terça-feira, fevereiro 02, 2016

Tradições Suecas - Parte I



Lá se foram 11 meses em Estocolmo, nesse meio tempo consegui aproveitar muito e participar das principais festas e comemorações suecas. 

Eu cheguei no final de fevereiro, segundo dia em Estocolmo e minha host me levou para um "fika" e eu experimentei minha primeira iguaria sueca, a Semla. Só depois eu fui descobrir o quanto isso é importante, e que é a Semla (Fettisdagen), que inicia as comemorações da Páscoa na Suécia. 

Na quinta-feira santa, as crianças se fantasiam de bruxas, não como a figura má, de chapéu pontudo e verruga no nariz, mas sim como mulheres idosas, e vão pedir doces de porta em porta. Aliás, é difícil encontrar coelhos de páscoa por aqui, as bruxas de Páscoa (Påskkarring), são muito mais importantes.

Diz-se que, há muito tempo atrás, os suecos achavam que as bruxas voavam, em suas vassouras, na noite anterior à sexta-feira da Paixão, em direção a Blå Kullen (Montanha azul).

Uma tradição muito sueca, hoje, é de algumas pessoas decorarem suas casas com gravetos que têm penas de galinha colorida na ponta (påskris). Aqui até tem ovo de páscoa mas não é o nosso tão amado ovo de chocolate, são umas caixinhas em formato de ovos, que vem recheadas com balas e bombons.


A sexta-feira santa (Långfredag) é feriado aqui na Suécia também e normalmente é um dia muito calmo, quando algumas pessoas pintam ovos e escrevem cartas e cartões de páscoa. Quase todas lojas abrem, mas fecham mais cedo, às 16 horas.

É no sábado que a maior celebração acontece, no jantar é servido o "“smörgåsbord”" um conjunto de aperitivos frios e quentes e bebidas, muita bebida sempre. A casa é enfeitada com galinhazinhas e bruxinhas, nessa noite também escondem os ovos para as crianças procurarem, e os adultos bebem café e comem bolo de páscoa.



O domingo de páscoa é mais um dia de "ressaca", onde as crianças pequenas procuram os ovos, os suecos comem o que sobrou do jantar, bem tranquilo, e na segunda-feira é feriado também, conhecido como o segundo dia de páscoa, dia para descansar e se preparar para voltar a rotina.

Para celebrar o inicio da primavera, temos a Valborgsmässoafton, a “Noite de Celebração de Valborg”, no dia 30 de abril. Uma noite onde acendem fogueiras, dançam e bebem, bebem muito. 

Antigamente os vikings se reuniam para celebrar o fim do inverno, hoje não é muito diferente, apesar de não ser feriado, é um dia incrivel, as pessoas estão realmente felizes com a chegada da primavera, todos vão para a rua, se reúnem, bebem e dançam.



Em Estocolmo, a festa tipica acontece no Skansen, o maior museu ao céu aberto do mundo, que celebra essa festa desde 1895. As pessoas começam a chegar bem cedo, no começo da tarde, muitas levam cestinhas de picnic e sentam à sombra das árvores e acompanham os festejos. 

Nos dias atuais, 30 de Abril é também um dia de celebração nacional, pois é aniversario do rei da Suécia, as bandeiras são levantadas em toda a Suécia para celebrar.

E por falar em bandeira, o dia 06 de Junho é o dia da Bandeira e o dia Nacional da Suécia. Por muito tempo a Suécia era um dos poucos paises no mundo que não celebrava um dia nacional, foi só a partir de 1983.

Escolheram essa data por ser o dia em que Gustav Vasa se tornou o rei da Suécia, em 1523 e também por ser o dia em que foi promulgada a Constituição de 1809 e o "Instrumento de Governo" em 1974.



Suecos são muito patriotas, é possivel encontrar bandeiras em praticamente todas as casas o ano todo, mas é no dia nacional da bandeira que a cidade é tomada por uma onda azul e amarela, é lindo demais.

Para não ficar muito longo, hoje eu paro por aqui, em breve conto mais sobre as festas e tradições suecas, espero que vocês tenham gostado.

Vi ses!






0 comentários :

Postar um comentário