sábado, dezembro 05, 2015

Como é ser aupair de uma família com single father?



Olá!!! Meu nome é Talitha e hoje é meu primeiro post por aqui, estou muito feliz de poder compartilhar minhas experiências como aupair na Suécia com vocês, nesse blog que um dia tanto me ajudou e ainda ajuda! Espero de coração poder proporcionar o mesmo!
Vou contar para vocês um pouco de como tem sido a minha experiência de 8 meses em uma HF com single father aqui.
Primeiro, uma coisa que acho super legal aqui é a questão de como eles respeitam e pregam a igualdade entre os sexos, aqui pai e mãe fazem os mesmos trabalhos, com igualdade de salário e não seria diferente em casa, os homens também aprendem desde criança a cozinhar, a cuidar de casa, realidade ainda um pouco diferente do Brasil haha. É super comum ver single father por aqui, então não se assuste ser ver essa situação também nas agências e sites de aupair.


A primeira vista confesso que fiquei com o pé atrás por ser um single father, mas como foi através de uma agência super bem recomendada e eu tive a oportunidade de fazer a entrevista pessoalmente (pois eu tive um rematch, portanto já estava aqui) foi super tranquilo, fui acompanhada, e de primeira já adorei meu host father, super simpático, alegre, respeitoso e pai de duas lindas meninas.
Existem os prós e contras de ser aupair em uma HF com single father, aqui vão alguns no meu ponto de vista de acordo com a minha experiência:

- Prós: Você fica no comando! E eu adoro não ter uma pessoa dando “pitaco” no meu trabalho. Decide o jantar, tem mais autoridade com as crianças, pois tudo que ele quer é alguém que o ajude e que supra um pouco da ausência da mãe nas atividades diárias.

- Contras: A carga é mais pesada! Tenho que confessar que o fato de não ter uma mãe em casa acaba sobrando para a aupair as vezes. As kids começam a exigir coisas de você que deveriam exigir da mãe, e você não é a mãe, é apenas a aupair, portanto devemos ficar atentas e impor limites, é difícil as vezes porque você se apega com as kids, o meu instinto materno fala mais alto as vezes, mas com o tempo tenho aprendido a colocar esses limites de uma forma bem legal sem magoar as kids J
Bom, esses são os pontos que tenho aprendido até agora na minha experiência.
Espero ter clareado as ideias para futuras ou já aupairs na mesma situação, qualquer dúvida comentem! Beijos! Vi ses snart!



Nenhum comentário:

Postar um comentário