domingo, janeiro 03, 2016

Ser Au Pair é: DIZER ADEUS

Olá pessoas, meu nome é Larissa, tenho 24 anos e sou de São Paulo. Estou, atualmente, no meu décimo primeiro mês como Au Pair e moro em Orange County (sim, onde foi gravado o seriado OC), no sul da Califórnia. Já devidamente apresentados a minha pessoa, vamos direto ao assunto: ADEUS!
A “vida de Au Pair” é um eterno adeus, pelo menos na minha opinião, vamos ver se vocês não concordam comigo. 
O primeiro adeus é aquele que você está loucamente procurando um caminho para dá-lo, pois eu não sei você, mas 99% dos/das Au Pairs que eu conheço, se jogaram nessa aventura a fim de “se despedir” de assuntos intrigantes, ex-namorados, família problemática, cobranças, rotina e por aí vai. Ou seja, queremos algo novo e tcharam, BORA SER AU PAIR!
Até aí o adeus é algo que procuramos, queremos e desejamos muito, daí em diante a coisa fica mais complicada. Ok, tive meu match e a data de embarque já é certa, vamos fazer o que agora? NOS DESPEDIR, CLARO. E lá vamos nós ver e rever todos os amigos, colegas e parentes. Sair abraçando e dizendo adeus para todos como se não houvesse amanhã.
Um adeus aqui, outro ali, algumas lágrimas, muito sonhos, mais um adeus, vamos para o aeroporto, nossa, mas já? Já, já era, já foi. Mais alguns abraços, outro adeus, tchau mãe, tchau pai, adeus Brasil! #Partiu
Daí você conhece um monte de gente legal no treinamento e em quatro dias diz ADEUS.
E então se apaixona por New York mas logo após três horas de tour você diz ADEUS.
Daí você faz uma amizade incrível com aquela Au Pair espanhola que mora minutos distante de você, só que ela entra em rematch, se muda e você diz ADEUS.
Daí aquela sua outra amiga Au Pair, a francesa, decide que o programa não é para ela e volta para casa com apenas 6 meses completos, e você é obrigada a dizer ADEUS.
E quando se tem um rematch e se tem que dizer ADEUS para a sua vida recomeçar uma outra?
Daí você organiza uma viagem com uma Au Pair totalmente desconhecida através do grupão, ela é incrivelmente parecida com você, mas assim que a viagem termina você diz ADEUS.
E por falar em viagens, todas são uma despedida. Você conhece a Golden Gate Bridge e diz ADEUS, conhece o Grand Canyon e diz ADEUS, o letreiro de Hollywood, o Mickey Mouse, o Space Needle, Chicago, San Diego, Hawaii… Tudo ficou para trás, foi preciso dizer ADEUS.
Você vai ao show da sua banda ou cantor favorito e depois de duas horas cantando loucamente diz ADEUS.
Você conhece aquele boy dos seus sonhos, mas daí tudo vira um pesadelo e você é obrigado a dizer ADEUS.
Tem o ADEUS da extensão com uma hostfamily diferente da sua que, apesar de ter sido sua escolha, é um dos mais difíceis.
E aqueles vários ADEUS que você acabou distribuindo porque as coisas tomaram rumos diferentes? A amiga Au Pair da Alemanha que se mudou, a brasileira que do nada sumiu, a africana que decidiu andar com outras africanas ou até mesmo a polonesa que arranjou um namorado e agora só pensa no GC. Vários ADEUS que nem se teve tempo de dizer.
E quando algum parente ou amigo vem te visitar, pois é, esse é o pior ADEUS de todos (principalmente se a sua mãe ou namorado for uma das visitas), mas é preciso dizê-lo.
E se você decidir passar as férias no Brasil então? Daí volta lá naquele primeiro ADEUS e repita-o, com um tiquinho a mais de aperto no coração.
Diz-se ADEUS para o dinheiro suado recebido no final da semana antes mesmo que ele tenha tempo de cair na sua conta.
E aquele corpinho esbelto que você tinha antes de chegar, ADEUS!
E daí você tem que ir embora da sua hostfamily, e nesse momento você vai se recordar de todos os ADEUS que foram distribuídos desde lá no comecinho dessa jornada e vai ter que dizer mais alguns: os amigos que você ainda mantêm, aquele quarto que você chamou de casa por certo tempo, aquelas crianças que muitas vezes você desejou que sumissem da sua frente, aquela família que de perfeita não tem nada mas que fez seu ano acontecer, a casa, o carro, a vizinhança, o clima, o idioma, o seu restaurante e loja preferidos, a cidade, o estado, o país e a história, essa história cheia de ADEUS mais repleta de sonhos, realizações, vitórias e momentos que estarão sempre gravados na sua memória.

E é isso, FELIZ 2016, e ADEUS!


Meu blog pessoal (sobre Au Pair também): All About the Au Pair Program
Snapchat: laristf
Instagram: @laristf9
Twitter: laristf

Um comentário:

  1. Mas é melhor dizer tantos adeus pra coisas que vivenciou e viu do que não vivenciar nada e nunca dizer nenhum "olá", não?! c:

    ResponderExcluir