segunda-feira, fevereiro 22, 2016

Como era meu schedule cuidando de 4 kids?

Quando resolvi ser au pair em maio de 2011 eu mal sabia o que me esperava, mal sabia que em setembro do mesmo ano estaria chegando na casa de uma família com 4 crianças. Uma bebê de seis meses, um menino de 2 anos, um de 5 e outro de 7. Ufa ! Apesar de não ser fácil, meu schedule era favorável no início, fiquei cinco meses com essa família e infelizmente não deu certo e fui para outra, mas isso é assunto para outro post. 




Bom, meu dia começava cedo, levantava as 7:00 e começava a cuidar das kids as 07:30. Minha função da manhã era dar café para todos e vesti-los para sair. Tudo acontecia muito rápido, as 08:00 o ônibus escolar do menino de 7 anos passava para buscá-lo , então a partir daí eu ficava só com as outras 3 kids. Depois, mais ou menos umas 9 da manhã eu saía com os outros 3 para levar o menino de 5 anos para a escolinha, íamos de carro então era um dos momentos caóticos do dia, fazer com que todos entrassem no carro sem perder roupinhas e sapatos e convencê-los a colaborar hahaha.  Depois disso eu ficava apenas com o menino de 2 e com a bebê em casa, até umas 11:30 mais ou menos, que era o horário de ir buscar o menino de 5 anos na escola. Nessas duas horas que eu ficava apenas com duas kids, dava tempo de fazer a laundry deles, dar um clean no quarto e deixar tudo meio no esquema para almoçarmos as 12 horas. Alguns dias da semana, nem voltavamos pra casa, eu, a bebê e o menino de 2 anos ficavamos na escolinha do menino de 5 anos para a aula de música e depois íamos para a biblioteca, book store ou algum playdate (essas saídas de duas horinhas foram um dos motivos do meu rematch, afinal não é fácil ficar na rua com duas crianças pequenas, elas nem gostavam e era imensamente desconfortável para todos). O menino de 5 anos saía da aula umas 11:30, então nós 3 (eu, baby e menino de 2) voltávamos para a escola pra buscar ele. Tinham dias em que buscavamos ele e da escola íamos direto para a aula de lacrosse que ficava na puta que pariu e tínhamos que almoçar lá mesmo, aliás,  ninguém conseguia almoçar direito, a bebê ficava estressada e o menino de 2 anos ficava fugindo e eu não conseguia dar a atenção para o menino de 5 que estava na quadra jogando e queria mostrar suas jogadas pra mim, tadinho, ele era muito legal, gostaria realmente de poder dar mais atenção para cada um deles em especial mas era impossível. Depois disso íamos para casa, finalmente ! Então era mais tranquilo, em casa eu conseguia organizar melhor as atividades de cada um deles e a bebê ficava bem mais a vontade também. O menino de 2 anos tinha que tirar uma soneca todos os dias de tarde, mas as vezes sei lá, ele achava mais interessante tirar todas as roupas do cabide e tacar todos os livros no chão do quarto hahahah tudo isso enquanto eu achava que ele estava dormindo, pois quando eu saia do quarto ele estava mesmo.  Às 2:45 o ônibus do menino de 7 anos chegava e eu tinha que esperá-lo na porta. Depois disso eu dava um lanchinho para eles e poderia deixar eles assistirem TV até a mãe chegar. Ela chegava as 3 da tarde mais ou menos e deixava eles assistirem tv enquanto ela estava em casa e ia pra cozinha preparar o jantar. 
Quando a mãe chegava em casa eu já ficava off, e era o momento mais esperado do dia, mas raramente eu estava disposta pra fazer qualquer outra coisa que não fosse dormir até umas cinco da tarde, cuidar de tantas kids era exaustivo, pelo menos no início eu não tinha energia pra fazer mais nada, depois fui acostumando.
Em resumo é isso, meu trabalho era das 07:30 até as 03:30, o que dava 8 horas por dia ou 40 horas semanais. Como eu poderia trabalhar até 45 horas por semana, minha host family me colocava em alguns dias de noite por duas horas ou sábado de manhã por algumas horas também, o que era ridículo pois os pais ficavam em casa nesse dia. Sempre achei esquisito, pois penso que quando eu tiver meus filhos, vou querer passar meu tempo livre com eles e não deixá-los mais algumas horas com a babá.

Depois que eu acostumei com esse schedule, o dia passava bem rápido, essa era uma vantagem, pois ficar off as 3 da tarde significava que eu teria metade da tarde e toda a noite livre nos dias da semana. Já tinha até me programado pra começar algum curso neste horário, mas minha host family dificultou isso ao máximo pra mim, eu não poderia estudar de tarde e nem de noite pois a host mom (aliás, só a host mom tinha voz na casa, o pai nunca falava sobre nada comigo) dizia que queria me ter disponível caso precisasse e se eu me comprometesse a estudar em dia de semana isso não iria acontecer, ela dizia ainda que a disponibilidade era um dos maiores atrativos de se ter uma au pair e ela não poderia perder isso. 

Resumo da ópera, cheguei em setembro de 2011 e fui embora em fevereiro de 2012. No próximo post contarei sobre meu schedule na segunda host family, com quem fiquei até o final de 2012 e tive um resto de ano maravilhoso.

Quem gostou desse post e quiser conhecer mais o meu trabalho, acesse o Pensamento Livre  e curta a minha página no facebook.


0 comentários :

Postar um comentário