E eu escolho a opção...

Olaaaa gente! Tudo certo por ai? Por aqui tanta coisa aconteceu, que ao invés de contar minhas confusões, hoje eu preferi falar sobre dois tipos de futuro de au pair que você pode ter, baseada é claro nas minhas experiências sejam vividas, vistas ou ouvidas, então se você esta pensando em ser au pair, da uma lida aqui.


Eu ja contei aqui que tive duas experiências de au pair, uma na Holanda e outra na Austria, só não contei o quão diferente as duas foram. Eu sempre soube - até porque eu tinha muitas amigas au pairs na Holanda - que as famílias exigem coisas diferentes das au pairs, mas eu nunca dei muita bola, porém com a minha segunda experiência eu pude comprovar o que sempre vi. O que eu concluo é que não existem famílias erradas ou au pairs erradas, existe match errado, então se você não quer um rematch ou ate quem sabe voltar para o Brasil antes do tempo, se liga no meu post e pense muito bem antes de aceitar um match, lembre-se: você não deve ser só "a escolhida", você deve escolher também.

Você vai se deparar com host families que vão te dar toda a responsabilidade da casa, host mom que vai dizer que você é mais mãe das kids do que ela mesma, que vai dizer que você é a boss e as crianças precisam da sua permissão (mesmo que ela esteja em casa), você vai ser livre para fazer o que quiser, vestir o que quiser nas kids, sair e voltar a hora que quiser, comer onde quiser e dar o que quiser paras as crianças (com responsabilidade é claro), vai ter autoridade para mandar e desmandar, para colocar de castigo e agradar. E terão famílias que não te darão toda essa liberdade, que vão te pedir para rolar no chão se as kids assim quiserem ou mandarem. Talvez você possa escolher as roupas e até sair vez ou outra para playdate, mas talvez a host mom vá junto, só para garantir e mesmo que você seja a responsável pela kid naquela hora, ela vai passar por cima da sua ordem.

Algumas famílias te passarão um cardápio com o que querem que você cozinhe, as vezes ate deixarão a receita, farão a compra e tudo mais, e outras que te deixarão dinheiro e te pedirão para ir ao supermarket e comprar whatever you want e cozinhar whatever you want.

As vezes você vai ficar até as 19:00 na cozinha, afinal a conversa com os hosts depois do jantar foi longa e divertida e como eles são tão legais e você se sente bem em fazer isso você acabou até limpando a cozinha mesmo isso não sendo a sua obrigação, mas pode ser também que o aposto aconteça, que você vá para o quarto as 17:00 afinal você não come com a família e vocês só conversam o básico quando necessário.

Talvez você tenha que adicionar na sua agenda um programa no fim de semana com os hosts - during your free time - eles são super legais, vocês são super família, eles adorariam te mostrar algo da cultura deles e você gosta de passar tempo com eles, mas talvez você tenha que marcar uma viagem ao país vizinho, visitar uma amiga, ou se virar porque eles vão viajar ou sair e sabe como é né? Você não faz parte do pacote (obs: é claro que a família não vai te levar em todas as viagem e você não vai passar todos os fins de semana com eles).

Eu sou a louca que prefere ser parte da família, que ficava praticamente todos os dias ate sete e pouco da noite com os hosts, aquela que o host dad colocou dentro da bakfiets e levou dar um rolê na cidade, a que ia tomar sorvete com a host family inteira depois do jantar e depois ainda dava umas voltas na vila, a que era super zuada pelo host dad por causa dos boys, a que chegava em casa super triste e ia chorar no colo da host mom, a que chegava meio torta em casa as 8 da manhã e tomava cafe com o host que estava fazendo mamadeira para a baby, a que morre de saudade de tudo isso e ainda os visita sempre que pode e ama as conversas, o carinho e o respeito que ainda existe.

Porém, tem gente que não é tão crazy como eu e gosta da sua privacidade, que prefere separar tudo e que quase nunca passa tempo com a host family assim como tem host family que prefere desse jeito ou pior trata a/o au pair como empregada(o). Assim como tem gente que não se enquadra nessa, tem gente que adora e que jamais aceitaria um au pair job como o meu. Isso depende de você e só de você, mas o meu conselho e talvez o melhor que eu possa te dar é: nem que você esteja esperando por 1 ano uma família e finalmente surgiu uma, te escolheu, te deu o match, mas ela não é beeem assim o seu perifl, darling, não aceite, você pode se arrepender assim que botar os pés na sua futura casa. 

É isso ae galera, pensem bem, reflitam e não aceitem tudo que te impuserem, afinal esse acima de tudo deve ser o ano da sua vida. Espero vocês mês que vem, dia 11! Beijos


Meu blog
Facebook
Instagram
camihfeer@gmail.com

Comentários

  1. Camila,
    Adorei seu post e sou "crazy" igual você, no sentido que gostar de ser parte da família.
    Espero ler mais post seus e boa sorte nessa montanha-russa que é ser au pair =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mandy! Que bom que nao sou a unica louca no mundo haha

      Excluir
  2. Faço parte dessa linha crazy haha, teria alguma dica pra quem busca uma família assim, que te deixe fazer parte da família digamos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha so que coisa boa, nao estou sozinha nessa! haha Como eu ja comentei em outros posts por aqui eu acho que existe um feeling quando voce encontra a familia certa, esse e o principal, mas alem disso na hora da busca existem algumas coisas que possivelmente ajudem a achar uma familia assim. Por exemplo se eles escrevem no perfil muito sobre suas obrigacoes e pouco sobre o que tem a oferecer isso ja diz muito o tipo de familia que eles sao. Eu ja li varios perfils fofos no APW em que a familia parece ser muito gente boa. Boa sorte!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os 3 casos mais assustadores do mundo Au Pair

Gírias + Expressões = Você precisa conhecer!

Mais 11 tipos de au pair: esses são os amigos que você terá!