quinta-feira, março 03, 2016

Não tive "feeling", mas me dei muito bem!

Pois é meus amigos, eu não tive "feeling" na hora do match e tive/estou tendo a melhor experiência da minha vida. Mais que não ter o tal do feeling, eu vim com os dois pés atrás com a minha família, porque ouvi poucas e boas sobre eles, dá para acreditar? Sim, as Au Pairs anteriores a mim tiveram uma não boa experiência com a minha hostfamily, e a louca aqui mergulhou mesmo assim. Mas vamos começar lá no comecinho, antes mesmo desse match...
Para variar um pouco, eu tive uma família no perfil antes da minha atual e ME APAIXONEI. Enfim, meu feeling ficou ali com aquela família de NY, nada e nem ninguém traria ele de volta. Então a minha atual hostfamily entrou no meu perfil, e como toda Au Pair prevenida, fui buscar pelas referências deles.

Fato é que não vem ao caso o que as duas meninas anteriores a mim falaram ou deixaram de falar, inclusive, hoje tenho certeza que TUDO, cada mínimo detalhe, que elas comentaram comigo ou até mesmo desabafaram, só serviu para que eu estivesse preparada e não deixasse que acontecesse comigo também, sendo assim, elas foram dois anjos para essa minha experiência.
O que vale dizer é que, sim, eu vim pra cá e não tinha noção do porquê, sei lá, falei sim pro match, talvez porque já estivesse online há alguns meses e quisesse vir logo, talvez porque a mão de Deus me empurrou pra isso, só sei que, até mesmo nos meus primeiros meses, ainda tinha os pés todos atrás... Mesmo.
Acredito que o fato de eu ter me dado bem nisso tudo deu-se por conta de diversos fatores, eu ter vindo preparada para o pior, ter tido altas dicas e conselhos, eu ter uma personalidade diferente da das outras meninas, a minha hostfamily ter mudado devido as experiências anterior, não sei, sei que a minha experiência aqui está para completar 1 anos e 2 meses e eu não tenho nada do que reclamar, eles são incríveis para mim!
Justos, flexíveis, atenciosos, cuidadosos, queridos. Me tratam muito bem, ao mesmo tempo em que me deixam ter o meu tempo. Preocupados. Deixaram a minha mãe ficar hospedada aqui, sempre me dão um dia off aqui ou ali para eu aproveitar mais uma viagem, pude escolher minhas férias, sempre me convidam pro jantar, me mimam com presentes incríveis, sempre agradecem meu esforço e reconhecem meu trabalho, até no meu aniversário, quando achei que ia ter a pior homesick do mundo, me senti a mais querida de todas. Isso sem contar que tenho o carro pra mim, ponho o que quiser na lista do mercado e outras coisinhas dessas, que só quem não tem sabe como é ter.
Mas esse post não é para falar da minha experiência, e sim para dizer a vocês que NEM SEMPRE o feeling é tudo na vida de um match. As vezes depende de nós, as vezes não, nunca saberemos. Só sei que o meu feeling está lá em NY passando frio nesse momento, e que eu estou aqui, vivendo a melhor experiência da minha vida, e sem frio!



Meu blog pessoal (sobre Au Pair também): All About the Au Pair Program
Snapchat: laristf
Instagram: @laristf9
Twitter: laristf

2 comentários:

  1. Olá, mas por que você deixou a family de NY?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniele, obrigada pelo comentário e por acompanhar o blog!
      Eu não deixei a família de NY não, na verdade o match com eles não rolou porque eles queriam alguém fluente em espanhol para ajudar a ensinar as crianças. Mas eu amei muito eles e acho que todo aquele "feeling" que costumam comentar que a gente sente ficou pra eles, e não para a hostfamily que estou agora...
      Beijinhos

      Excluir