sábado, novembro 07, 2015

Estender com a mesma Host Family?

Há alguns meses, o fantasma da extensão vinha me assombrando. Estender ou não estender? Ok, vou estender. 6 meses, 9 meses ou 12 meses? Já que é pra ficar, bora encarar mais um ano. Mesma host family ou não? E foi aí que a resposta não veio tão depressa como nos questionamentos anteriores. Eu precisava de uma estratégia que me ajudasse a decidir o que fazer. Então eu dividi essa decisão em quatro passos: 

  1. Definir meus objetivos para o segundo ano e depois que o programa acabar;
  2. Listar pontos positivos e negativos;
  3. Prestar atenção nas host families das pessoas que eu conheço e me questionar: eu gostaria de ter essa host family?;
  4. Conversar com os hosts e pedir um feedback (coisas boas e ruins) sobre o meu trabalho desde que cheguei aqui.
1 - Meus objetivos para o segundo ano e minha vida depois do programa de Au Pair

Eu decidi que quero tentar ficar aqui para estudar depois do término do programa. Pra isso, preciso guardar cada centavo do meu salário de Au Poor. Eu gastei quase todo meu dinheiro em viagens. Então, ficando onde estou (e sem mais tantas opções de lugares pra ir na região), não ficarei tão tentado a viajar e, consequentemente, guardarei mais dindin. Se eu fosse pra West Coast -- que era meu objetivo, caso eu quisesse voltar pro BR depois do segundo ano -- ia querer viajar bastante, conhecer tudo por lá e acabar zerado como no primeiro ano. 

(Se você tem certeza de que voltar para o Brasil depois do Au Pair é o que 'cê quer, não pense duas vezes em arriscar ter uma nova experiência e explorar um novo lugar no segundo ano. Mesmo se a família não for tão boa, vai valer a pena. E outra, rematch tá aí caso não dê certo. Vá sem medo!)


2 - Listar pontos positivos e negativos


3 - Prestar atenção nas host families das pessoas que eu conheço e me questionar: eu gostaria de ter essa host family?

Sinceramente, eu nunca tive essa vontade. E eu não acho que minha host family é melhor do que as outras ou a melhor de todas. Acredito muito no conceito de match. Eu tive, sim, meu match perfeito. Isso não quer dizer que a família é perfeita. Talvez minha host family não seja a host family que você gostaria de ter...

4 - Conversar com os hosts e pedir um feedback (coisas boas e ruins) sobre o meu trabalho desde que cheguei aqui

Eu comecei o papo  dando aquela brincada. Cheguei pro meu host e disse: "Precisamos conversar". Ele fez uma cara de assustado e eu falei em seguida: "Quero rematch". Mas ele não caiu e disse, rindo: "No, you don't". Hahaha!
Aí eu falei que queria um feedback e ele começou a pensar, pensar e pensar... E disse que não tinha coisas ruins pra falar (YAY!), que ele só gostaria que eu ficasse mais a vontade pra levar ozamigue em casa. Disse, depois, umas coisas que ele achava bacana em mim e que eram importantes pra eles. Acabou que ambas as partes queriam estender =)

A DECISÃO

Well, não foi uma decisão fácil. Tem dias que eu penso: "Eu fiz bosta! Deveria ter escolhido voltar pro Brasil/Deveria ter escolhido estender por 6 meses/Deveria ter escolhido estender com outra família". Outros dias penso que foi a melhor decisão da minha vida e que eu amo esse lugar... É aquela bipolaridade auperiana que a gente sempre vai ter.

Eu espero ter ajudado vocês pelo menos um tiquinho. Se alguém quiser conversar mais sobre, me mande um email ou me chame inbox que a gente bate um papo.

Bjssss




0 comentários :

Postar um comentário