprendermos de apenas uma maneira, o melhor que fazemos é tirarmos proveito dos nossos pontos fortes e, independente de qual seja seu estilo, lembre-se: as palavras de ordem são paciência, persistência e comprometimento.

#SucessoPraNós


---
Quer ler mais sobre mim? Acesse:
Gabriella Lado B (tem perguntas pessoais? pergunte aqui! :*)

Siga-me: @gabriellassa
Tumblr: @gabriellassa

2 comentários:

  1. Nossa!!!! que texto MARAVILHOSO!! Gabi( olha a intimidade srrs) muito obrigada por essas dicas, super amei.... veio em boa hora srsr ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata pela visita, Giselle!
      E pode chamar de Gabi mesmo ;)
      Precisando de mais dicas, chega mais e manda suas dúvidas.

      #SucessoPraNós

      Excluir