terça-feira, novembro 17, 2015

E quando a vida de au pair acaba?



Vida de au pair não é fácil. Raríssimos são os casos onde a pessoa decide e dali dois meses já está lá vivendo ryka e poderosa com a host family maravilhosa gastando rios de dinheiros internacionais e viajando o mundo. A maioria tem que ralar muito até conseguir. São meses de preparo psicológico, estudando a língua, ganhando experiência, juntando a documentação, esperando ficar online, esperando família, esperando match, rezando por visto... Enfim... A montanha russa de emoções não é fácil! 
E mesmo assim, com toda essa dedicação e preparo, é muito difícil encontrar alguém que realmente estivesse pronto pro fim. O fim da experiência de au pair é algo que a gente quase não discute... O que acontece depois? Existe ex au pair? Como sair desse mundo que te sugou de corpo alma e coração e que antes que você pudesse perceber estava tomando conta de todos os aspectos da sua vida? O que acontece depois do fim? 
Tem au pair que casa e nunca mais volta. Tem au pair que muda o visto e vira nanny. Tem au pair que vai embora fugida e nunca mais olha pra trás e não quer nem ouvir falar nisso de novo. Tem au pair que vai embora contrariada e passa eternidades se lamentando e sentindo saudades. E tem au pair que segue com a vida. 
Ahn? Au pair que segue com a vida? Que bicho é esse? Onde vivem? Do que se alimentam? 
Depois do meu primeiro ano como au pair foi muito difícil voltar pra casa. Eu não queria. Não via motivo e razão pra isso. Não tinha plano nenhum pra depois. Então fui ser au pair de novo. O que pra mim funcionou maravilhosamente bem. Foi o tempo que eu precisava pra me desapegar de todas aquelas idéias e memórias e planejar o que eu realmente queria pra minha vida. 
Não são poucas as au pairs que eu conheço que ficaram presas naquela vida perfeita. Tem muitas que eu nem sei se um dia irão superar. Vivem em função de reviver os bons momentos que tiveram enquanto moravam fora. Mas uma hora é preciso seguir em frente. Traçar novas metas e objetivos, fazer novos planos. Já dizia minha vó que quem vive de passado é museu! 
Não vou dizer que estou 100% resolvida na vida living the dream sem nenhum problema na cabeça. Mas hoje eu consegui uma clareza muito maior em relação ao que eu quero pro meu futuro que eu não tinha quando voltei pra casa em 2014. Finalmente tomei algumas atitudes pra mudar minha vida e me mover em direção ao que eu queria verdadeiramente e aqui estou, me tornando uma adulta de verdade. 
Não estou criticando ninguém, eu sei na pele como é sentir tanta falta de uma vida que se viveu que parece que nada será capaz de se igualar aquilo nunca. O que eu to dizendo é que, se a gente se permitir, se abrir e olhar verdadeiramente pro futuro também conseguiremos ver um milhão de outras oportunidades que não são necessariamente ligadas a viver vida de host family pra sempre. Todas nós podemos ter nossas próprias vidas independente de onde estivermos. 
Pra mim foi necessário atravessar meio mundo pra perceber isso? Foi. Pra você pode ser que seja necessário muito mais. O importante é saber que existe sim vida pós au pair e que aquele não foi o único e melhor momento maravilhoso da sua vida! 
Até o mês que vem, com muita paz e amor e retrospectiva 2015 pra vocês! haha 

Um comentário :