sábado, maio 14, 2016

Roteiros Americanos fora do clichê #4 - Florida Keys!

Oi gente, tudo bem?

Hoje não é realmente meu dia, mas a Camila vai casar e vamos dar uma folga para ela curtir os últimos momentos dela como uma mulher solteira! Desejo de coração muitas felicidades aos pombinhos!

Eu criei uma série que de lugares que muitas Au Pairs não colocam em suas listas de viagem, e eu como viajante, gostaria que se for possível, dar uma chance para esses roteiros!

O primeiro post foi: Myrtle Beach, SC
O segundo foi: Camping
E o terceiro foi : Niagara Falls.

Agora vamos falar do lugar mais lindo que eu já conheci na minha vida: Flórida Keys!


Eu já viajei pelo Caribe (Bahamas, Cayman Island, Jamaica, Grand Turk e México) que tem paisagens de tirar o fôlego, mas nada se comparou a essa experiência. Pode ser também que a companhia fez a viagem (meu hubby maravilhoso) muito mais encantadora!

Começamos em Miami, pois havíamos desembarcado de um cruzeiro de 6 noites, onde visitamos algumas dos países mencionados acima. Estávamos de carro, pois dirigimos da Virgínia a Miami (a gasolina estava na média de $ 1,60, então não compensava pagar duas passagens de avião e depois alugar carro pra fazer o roteiro que queríamos). Por estarmos de carro, e depois de sentar em um Mc Donalds e fazer pesquisa de lugares pra ficar (não planejamos nadinha depois de desembarque, fomos na famosa cara e coragem) decidimos que ficaríamos a primeira noite em Florida City, que é mais ou menos 2 horas de Key West, o ponto mais longe. E sim, aluguem carro e se hospedem fora das Keys, pois é extremamente caro um hotel na região.

Águas límpidas, areia esbranquiçada é muita paisagem linda e cheia de magia.

O que fazer por lá? 

Key West: Além do ponto mais extremo dos EUA (menos de 100 milhas a Cuba), Key West não tem prédios, nem muitos hotéis de rede... Os hotéis são estilo pousadas brasileiras e uma casinha bem mais fofa que a outra. Há uma rua onde tem todos os restaurantes e lojas de rede, o que passamos bem longe, pois queríamos a experiência de coisas locais. Por necessidade, paramos em um café francês para usar o banheiro (se você precisar de banheiro público em Key West, é muito difícil achar! #ficaadica) e por lá acabamos comendo a famosa Key lime pie, de comer rezando! Pena que não lembro o nome do café! E passamos uma tarde maravilhosa por lá 

Se você quiser experimentar restaurantes locais e estiver disposta a desembolsar 15-20 bucks + tip, recomendo o Tampon Creek e o Burdines Waterfront, ambos em Marathon. Muito bom!

No dia seguinte, fomos para Big Pine Key, fazer uma hiking para encontrar os Key Deer, eles são menores do que o veado que encontramos na costa leste, e são bem amigáveis. Só encontramos um no meio da caminhada, voltamos para o carro e no meio da estrada nos deparamos com eles, e chegaram bem pertinho:

Eu só não cheguei mais perto, pois sou bicho da cidade e morro de medo dessas criaturas me atacarem!

Terceiro dia: Bahia Honda State Park: o lugar da primeira foto do post, lugar lindo e maravilhoso simplesmente para sentar e relaxar!

No quarto dia fomos a outro State Park, o John Pennekamp Coral Reef State Park: A intenção ir a um passeio no barco com o fundo de vidro para podermos ver os corais, mas o tempo estava ruim e a visibilidade afetada, mas a viagem não foi perdida, mais uma paisagem breathtaking:


E não, não é foto do Google! Eu vi "com esses zoí qui a terra há di cumê" (Petruccio, Julião 20XX, depende se você viu na primeira exibição ou no vale a pena ver de novo)

E aí, anima de ir para as Florida Keys? Não esqueça de me convidar!

Beijos e vejo vocês dia 19! 





0 comentários :

Postar um comentário