quarta-feira, maio 18, 2016

Primavera/Verão X Outono/Inverno na Suécia


Quando imaginei a vida na Suécia baseada no que eu ouvia falar, pensava que praticamente tudo era perfeito já que se trata de um país de primeiro mundo, que busca a igualdade entre as pessoas, boa economia etc...

Comecei meu contrato de au pair em Julho de 2015 e chegando aqui, a impressão que tive é de que é isso mesmo, a Suécia é praticamente o país perfeito. As pessoas são educadas, a infraestrutura é exemplar, tinham flores pra todo lado, sol e gente feliz. Acontece que eu tinha chegado no verão (que não dura muito tempo por aqui) e conforme o tempo foi passando, pude presenciar a outra face da Suécia: o inverno ( tava bom demais pra ser verdade né).

Então acho válido mencionar as coisas chatas de se morar na Suécia caso você esteja pensando nessa possibilidade. O inverno sueco faz o país parecer outro lugar e você precisa se adaptar à nova realidade bem rápido pra não ficar deprê. As temperaturas são mais baixas do que na maioria dos países europeus e eu, carioca e leiga no quesito frio, achava que a única coisa que incomoda no inverno é frio em si. Porém as baixas temperaturas trazem algumas consequências como o ressecamento da pele, que faz seu rosto descascar, o nariz sangrar e os pés ficam horríveis. Nessa estação você precisa passar muito hidratante no corpo inteiro para não deixar o ressecamento virar ferimento. =S

O frio também mexe bastante com o seu humor, é uma época em que todos ficam mais em casa e quando se sai é para outro ambiente fechado e depois de alguns meses isso vai te deixando triste, ainda mais se for acostumado a sair (como eu). Precisei aprender a gostar de fazer mais coisas em casa e Netflix virou meu melhor amigo.

Além do frio, no inverno a Suécia perde bastante horas de luz do Sol, que nasce por volta das 8:00 e se põe +- 15:00 e isso é mais um fator que te desanima no dia a dia. A falta de vitamina D do Sol te faz se sentir extremamente cansado o tempo inteiro e aqui muitas pessoas tomam vitaminas em cápsulas pra conseguir lidar com essa exaustão.




Passando a fase fria e escura( por volta de 8 meses), o país começa a se renovar e você percebe isso diariamente. A primavera é uma estação linda e quando eu comecei a ver as folhas e flores voltando tive a sensação de “sobrevivi”. Nesse momento acho que fui esquecendo a fase ruim pois em Estocolmo há tantos parques e lugares ótimos para se passar o dia, as pessoas voltam a parecer felizes e a sensação é de que todos estão na mesma vibe de “finalmente a escuridão acabou, vamos aproveitar!”




Em geral, acredito que passar um ano na Suécia é uma experiência que vale muito a pena. Você aprende muito sobre a cultura de um país bem diferente do nosso Brasil tropical e consequentemente sobre você mesmo, pois como você necessariamente vai se adaptar a nova realidade, vai descobrir um outro lado de si mesmo que não conhecia antes. E você, já pensou em ser au pair na Suécia?

Beijos, até a próxima!
Mayara.

Instagram: @barcellosmay

Um comentário :

  1. Mayara, adorei o post!!!
    Como é ai, em relação ao idioma? Dá pra se virar bem com o inglês?
    Você ta aprendendo sueco?

    ResponderExcluir